sexta-feira, setembro 30, 2011

VOA OVELHA

Dorival deu uma declaração dizendo que Oscar tem mais características de segundo atacante.

Escutando isso, lembro da Teoria Maurício Saraiva, criada no programa bate-bola da tvcom. Não lembro exatamente qual era a discussão em questão, mas lembro que era um episódio como esse, onde um treinador inventa que um determinado jogador pode jogar numa função que não é a sua, prejudicando o time, o jogador e o próprio treinador que sabota seu próprio trabalho.

"Você pode dizer que um atacante é meia, um meia é atacante, um volante é armador, mas na prática, é como mandar uma ovelha voar... VOCÊ DIZ: VOA OVELHA, E ELA NÃO VOA!!"

Oscar agora é segundo atacante. Lembro de outras convicções burras que surgiram no Inter nos últimos anos

Com Roth: Sóbis era meia, Guinazu sempre jogou de armador no Libertad, Tinga era armador, Juan virou lateral esquerdo

Agora mais recentemente com Dorival já tivemos: Tinga novamente de armador, Delattore e Jô jogando de ponteiros...

Desde que foi fixado nessa posição absurda, de atacante, Oscar passou a produzir pouco, auxiliado pelo esquema Burro com apenas Damião na frente, 3 meias onde 2 não chegam, Oscar tem seu desempenho diminuído e seu talento desperdiçado.

Até quando os treinadores vão continuar com essas teses, de tirar o jogador de sua posição, em prol de uma teimosia travestida de convicção

Olha meu amigo, pra que facilitar se podemos complicar?


quinta-feira, setembro 29, 2011

RIFA DE CAMISA


Só quero passar essa informação aos Colorados que gostam de animais e gostaria de ajudar o Mural Dos Bichos. Leia a seguir , é uma Rifa de uma camisa do Inter autografado por varios jogadores. Segue a informação que recebi e estou passando a vocês.

_____

ATENÇÃO COLORADOS! RIFA MURAL DOS BICHOS RS - PROJETO ANIMAL É TRI!

PRÊMIO: CAMISA DO INTER DE COMEMORAÇÃO DO CENTENÁRIO, GENTILMENTE AUTOGRAFADA PARA NÓS PELOS JOGADORES: Dellatorre, Fabrício, Damião, Rodrigo Moledo, Renan, Oscar, Nei, Elton, Bolatti, Sorondo, Guinazu (FOTO EM ANEXO)

Com o valor arrecadado, iremos diminuir a dívida que temos em clínicas veterinárias com tratamento de nossos resgatados, bem como valores mensais com casas de passagem.

Nossa Rifa funciona assim:

1) São 200 cartelas no total. OS NÚMEROS VÃO DE 000 a 999, dividos em cinco números por cartela aleatoriamente, ou seja, com uma cartela, o comprador tem 5 chances de ganhar. (as cartelas são formadas por números aleatórios e estão no pdf anexado)

2) CADA CARTELA CUSTA R$ 7,00. O COMPRADOR PODE ADQUIRIR QUANTAS CARTELAS DESEJAR.

3) Faça o depósito com o valor referente à quantidade de cartelas escolhida na conta:
BANCO DO BRASIL. - Tathiana Jaeger
AG:3255-7
CC:10.913-4

4) PARA GARANTIR SUA PARTICIPAÇÃO NA RIFA, assim que o depósito estiver feito, envie um e-mail para muraldosbichosrs@gmail.com e coloque no assunto do e-mail - Rifa Camiseta Inter

No e-mail mande as seguintes informações:
- COMPROVANTE DE DEPÓSITO, além de data, hora e valor do depósito.
- Seu nome completo
- Seu e-mail
- Seu telefone
- Qual(is) Cartela(s) Escolhida(s) - as cartelas vão de CARTELA 1 a CARTELA 200
- Página na Web (se quiser informar) (site, blog e etc.)

5) Você receberá uma confirmação de sua participação por email. Cartelas já compradas serão substituídas automaticamente por outras mais próximas.

6) Na falta de cartelas em virtude do fechamento da rifa, entraremos em contato via e-mail para combinar a devolução do valor depositado.

7) O resultado da rifa será feito de acordo com o sorteio do Primeiro Prêmio da Loteria Federal na quarta-feira ou no sábado seguintes ao preenchimento de todas as cartelas. Assim que a RIFA estiver encerrada, mandaremos email para os participantes comunicando a data do sorteio.
A última centena (os três últimos números) do Primeiro Prêmio sorteado pela Loteria Federal determina o vencedor da rifa.

8) O prêmio será enviado para qualquer cidade ou Estado. Para isso, uma pequena parte do valor arrecadado será subtraída para arcar com custos de envio do prêmio, em encomenda simples/PAC ou motoboy.

Agradecemos muito a participação! Toda a ajuda é bem-vinda. Atuamente, nossa dívida está em R$ R$2.614,00 e os gastos mensais com casa de passagem chegam a R$ R$955,00 - casas de passagem são locais que pagamos mensalidade para que os animais resgatados possam ficar até a adoção.

Atenciosamente,

-----------------------------
Mural dos Bichos RS - Projeto Animal é Tri
Cláudia Cantagalo, Marcela Mourão e Tathi Jaeger
muraldosbichosrs@gmail.com
http://www.facebook.com/pages/Mural-dos-Bichos-RS-Projeto-Animal-%C3%A9-Tri/126911310728156?sk=wall

quarta-feira, setembro 28, 2011

Reposição e Damião

Duas grandes notícias cercam o jornalismo esportivo gaúcho nos últimos dias: a triste morte de Escurinho, lendário bi campeão brasileiro e protagonista da melhor tabela de cabeça do mundo; e Mário Fernandes ter recusado a Seleção. Resumidamente, para mim, a segunda notícia mostra o porquê da Seleção ir tão mal: a desvalorização dos jogadores mais novos sobre ela.

Claro, essas duas são as maiores, se deixar de lado a lesão do Damião. Essa notícia e um pouco mais antiga, mas eu ainda não tive a oportunidade de comentá-la. Tudo bem que é muito oportunista dizer isso agora, mas eu já tinha planos para ter escrito isso semana passada, se alguém acreditar. Estava bastante claro, um pouco antes do Damião se machucar, que sem ele as coisas iam desmunhecar. E era isso que eu queria dizer.

O Inter não tem reposição à altura, nenhum time têm. O Inter levava muita fé no Damião. Leva. Mas agora temos Jô (pelo menos ele se esforça) e Dellatorre (precisa de treinos intensivos de finalização). E quando o Damião for vendido?

E isso não conta apenas com o Damião. Qualquer jogador que não tenha uma reposição, no mínimo, regular pode fazer muita falta ao time. Estamos dando certo até agora, mas um time são 11 jogadores, e não "fulano + 10".

Leandrão

Antes de ser Damião ele era Leandrão. Veja.



terça-feira, setembro 27, 2011

Escurinho 1950-2011

EDIT: Minha opinião é que hoje no jogo da seleção o Inter deveria enviar 4 camisas do Escurinho para os jogadores do Inter convocados carregarem elas em campo e se encontrarem lá no meio campo e mostrarem a camisa dele para o Mundo. Seria uma bela homenagem de atletas do Inter para um idolo Colorado. Vamos Inter, agiliza isso immediatamente. (Alem disso 1 minuto de silêncio é obrigatorio). O Inter não pode deixar isso passar em branco hoje em Belem.







Nõ deixam de assistir esse video do Escurinho cantando sobre o Inter.

RIP

Títulos
Campeonato Gaúcho 1970-71-72-73-74-75-76 - Internacional
Campeonato Brasileiro 1975 - Internacional
Campeonato Brasileiro 1976 - Internacional
Campeonato Equatoriano 1981 - Barcelo Guayaquil

Escurinho, de cabeça, era gol certo (matéria reproduzida da Revista do Inter nº 23)

Escurinho costumava entrar e decidir as partidas no lendário time dos anos 70

O primeiro jogo da decisão do Campeonato Gaúcho de 1975 estava complicado para o Inter. O Grêmio vencia o clássico por 1 a 0 no Estádio Olímpico e sua torcida cantava eufórica com a vitória parcial. Foi quando o técnico Rubens Minelli chamou Escurinho para entrar.

O ex-jogador até hoje lembra do silêncio que tomou conta da torcida gremista quando ele se encaminhava à mesa para assinar a súmula. A torcida adversária parecia prever o gol de cabeça do meia, marcado as 45min do segundo tempo, que empatou a partida e levou a decisão para o Beira-Rio, onde o Inter venceu e conquistou o sétimo título estadual consecutivo.

Essa foi só mais uma das partidas decididas por Escurinho nos anos 70. O jogador era um reserva de luxo da equipe bicampeã brasileira em 1975/76 e costumava marcar gols importantes em jogos decisivos.

A ligação de Escurinho com o Inter vem desde sua infância. O jogador era um torcedor fanático e lembra até hoje das visitas que fazia ao terreno onde foi construído o Beira-Rio, na década de 60.

A formação de Escurinho como jogador foi toda feita no Inter. Com 11 anos, ele começou sua trajetória nas categorias de base do clube. Sua chegada à equipe profissional aconteceu em 1970, depois de Escurinho marcar 59 gols no Campeonato Gaúcho de juvenis do ano anterior.

O início foi difícil. O meia lembra que garantir espaço na equipe era tarefa árdua e ele acabou sendo emprestado para clubes do interior gaúcho, voltando a seu clube de coração em 1972 para participar de campanhas vitoriosas em campeonatos regionais. Em 1974, foi titular absoluto da equipe que conquistou o hexacampeonato estadual.

No ano seguinte, o Inter realizou uma excursão pela Europa para a disputa de amistosos. Escurinho não viajou por não ter renovado seu contrato antes da viagem. Durante a excursão, destacou-se o poder de marcação e o vigor físico de Caçapava e Escurinho passou a exercer a função que definiu como “comandante do banco”.

Na campanha do bicampeonato nacional, sempre que o técnico Rubens Minelli precisava de uma alternativa mais ofensiva, recorria a Escurinho. O jogador entrava e levava perigo no jogo aéreo, sua especialidade desde as categorias de base. Além de marcar gols, o meia participou de um dos lances inesquecíveis da história colorada, quando fez uma tabela de cabeça com Falcão que iniciou no meio-campo e terminou com a conclusão do camisa 5 já dentro da área do Atlético-MG, adversário naquela semifinal do Brasileiro de 1976.

Escurinho deixou o Inter em 1978 e rodou por clubes brasileiros e sul-americanos antes de se aposentar em 1986. Sua ligação com o Inter, porém, nunca terminou. Até hoje o ex-jogador é um torcedor fervoroso e conta com orgulho que o ex-presidente Fernando Carvalho declarou várias vezes que vibrava com os gols de Escurinho nos anos 70.
No primeiro encontro entre os dois após a conquista do título mundial, o antigo ídolo colorado retribuiu ao dirigente, afirmando: “se eu lhe dei alegrias quando o senhor era criança, o senhor fez um homem de 58 anos chorar.”

O Jogo e a Reunião

O JOGO

Uma das coisas que me agradam no Futebol Americano é a atuação da arbitragem. Não que ela seja perfeita, que não erre. Toda interpretação humana é sujeita a contestação. Mas o interessante é que a jogada se desenvolve até o fim e, se um dos árbitros (são vários em campo), identifica uma infração, joga uma bandeirinha amarela no gramado. Após terminada a jogada, o árbitro principal consulta seu auxiliar e anuncia a infração e a punição para todo estádio. O lance é revisto no telão por todos, para que se visualize exatamente o que ocorreu e o que foi marcado.

Reconheço ser quase impossível adotar isso no nosso futebol. Primeiro porque no nosso jogo o cronômetro não para quando a bola para (bem que eu gostaria de ver uma partida com 30 minutos de bola em jogo a cada tempo). Além disso, não é todo estádio que tem um bom serviço de som e telão. Aliás, sequer se permite que haja repetição de lances nos estádios que dispõem desse recurso. E o pior de tudo é ter que ouvir o velho argumento de que o erro de arbitragem faz parte do jogo.

Como disse, não tenho a pretensão de achar que no sistema americano não ocorram erros, mas tenho a convicção de que naquele modo de arbitrar, os equívocos são minimizados. Pois, pra minha surpresa, foi exatamente isso que vi, pela primeira vez, no jogo contra o Atlético/MG.


O que ocorreu domingo no Beira-Rio se assemelha aos lances da NFL. Após o gol, o árbitro antes de correr para o centro do campo, foi consultar seu auxiliar, que levantou a bandeira, tal qual os árbitros da NFL quando jogam o pano amarelo no gramado. Ali, fica claro que o bandeira avisou que ao último toque da bola, o jogador colorado estava adiantado, mas na cobrança da falta, não. Foi o que viu o auxiliar. Como o árbitro identificou que o desvio na área foi da zaga, ambos concluíram, em conjunto, que o gol foi legal.

Sei que não é a mesma emoção comemorar o gol após a sinalização do árbitro. Emocionante, mesmo, é vibrar com a bola estufando as redes. Mas, convenhamos, eu prefiro comemorar o aceno do bandeira a chorar um gol legítimo mal anulado.


REUNIÃO DO CONSELHO DELIBERATIVO DE ONTEM

O clube trabalha com défcit, como de regra todos os grandes clubes. Mais cedo ou mais tarde, venderemos nossos melhores jogadores. Ainda estamos longe de reverter essa realidade, embora todos digam que têm esse objetivo. Eu gosto de acreditar que um dia chegaremos lá. Quando, não sei.

O ex-Presidente, Eraldo Herrmann, Campeão Brasileiro em 1975, esteve presente à reunião. Foi uma grata surpresa. Fez uma manifestação emocionadíssima, citando nomes pouco lembrados, mas de enorme contribuição para a história do clube, principalmente no tocante ao seu crescimento patrimonial que o permitiu atingir os níveis de grandeza que hoje ostenta. Rogou ao atual Presidente que se cerque de pessoas de bem, que trabalhem pelo clube, não por si. Foi aplaudido de pé, por mais de um minuto. Um dos momentos mais bonitos da minha vida de colorado. Sócio do Inter pode assistir às reuniões do Conselho. Muitas vezes é cansativo, mas em outras somos brindados com momentos como esse de ontem.

Além disso, o que certamente interessa a todos os colorados é a questão das obras. O Presidente Luigi manifestou ser essa a sua maior preocupação atualmente. Terá uma reunião importantíssima, hoje, sobre o tema. Pra mim está claro que não depende apenas do Inter, querer assinar com a Andrade Gutierres. É a Andrade Gutierres quem está vacilando. Não sou do ramo da construção, mas há alguns empreiteiros no Conselho. Alguns deles comentam que o negócio, nos moldes em que está entabulado, não é tão lucrativo para a AG como se poderia supor. Enfim, é uma decisão que se dará em esferas de poder distantes de Porto Alegre. Como diria o Capitão Nascimento: “O Sistema é foda, parceiro!”

Ah, as mudanças...

O Inter vive um momento parecido com o meu atualmente. Mudei de endereço, depois resolvi mudar de novo, agora de cidade. No trabalho, que é uma pesquisa de doutorado, estou tendo que dedicar entre 8 e 10 horas diárias. No meio disso, tenho que encaixar a organização da mudança, que envolve vender móveis e eletrodomésticos, doar um monte de coisa que não vale a pena guardar ou enviar pro novo endereço, embalar (e bem!) e encaixotar o resto. Caraca, é fogo. Aí, parece que a gente entra numa espécie de “piloto automático”, que vai fazendo o que tem que fazer, mas sem pensar muito, pois não sobra tempo e é muita coisa pra se pensar. O resultado disso, é que não consigo ter uma percepção exata do que está acontecendo. O que me acalma é saber que uma hora as coisas entram nos eixos novamente, a vida volta a um ritmo mais normal.



Pois é assim que vejo o Inter, neste momento. Estamos numa espécie de piloto automático, não compreendemos exatamente o momento, não temos uma visão clara do elenco, das potencialidades, das promessas futuras, etc. Não conhecemos bem a comissão técnica, nem o pensamento do técnico. O time nem engrena, nem desanda de vez, oscilando bastante. Mesmo a contusão do Damião, parece coisa de amador, da parte da comissão técnica, afinal tava na cara. Enfim, bobeiras de quem não está muito atento. A questão do estádio também não termina. A poeira baixou na direção, não vemos mais o Carvalho (publicamente) e o Bolívar está na reserva. Enfim, estamos numa transição, seja lá qual for. Espero que seja pra melhor e até acredito que será.

Enquanto isso, vou torcendo pelo menos para uma vaga na libertadores, que temos todas as condições de conseguir, precisamos apenas fazer o feijão com arroz. Eu realmente adoraria pagar a cerva para o João Gabriel, caso o Inter pegue o G4 – mas acho que terá que ser ano que vem, João, pois estarei mais longe daí. :-) … Pra terminar, já que o pessoal diz que aqui é “blog de futebol” (como se tudo que a gente discute aqui não fosse), vou dar umas opiniões sobre o time:

Dale: não adianta ficar nervoso com ele, pessoal (eu já fiquei, tbm). É o coração do time e ponto final. Só precisamos entender uma coisa: Dale só aguenta dois jogos seguidos em intervalos curtos, daí tem que folgar um. Como a comissão ainda não percebeu isso, eu não sei. Podiam me contratar! Hahaha... Mas sério, ele se cansa e apanha demais. Com um jogo por semana, ele certamente vai render mais e ainda o vejo com fome de títulos.

Kléber: é muito técnico, mas é preguiçoso demais. Além disso, já passou do ápice físico. Termina o ano com ele e depois libera. Enquanto isso, deveriam fazer um trabalho especial com o Fabrício e o Zé Mário, já preparando os dois para o ano vem. O mesmo vale para o Alisson, embora eu acredite no Nei.

Bolatti: também espero a pré-temporada para fazerem um trabalho específico com ele. Velocidade e posicionamento, principalmente este último. É um jogador que vale a pena investir, pois tem uma boa técnica e é alto. Não sei, mas algo me diz que deveriam investir numa parceria dele com Sandro Silva.

Guina: adoro ele, mas já falei há tempos e repito: tem que preparar alguém pra substituí-lo. Quero Guina no elenco, mas no banco. Ele seria um ótimo reserva, mas precisamos de alguém com maior consciência tática e principalmente melhor chute a gol. Um time que quer alguma coisa, precisa que todo jogador do meio pra frente seja capaz de finalizar com alguma qualidade.

Jô/Delatorre: manda ambos para o Ortiz. O reserva atual deveria ser o Gilberto, há tempos. Neste caso é certeza que há interesses empresariais em jogo, infelizmente. Vejo ambos com bons olhos, mas precisam de trabalho específico, voltando na pré-temporada.

Zé Roberto: vinha bem e merece ser testado novamente. Mas gostaria também de ver o Siloé. Pode até não vingar, mas lembro do quanto eu desconfiava do Taison e fico pensando se o raio não cairia duas vezes no mesmo lugar!

Bolívar: esse merece ser sempre lembrado. Eu não me incomodo de tê-lo como reserva, se não der trabalho (sabotagem) e não for caro. Acho até um luxo. Não vai ser perfeito, mas pode ser muito valioso em muitos momentos, pela experiência.

Dispensas na passagem do ano: Sorondo, Glaidson, Tinga, Matias e Renan, pelo menos.


segunda-feira, setembro 26, 2011

Cardíacos!

Ver o Inter jogar não é para Cardíacos!

Todo jogo é quase sempre a mesma história independente do adversário. A gente faz um gol, sai na frente e aí é aquela velha rotina: errar gols feitos e pagar por isso mais tarde. Pior é que depois de sofrer gols de empate o Inter raramente ganha o jogo, por isso que nesse Brasileirão somos um dos times com mais empates (muitos deles recentes).

Eu como quase com certeza você pensou que era questão de tempo sair o primeiro do Galo...e saiu. Aí fizemos o que raramente conseguimos, o segundo gol pra pular na frente novamente. E aí mais sufoco, até com um mais. A grande pergunta é PORQUE isso acontece? Não é como se o Inter não tivesse jogadores que sabem segurar a bola...temos varios, D'Alessandro, Kleber, Oscar, mas mesmo assim deixamos o outro time vir pra cima. Será que ninguem tem solução pra isso?

Quando Fabricio entrou vaiado pensei "Vai que ele faz o gol e cala a boca da torcida"...aí pensei "Na dificil, ele é lateral". Mal terminei de pensar tudo isso e ele faz o segundo.

Parabens pro juiz que teve o peito de validar o gol depois da cagada do bandeirinha. Pior foi os cara da TV especialmente Batista dizendo que mesmo depois de ver o lance que o Fabricio tava impedido MESMO com o toque do Zagueiro. Batista deu o entender que mesmo com o toque do zagueiro o Fabricio estaria impedido. Tá louco o cara! Pô todo mundo sabe se na hora do lançamento o cara não tá que a bola pode bater em 10 zagueiros que tá valendo. E eles são pago pra falar sobre futebol? O Narrdor besta ainda falou 5 vezes até o fim do jogo "Vai dar o que falar esse lance". Falar o que pô! Todos concordam que na hora do lançamento do Dale o Fabricio tava em posição REGULAR...então fim de papo! Os cara só falam merda e quando não falam merda só falam o Obvio! Eu quero essa barbadinha de trabalho tambem!

Sobre algumas atuações:
- Nei apagado hoje, talvez por ter que marcar aquele guri de 19 do Galo.
- Indio >>>abismo>>>>> Bolivar
- Andrezinho patético pela 8 partida consecutiva. 8 partidas exatamente iguais. Pessimas!
- D'Ale jogou bem hoje mas tem que parar com os ataques histéricos.
- Oscar é um misterio. Tem momentos de brilho mas 90% do tempo desaparece.
- Jô, torço por ele, mas é muito ruinzinho coitado. Todo jogo ele tropeça na bola ao menos uma vez.
- Dellatorre dá pra vê que ele tem dificuldades em finalizar. Isso é um grande problema para um atacante.
- Golaço do Bolati. Pena ele não conseguir se firmar. Tem o jeito do Falcão mas a bola (melhor ofensivamente) do Ademir Kaeffer (mas Ademir era melhor defensivamente).

Numa boa temos que resolver esse problema de deixar vitórias escapar contra times supostamente inferiores a nós. Quem tem soluções aí?

PS:
Inter 2 x 1 Atletico-MG
Gol 1: Bolatti (D'Ale)
Gol 2: Fabricio (D'Ale)

Dale pula pra 36 pontos no ano e está a 3 pontos da marca do Iarley em 2006. Fabricio marca seus primeiros 2 pontos no ano e Bolatti com 5 gols tá com 10 pontos. Nada mal para um volante que pouco joga.

Interesante ver o que acontece quando o cara se machuca. Muitos aqui achavam que Damião chegaria facil aos 100 pontos...alguns achando que ele chegaria a mais de 110. Agora não é certo nem que ele chegue 95 ou até menos.

9 Pontos do lider mas com varios times no caminho. Paranaense fora, vaxxxco em casa e San Pablo fora...é hora de separar os meninos dos homens, mas por favor deixe Bolicar fora, ele adora vazar na defesas em jogos assim. Diz Não a Bolivar!

PPS: Sabiam que eu tenho outro Blog desde Março?

domingo, setembro 25, 2011

Inter x galo

So vou poder ver o jogo mais tarde pois to numa cpmetition de cachorros chamado dock dogs procura ai no youtube. Um dos meus cachorros vai pukar daqui a pouco. Inter so depois quando chegar em casa. Comentarios fica com vcs. So sem
Q sem damiao e com bolivar sei nao.

Sent from my iPhone

sexta-feira, setembro 23, 2011

FALTA AMBIÇÃO

Num campeonato em que o Vasco da Gama é o líder e o Botafogo o 3º, não estar nem na libertadores é uma vergonha talvez parecida com o Mazembe.

Quarta-feira já foi patético empatar com aquela nhaca de SC (estado sem futebol), jogando um primeiro tempo acuado, com o c... dentro da goleira e pra variar aquela glorioso esquema burro com 1 atacante... Pra achar lugar no time pro Andrezinho Oscar é empurrado pra onde não sabe jogar e fica apagado. Oscar é meia, pode jogar de volante inclusive mas nunca de atacante.

Perder pontos pra esses timecos é dose. Coxa, Figueira, Bahia, Ceará, Atlético Goianiense, é simplesmente vergonhoso. Time grande, fora ou dentro de casa vai pra cima do pequeno! Perder pro SP, Corinthians, Flamengo, Santos, Cruzeiro tudo bem, agora, ficar todo recuado, com 1 atacante, contra essas babas é falta de grandeza, falta de ambição. E um time sem ambição nunca será campeão brasileiro.

Enquanto tivermos esse ode ao meio campo recheado, ao esquema toca toca toca toca toca toca e não penetra, não chuta, seremos sempre coadjuvantes neste campeonato. Cautela? Somente contra os grandes, contra as babas??? Vamo pra cima pô!!

E o João Paulo? Jogou bem quando entrou e foi arquivado. Jô é colocado sempre como 2º atacante, e não produz nada. Quando entra no seu lugar faz seus golzinhos... mas não, tem que inventar ele no lado do campo. O Ricardo Goulart nunca mais entrou... E o preferido é o Delattore: Quanto FC tem do passe dele???

Quando começamos o jogo com 3 meias, Oscar Dale e Andrezinho, não tem ninguém no banco pra mudar o jogo... e não temos agressividade!!

CHEGA DESSE ESQUEMA BURRO!!! NÃO AGUENTO MAIS!!!


quinta-feira, setembro 22, 2011

Chega!!!

Um dia na CBF:

Cartola
"Precisamos de alguem para nosso meio campo no Mundial Sub-20"

Tecnico
"Eu sei, podemos convocar o Oscar, aquele menino do Inter"

Cartola
"Otimo, chama o guri!"

Dias depois

Cartola
"Precisamos de alguem para ser meia-atacante da seleção principal."

Tecnico
"Eu sei, podemos convocar o Oscar, aquele menino do Inter"

Cartola
"Otimo, chama o guri"

Semanas depois

Cartola
"Precisamos de alguem pra jogar no meio no Pan!"

Tecnico
"Eu sei podemos convocar aquele guri do Inter, o Oscar"

Cartola
"Isso mesmo! Boa..."

Dias depois

Porteiro da CBF
"O Chefe, semana que vem não vo pudê trabaiá, tenho compromizo"

Cartola
"Putz rapá mas quem vai abrir as portas?

Tecnico
"Chama aquele guri do Inter, o Oscar.""

Cartola
"Bem lembrado!!"

Moral da história. Que putaria é essa de ficar levando nossos atletas pra tudo que é seleção. O Oscar já jogou na Sub 20, agora vai pra seleção principal e logo adiante tão falando em levar ele pro Pan. Pô chega né, isso é sacanagem!

A lesão do Damião é 50% responsabilidade da CBF com essas convocações, viagens e jogos. Tava na cara que Damião ia quebrar a qualquer momento! E o Oscar não tá muito atras.

O Inter tá lutando pra chegar na Libertadores e mais uma vez a seleção prejudicando o clube, o nosso futuro. É demais! Quem exatamente paga o salário desses jogadores?

Cada dia tenho mais raiva da seleção e CBF. Vem nos prejudicando a anos fora e dentro do campo! 2005 vocês sabem, 2009 final da copa do Brasil levam Nilmar e Kleber pra Africa e outros momentos que me escapa a memoria no momento. Chega!

Eu odeio a CBF!

PS:

E o possivel retorno de Bolivar: NEM PENSAR!! Chega!!!

quarta-feira, setembro 21, 2011

Oportunidade Perdida

Tinhamos que ter vencido pelo nosso 2 tempo.

Só o Inter domina jogos e não faz gol. Se fosse ao contrario teríamos perdido.

Até gostei do 2 tempo, jogamos como machos, pra frente, sem frescura, infelizmente não fizemos o gol. 2 pontos perdidos na conta do Oscar por ter errado aquele gol feito...acho que devo começar a contar pontos perdidos por jogador, pena não ter começado no inicio do campeonato.

Mais uma pessima partida do Andrezinho, ele não merece estar em campo. Melhor entrar faltando 20, essa é a especialidade dele e fim de papo. Ele não é titular e já são 7 partidas que ele começa sem jogar nada.

De resto:
- Moledo cada vez mais firme
- Nei cada vez melhor
- Bolivar cada vez mais passado
- Jô fez o que tinha que fazer
- Oscar não pode errar gol assim
- O Inter tem que aprender a matar jogo, é um velho problema nosso.
- Dellatorre mais uma vez nada
- Kleber fora da proxima, retorno de Zé Mario? Espero que sim, bom jogador
- Ainda não perdemos desde que Bolivar saiu!
- Lesão do Damião é pessimo, mas era previsível, vem jogando com muita frequencia, era questão de tempo.

Mas pior de tudo se não reagirmos immediatamente jogadremos Copa do Brasil (varzea!) em 2012.

PS:

Produção Ofensiva 2011
Gol - 2 Pontos
Assistência - 1 Ponto

GOL: Jô (sem assistência)

Jô pula umas posições na tabela, atras do Nei que é fraco nessas pontuações. Damião ficará nos 89 por um tempinho agora com a lesão. Oscar com aquele gol perdido deixou de passar o Dale na tabela e entrar para 12 lugar All-time desde que contamos esses pontos (2006). Se Oscar tivesse feito o gol passaria a marca de Dale em 2009 e 2011.

Jog-Gols-Ass-Pts
Damião 39 - 11 - 89
Dale 12 - 10 - 34
Oscar 11 - 11 - 33
Andrezinho 4 - 8 - 16
Zé Roberto 5 - 5 - 15
Kleber 2 - 10 - 14
R. Goulart 5 - 1 - 11
Sobis 3 - 3 - 9
Bolatti 4 - 0 - 8
Cavenahgi 2 - 3 - 7
Nei 1 - 4 - 6
Jo 2 - 1 - 5
R. Moledo 2 - 0 - 4
Marquinhos 0 - 4 - 4
Indio 2 - 0 - 4
Bolivar 2 - 0 - 4
Tinga 1 - 1 - 3
Guto 1 - 1 - 3
Glaydson 1 - 0 - 2
T. Humberto 1 - 0 - 2
Gilberto 0 - 2 - 2
Guinazu 0 - 2 - 2
Daniel 0 - 2 - 2
Rodrigo 0 - 2 - 2
Muriel 0 - 2 - 2
Zé Mario 0 - 1 - 1
João Paulo 0 - 1 - 1
Dellatorre 0 - 1 - 1
Ilsinho 0 - 1 - 1
Sorondo 0 - 1 - 1
W. Mathias 0 - 1 - 1
Massari 0 - 1 - 1
Alex 0 - 1 - 1
Elton 0 - 1 - 1

Detalhes dos numeros de 2006 até hoje Clique Aqui

PPS:
PS: Adeus R.E.M.



Figueirense x INTER

O que dizer desse jogo depois das decepções recentes? Não me arrisco no momento deixo com vocês.
_______________

Ontem teve um churrasco em Newark numa churracsaria Boi na Brasa em homenagem ao Rio Grande nesse 20 de Setembro. A festa foi organizada por um Colorado amigo meu de infancia o Leandro que nunca morou no Brasil mas é colorado fanatico, faz até parte da torcida Nãção Independente mesmo de longe. Quando vai visitar o Brasil sempre tá lá nos jogos. Ele não só é Colorado como tambem é muito ligado nas tradições Gaúchas e por isso oranizou a janta.

Acho que tinha uns 60 Gaúchos lá (quase todos que eu nem conhecia) mas a grande surpresa foi finalmente ter conhecido em pessoa o Alexandre "Brooklyn", o cara do famoso Video do "Ronaldinho pipoqueiro o Ediglê vai quebrar tua perna", video feito meses antes da conquista do Mundial e uma semana antes da final contra o São Paulo em 2006. O cara já sabia! Todos esses anos eu moro em NJ e ele em NY e não tinhamos nos encontrado ainda. Tambem conheci sua esposa e 2 crianças inclusive a de 4 anos foi a razão pela qual ele não pode ir ao Japão, pois ela estava por nascer. Ele me contou varias historias das loucuras que eles faziam nas viagems pro Rio e outros lugares com a torcida do Inter pra ver jogo nos ano 90...até me contou um "segredo" sobre o jogo Inter x Palmeiras em 99 mas pediu pra eu não contar publicamente (sorry!). Gente boa.

Taí o Video pra quem não viu ou quer relembrar...cuidado, palavras fortes!! kkk (e pensar que esse estadio não existe mais por ser velho demais (30 anos!)





Concurso BV: Candidato #3

To aguardando mais textos para candidatos ao novo colunista do BV, como avisei quem mandou antes do Falcão sair tem que mandar novamente um texto novo. Quem mais quiser participar mande seu texto de 400-500 palavras para blogvermelho@gmail.com

Nesse "Mata-Mata" cada texto vai aparecer sozinho. Você leitor vai dar nota de 1 a 10 na parte dos comentários. A media será calculado e no fim os autores com melhores medias serão convidados a participar regularmente no Blog Vermelho. Os Autores serão anônimos (mas podem votar se quiserem sem se revelar autor do texto) até o fim da competição. Votos em massa de amigos e familiares dos autores não contarão...como sei que será amigo ou familia? Eu sei tudo kkkkk! Então por favor não pede votos de amigos queremos que o melhores textos ganhem.

Vamos lá...e não esquecem de votar de 1 a 10. (Notem esse texto foi enviado a 4 semanas atras então não penaliza o autor se o conteúdo toque em assuntos daquele momento, é a qualidade do texto que você deve levar em consideração)

CANDIDATO #3

FUTEBOL?

Vem cá, tchê, isso aqui é um blog de futebol?

Ok, o futebol virou negócio, é uma indústria de bilhões de dólars (só
no Inter já rolam megabits de dôletas anualmente), a comissão técnica
multidisciplinar já é uma realidade.

[Perguntinha: Será que o FC cornetou a comissão multidisciplinar do
Medina na gestão do quase homônimo Fernando Carvalhal M.?

(aliás recomendo a leitura desse blog, e especialmente desse post que
é sobre o Inter:
http://cadernodecampo.com/2010/08/20/o-que-explica-o-internacional/
)]

Mas não vou mudar de assunto.

No blog tem pessoal craque nas palavras, craque na torcida, craque nas
metáforas, craque no c* a quatro. Mas tá faltando discutir futebol.

Então a proposta é resgatar um pouco do que havia quando o Nélson
postava - claro que não com a mesma propriedade e imposição que o
pai-dos-cornetas aplicava, sempre lembrando a quem ousasse duvidar de
seus conhecimentos as suas centenas de jogos assistidos in loco.

Então, a proposta é usar esse espaço pra discutir futebol.

Isso posto:

Vamos analisar o grupo do Inter após a (não-tão) desastrosa interinada
do queridão Loss.

Goleiros:
Muriel
Agenor

Zagueiros:
Juan
Moledo
Índio
Romário

LD:
Ilsinho

LE:
Kléber
Fabrício

1o Volante:
Élton
Bolatti
Glaydson
Sandro Silva

2o Volante:
Guinazu
Tinga

Meias:
D'Alessandro
Oscar
Andrezinho
João Paulo

Atacante:
Zé Roberto
Delatorre

Centroavante:
Damião
Gilberto

Temos aí 2 jogadores por posição, exceção LD, onde Glaydson e Sandro
Silva podem atuar. Aliás só um desses dois pode ficar no grupo. Como o
Sandro Silva é uma incógnita ainda deixei ele na lista. Falta ainda um
3o goleiro BARATO!

O resto pode ser vazado sumariamente do vestiário.

Os que tiverem menos de 23 anos podem voltar pro sub-23 e aguardar
chance no grupo em caso de lesões.

O meu time jogaria no 4-4-2 em linha e fardariam:

Muriel; Ilsinho, Moledo (Índio), Juan e Kléber (Fabrício); Élton,
Guinazu (Tinga), D'Alessandro e Oscar; Zé Roberto e Damião.

Agora, uma análise dos treinadores passados e do presente:

Celso Roth - Se perdeu com a saída do Taison. Tentou de tudo que é
jeito fazer outros jogadores virarem Taison e não conseguiu. É um
treinador insuficiente para o Inter devido à exigência da torcida.
Sabe se retrancar como time pequeno(serve pro gfpa), mas não sabe
armar time pra vencer.

Falcão - Fazendo vista-grossa para algumas atitudes do
treinador-comentarista-craque-ídolo e sem entrar no mérito das suas
motivações, acho que ele implantou um esquema de jogo que não estamos
acostumados a ver aqui e estava funcionando muito bem. O time vinha
melhorando a olhos vistos. Coisa que não ocorria a mais de ano com o
CJR. Foi injusta sua demissão.

Loss - A passagem dele não foi tão desastrosa pois pudemos ver a
afirmação do Élton e algumas partidas do João Paulo. Mas isso se deu
mais pelas circunstâncias do que visão do treinador. Talvez por
conhecer os guris tenha facilitado essa transição colocando-os pra
jogar nos lugares certos.

Sobre o Dorival, fiquei satisfeito com as suas primeiras palavras e
atitudes como treinador. Veremos se dá seguimento.

Então, temos um grupo interessante. Agora é esperar que o Dorival faça
a faxina necessária e, enquanto isso, identificar as necessidades pro
ano que vem. Acho que ainda dá pra buscar pelo menos uma LA esse ano.

terça-feira, setembro 20, 2011

É preciso saber trabalhar e esperar

Bom dia, pessoal. Tenho acompanhado os textos e comentários aqui no blog, embora participando pouco. Uma coisa me incomoda, porém, e não é a primeira vez. Se trata de nossa impaciência com nossos jovens (e aqui incluo jogador com até 25 anos). Acho muito curioso, como alguns (talvez não seja maioria) dos torcedores querem a cabeça de um jovem por conta de 2 ou 3 jogos ruins. Outros, desvairados (com todo respeito, :-)), até por 1 jogo ruim, já chamam de "naba". Mas há alguns que esperam, digamos, uns 10 jogos pra querer limar o cara, o que já é um progresso! Um caso recente é com o Delatorre.

 Foto: Diego Guichard

Pra dizer a verdade, eu até compreenderia essa impaciência se estivéssemos numa circunstância muito específica: digamos que nosso time estivesse "redondo", com um grupo trabalhando junto há 1 ano e meio ou 2 anos, com a mesma comissão técnica, como no caso do Barça, só pra exemplificar. Se, então, nesse time, precisássemos testar um novo jogador e ele entrasse e em 4 ou 5 jogos não mostrasse nada de especial e, até, atrapalhasse o time, aí sim. Concordo que, nesse caso, teríamos toda a razão para pelo menos colocar o rapaz em trabalho especial ou até seria caso de venda mesmo.

Só assim, poderíamos saber se as más atuações do rapaz são por culpa exclusiva dele, seja por ruindade ou por insegurança, ou se tem mais a ver com falhas da equipe, por estar mal treinada, desequilibrada ou sem entrosamento. Posso estar errado, mas essa descrição para mim bate exatamente com a equipe atual titular do Inter. Vejo um time muito longe do ideal, para que permita qualquer julgamento definitivo sobre um ou outro jogador. Lembro até de que já defendi o Nei aqui no blog e hoje o vemos jogando uma bola suficiente para manter a posição. E quanto tempo ele teve pra melhorar seu jogo? Umas "duzentas" partidas. Então, pessoal, calma.

É provável que não cheguemos muito longe nesse campeonato. Temos chance, não há dúvidas, ainda mais mantendo essa linha de trabalho, colocando os jovens, tendo estabilidade na comissão e dando tempo pra eles. Mas, como o campeonato está no terço final, talvez não dê tempo desse trabalho render os frutos. Mas digamos que cheguemos à libertadores. Esse time aí estaria em formação e chegaria "nos cascos" para o ano que vem. Eu me recuso a acreditar que jogadores que se destacam na base sejam, em princípio, incapazes de vencer nos profissionais. Mas o cara tem que ter tempo de ganhar confiança e experiência. Poxa, o Taison está aí para lembrar qualquer um, de como a confiança e o esquema tático podem derrubar (ou levantar) um jogador.


Portanto, calma, calma, calma. Delatorre não está arrebentando e nem mesmo Oscar. Mas vamos dar tempo aos moleques. Vamos incentivar e cobrar que outros também tenham chance, como João Paulo, Fabrício, etc., mas desde que isso seja feito com sabedoria, dando tempo para treinar e entrosar. Se seguirmos o processo de renovação, dermos tempo à comissão e continuarmos na vigília, para que os medalhões não voltem, podemos chegar sim no ano que vem com um baita time. Mas, pra isso, é preciso que plantemos as sementes e que saibamos esperar, sem queimar nossas "pedrinhas brutas", mas possivelmente valiosas.

segunda-feira, setembro 19, 2011

Preguiçosos Futebol Clube

Futebol é um esporte para preguiçosos. Digo, preguiçosos que não querem pensar muito, não querem usar a massa cerebral demais, não querem treinar demais, não querem estudar como o outro time joga, não querem pensar em jogadas ensaiadas, não querem ver e analisar "filme" do jogo anterior pra aprender o que deu errado e como corrigir.

No futebol é so treininho de 1 hora todo dia batendo bola ou uma salinha de musculação e deu...aí é hora de ir pra casa. As vezes só vão trabalhar de tarde e já tão em casa antes da hora do Rush.

Me desculpem amigos Brasileiros e Gaúchos e o Mundo futebolistico em geral, mas o futebol é pra preguiçosos! Ah sim vocês vão dizer "Isso não é FootBall Americano seu gringo" e vocês tão certos realmente não é! Nem é questão de um ser melhor que outro, nem assisto mais NFL, mas no Football Americano os caras tem LIVROS de 200 paginas com jogadas ensaiadas secretas, LIVROS sobre cada time adversario e analise completa de cada jogador do outro time. Eles estudam tudo, até pra qual lado um cara "dribla" com mais frequência. Tudo para ganhar qualquer vantagem sobre o adversario. Comissão tecnica e jogadores passam HORAS todas semanas vendo video dos seus e de outros jogos para descubrirem como e facilitar a vitória na proxima partida. No futebol não, é bola no chão e seja o que deus quiser...toque toque toque, um overlapizinho (considerado jogada ensaida!) de vez em quando e deu. Nem nas faltas uma situação perfeita pra jogada ensaida a gente raramente vê.

O triste disso tudo é que se um time se prestasse a trabalhar mais todas essas coisas esse time poderia ter uma enorme vantagem em relação ao outros. Mas eu sei...não faz parte da "Cultura" do futebol.

Mas de vez em quando a gente vê algo TRABALHADO, TREINADO que mostra que um pouco mais de dedicação vale muito. Pena que essas pessoas que ganham 300..400 Mil pra treinar times preferem ficar gritando a beira do campo como se isso ajudasse em vez de realmente fazer algo que preste com seu time.

Gostaria de ver o INTER trabalhar mais essas questões. Deixam de ser preguiçosos. Ficam 30 minutos a mais por dia no trabalho...foi assim que Valdomiro por exemplo aperfeiçoou suas cobranças de falta.

Veja esses 2 videos pra vê o que Boleiros não preguiçosos conseguem fazer com pouco treino.

Em cobranças de Falta:


E a Holanda com inovações em 74 humilhando o Uruguai. A holanda pegou o mundo de surpresa.


PS:

Lembro quando Gallo chegou no Inter, ele veio com um cinegrafista pra filmar certo jogadores e coisas assim pra depois analizar video e foi ridicularizado pela imprensa e consequentemente pela torcida por isso. Isso que dá no Brasil tentar inovar. Mas na hora que um Sir Alguma Coisa da Inglaterra inventar de fazer isso ai vira algo "Cool" no Brasil tambem.

Beira-HELL (?!)

Você sabe qual é a campanha colorada em seus domínios?

12 jogos: 5 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. Aproveitamento de 55,55%

Dentre os adversários que vieram ao Gigante da Beira-Rio e não foram derrotados, times da “envergadura” de Ceará, Coritiba e Atlético-GO.

Em confrontos diretos contra postulantes a Libertadores (e ao título), empates contra Flamengo, Palmeiras e Santos, derrota para São Paulo e uma única vitória, contra o Botafogo.

Ou seja, nos chamados jogos de 6 pontos, aproveitamento de 40%.

O Beira-Rio não ruge mais? A torcida não apoia mais o suficiente?

Nada disso. Falta atenção e falta oportunismo.

Atenção em não sofrer apagões e nem tomar gols espíritas, muito menos resultantes da manjada jogada de bola parada (conhecido problema, que por ora, parece não ter solução).

Oportunismo em desperdiçar chances claras de matar o jogo quando uma vantagem inicial já está estabelecida.

O Beira-Rio hoje não é mais um diferencial, fruto de um time que não se impõe e não se faz respeitar.

O Inter hoje nada é mais do que um grande ESTRAGA-PRAZERES.

No menor sinal de entusiasmo ou de expectativa, a sequência logo traz um resultado frustrante, acabando com qualquer resquício de sonho ou de ambição à voos maiores.

Tal como o jogo de ontem. Um verdadeiro balde de água fria.

Uma coisa é CERTA. Time que não se IMPÕE em seus domínios, tem mais é que se contentar com a SULAMERICANA mesmo...

domingo, setembro 18, 2011

ChiKleber

Tô PDC nem quero comentar muito. So vou falar que na hora do Penalti escrevi nos comentarios "por favor Kleber não" ele SEMPRE bate mal, SEMPRE...a meia altura e a meia distancia do poste e goleiro. O lugar mais facil para um goleiro defender. Como é que eu sei disso sobre o Kleber e o Inter não? Porque Oscar ou Andrezinho não bateu? Porque Kleber era o capitão? Por favor.

Jogamos mais 2 pontos fora. Possivelmente a Libertadores 2012.

E alguem me diz QUANTOS GOLS já tomamos de bola parada!? Se alguem contar me diz, deve ser 40-50% dos gols que tomamos no Brasileiro. Parem de fazer essas faltas idiotas na entrada da area pelo amor de deus!

Poderia ter sido uma vitoria tranquila com um pouco mais de sorte (Damião, Oscar) ou inteligencia na hora de escolher batedor do penalti. 4 pontos jogado fora entre Santos e Coritiba. Andrezinho jogou nada mais uma vez, ta na hora de sentar no banco. Cadê o João Paulo?!! Será que não entra nesse time com nabas como Jo e Dellatorre sendo 1 a menos em campo?? Nossa media de idade hoje foi 24...o que é bom, melhor que os 29 lá na Mazembalada. Mas falta eliminar umas nabas da escalação. Nei está em alta, talvez pelo vazamento do Bolivar.

To puto da cara nem tenho mais o que falar.

PS:

Gol: Oscar (Assistência Damião)

Gol - 2 Pontos
Assistência - 1 Ponto

Jog-Gols-Ass-Pts
Damião 39 - 11 - 89
Dale 12 - 10 - 34
Oscar 11 - 11 - 33
Andrezinho 4 - 8 - 16
Zé Roberto 5 - 5 - 15
Kleber 2 - 10 - 14
R. Goulart 5 - 1 - 11
Sobis 3 - 3 - 9
Bolatti 4 - 0 - 8
Cavenahgi 2 - 3 - 7
Nei 1 - 4 - 6
R. Moledo 2 - 0 - 4
Marquinhos 0 - 4 - 4
Indio 2 - 0 - 4
Bolivar 2 - 0 - 4
Jo 1 - 1 - 3
Tinga 1 - 1 - 3
Guto 1 - 1 - 3
Glaydson 1 - 0 - 2
T. Humberto 1 - 0 - 2
Gilberto 0 - 2 - 2
Guinazu 0 - 2 - 2
Daniel 0 - 2 - 2
Rodrigo 0 - 2 - 2
Muriel 0 - 2 - 2
Zé Mario 0 - 1 - 1
João Paulo 0 - 1 - 1
Dellatorre 0 - 1 - 1
Ilsinho 0 - 1 - 1
Sorondo 0 - 1 - 1
W. Mathias 0 - 1 - 1
Massari 0 - 1 - 1
Alex 0 - 1 - 1
Elton 0 - 1 - 1

Detalhes dos numeros de 2006 até hoje Clique Aqui

INTER x Coritiba

- Posso estar delirando mas fico pensando que Damião fará 4 gols hoje. Bom se fizer aí ele é o proximo Pelé e eu tenho poderes inexplicaveis!

- Mas serio, temos que ganhar essa partida. Chegou a hora de levar esse campeonato e cada jogo a serio, não adianta tentar recuperar quando falta 6 rodadas, a chance é agora, 3 pontos a cada rodada, que os outros clubes vão perdendo aqui e ali. Se a gente ganhar mas 3 seguidas tenho certeza que estaremos pertissimo do topo.

FOCO! POR FAVOR!!

Hoje 3 pontos e NADA MAIS SERVE! Nada! Só de pensar naquele 3 a 0 pra 3 a 3 contra o Santos em 10 minutos me dá uma raiva, realmente jogamdo 2 pontos fora. Sei que falamos isso bastante quando não ganhamos jogos, mas aquilo foi sim 2 pontos literalmente jogados fora. Isso não pode acontecer mais.

Vamos vê o que acontece com essa zaga nova pegando mais ritimo e vamo vê como o time vai sem D'Alessandro hoje. Damião 4 gols...será?

PS: Com a derrota do Fluminense de 3 pro Bahia e o empate do FlaBota o Inter pode pular 2 Cariocas na tabela e enconstar no Botfogo.

Putz Alex acaba de se machucar aparentemente gravemente no fim do jogo do Corinthians. Espero que não seja nada demais.

sábado, setembro 17, 2011

O Beira Rio

- Uma pessoa que participa das negociações com a Andrade Gutierrez me enviou essa mensagem essa semana:

"... é muito desgastante e difícil negociar com a Andrade Gutierrez. mas agora estamos indo pros finalmente ... a minuta com as alterações que sugerimos foi pra eles. Essa semana volta e vamos ver se termina essa novela de uma vez"

Desde que esse papo de Copa no Brasil começou a minha posição sempre foi clara e a mesma sobre jogos no Beira Rio: Não acho que seja algo de tanto orgulho quanto se fez parecer e serve basicamente mais pra cornetear Gremistas e Vice Versa. Nunca achei que deveria ter gasto 1 centavo em fazer banner no estadio dizendo "Futura Casa da Copa do Mundo"...pra que? Pra cornetear Gremista? Tudo isso pra cornetear Gremista?

Dito isso, sim, a Copa tem alguns beneficios em termos de renovação do estadio, mas por favor param com esse grenalzinho de estadio. Como tambem já escrevi antes, quantos donos de estadios de outras copas você se lembra? O Inter não ficará mundialmente famoso por causa disso, então não viagam por favor. Uma solução que já dei é mudar o nome do estadio para SC INTERNACIONAL a partir de 2012 até o fim de 2014, assim todas as referências em jornais e Internet pelo mundo nos proximos anos mencionará o nome do nosso clube e não "Beira Rio" que só servirá para confundir gringos em pensar que o estadio é no RIO de Janeiro. Ah e tambem sugiro que pintem na nova cobertura do Estadio, bem grande (mas bem grande mesmo ocupando um lado inteiro) pra ser visto de cima SC INTERNACIONAL. Lembram que nas transmissões da Copa eles sempre mostram o estadio de cima. Mesmo que não mudem o nome essa parte tem que ser feito, pois todas as referencias visuais a nivel de campo a FIFA não vai permitir.

Outra coisa é, se vamos fazer isso pra ter a Copa TEMOS que tambem ter a Copa das Confederações. Será um desperdicio total se nosso estadio não estiver na CDC. E para isso o Inter tem que fechar logo o negocio com a AG. O que não entendo é que a AG foi escolhida por ter o melhor plano...então porque aceitaram a AG se tavam tão longe assim de um acordo?

Terminam logo essa negociação e começam a trabalhar no estádio, o tempo não para! E eu quero ver um Beira Rio "novo"...não necessariamente só para a copa, mas para que um clube de primeira tenha um estadio de primeira.

- Hoje temos 3 opções de resultado com o Coritiba. Vitória, Vitória ou Vitória. Nenhum outro resultado serve!

- Tô lendo que teremos Dellatorre no lugar do D'Alessandro...estanho não? Cadê João Paulo? Jogando GreNal B.

- 2011 é o ano da torcida. A força dos Colorados já fez acontecer muitas mudanças, a saida do Roth (e a contratação do Falcão), Renan, Mathias e Bolivar...e a pressão de não vender o Damião provavelmente fez o Inter não vende-lo em Agosto. Por isso digo, se o Inter ganhar o Brasileirão em 2011, não me venham com aquele papo de "Viu o Fernando Carvalho sabe o que faz" porque o titulo será DO TORCEDOR. Se dependesse do FC acho que teriamos Mathias, Renan e Bolivar no time alem de Roth no comando. 2006 foi FC. O lado bom de 2011 é a torcida Colorada.

- Será que teremos mais gols do Damião hoje?

PS: Veja o que esse colunista Britancio escreveu sobre Damião, inclusive escrevendo o que eu falei aqui que foi e é uma boa o Damião ficar por aqui por enquanto fazendo gols e assim não ficar fora da seleção. Na Europa ele teria que se adaptar e brigar por vaga nos times...Leia

sexta-feira, setembro 16, 2011

MARKETING DAMIÃO!!

Para segurar Leandro Damião, o Inter estuda realizar parcerias, utilizar a imagem do craque em campanhas, etc.

Porque isso não foi feito antes?

Porque Nilmar não tinha sua imagem explorada assim? Nilmar joga mais que Damião, estava aqui no Beira Rio, identificado com o clube, com história, com títulos, com golaços, seleção e ninguém pensou em fazer algo do tipo para manter o craque aqui? Não estou menosprezando Damião, e sim somente questionando como não se fez isso antes...

Pensem comigo, Nilmar foi vendido pela segunda vez por aproximadamente R$ 30 milhões. 1 ano antes da copa do mundo. Disputou o mundial em 2010, quanto valeria para o Inter após disputar a Copa? Quando foi a última vez que um jogador colorado disputou uma copa? Hoje Nilmar joga no inexpressivo Villa Real, enquanto que se jogasse no Inter mais tempo, teria a chance de se colocar em um clube melhor e trazer mais dinheiro ao clube com sua venda...

D'alessandro é exemplo clássico de marketing desperdiçado. Eu sei que o Louis não gosta do gringo, mas tem que dar um desconto por que ele vê os jogos por um canal que não filma as jogadas de Dale... É um baita jogador, porém seu marketing é muito maior. Ele hoje representa muito para o clube fora de campo. É só conferir quando o Inter viaja, quem é o mais assediado... Agora que Damião começa a dividir a atenção, senão, só da o gringo... Quantas mil camisas somente na argentina poderíamos vender com o nome D'ALESSANDRO. Estive em Cancún recentemente, com uma camisa do Inter com o nome dele nas costas. Metade das pessoas que reconheciam a camisa, era devido ao nome dele e ao título da América em 2010.

Usar a imagem dos ídolos é algo que não aprendemos ainda, tanto dentro como fora de campo. Falcão, Figueroa, Fernandão e até mesmo Gabiru poderiam dar muito mais retorno financeiro e de imagem ao clube do que dão hoje... Aqui alguém conhece algum goleiro mais importante na seleção do que Taffarel? Quando o Inter associa sua imagem ao do Taffa? Dunga era técnico da seleção na Copa, o que o Inter fez para utilizar isso como marketing?

O marketing do Inter é tão fraco que não utilizamos numeração fixa... Bláblablá é culpa da Reebok, CARA! alguém fez esse contrato!! a Empresa não decidiu sozinha...

Temos tanto coisa pra explorar (aqui vão idéias que me vem na cabeça agora, simples mas que poderiam dar algum retorno):

- La Boba

- Bicicleta e lambreta do Damião

- Nariz do Índio Sangrando

- Gol do Giuliano na fumaça

- Gol mil em gre-nais

Tudo isso poderia virar camisetas, poster, o que fosse. Mas não, não conseguimos nem preservar a imagem de nossos atletlas...

A multa de Damião é R$ 50 milhões de Euros. Se sair por menos é dinheiro jogador fora. E com esse valor, não são todos clubes da Europa que podem pagar. E para que Real Madrid, Barcelona, Milan ou Manchester venham aqui depositarem esta grana, o guri tem que jogar aqui até a Copa, ou pelo menos se firmar durante 1 ano na Seleção. Então como mantê-lo? Simples, Salário igual ao Dale, e mais ações de marketing, divide meio a meio Clube e Jogador e em um ano ele já estará milionário e morando em Porto Alegre. Quantas camisas venderia somente do Damião? Quanto um torcedor fanático pagaria para levar uma lambreta ou um La Boba do Dale? Cara, tem torcedor tão fanático e maluco que tenho certeza que teria gente pagando pra tomar carrinho do Guinazu... Para ter uma ideia, o São Paulo cobra mais de R$ 200 para batizar uma criança... Quanto vale tomar um drible do seu ídolo? Quantas camisas mais simples, mais baratas venderíamos para a população carente a um preço baixo? Quanto uma empresa de bicicletas pagaria para ter Leandro Damião como garoto propaganda por exemplo? Quanto um torcedor pagaria por concentrar com a delegação, ir junto no ônibus, entrar em campo, assistir a palestra e etc...

Alguém ai sabe por onde anda o Gabiru? Por que não levar ele pelo Interior associando milhares de cidade em cidade e dando de presente foto com ele e uma camisa igual a do mundial... Associe-se e ganhe uma foto com Adriano Gabiru.

Hoje eu vi que o Grêmio lançou um boneco do André Lima... Mel Delz, se o craque deles é essa naba.. O Inter poderia lançar até boneco do Nei!!! hahahahahah

Mas brincadeiras a parte, tenho certeza que poderíamos aproveitar melhor a imagem de nossos craques e com isso mante-los aqui por muito tempo...

Dirigentes antigos, invadem gramado pra xingar juiz, fecham portões, cortam água do visitante, Dirigentes modernos, profissionalizam o clube, montam times e empilham títulos...

Quais são os nossos?

PS: PARABÉNS INTER!!

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/internacional/noticia/2011/09/inter-lanca-nova-camisa-de-damiao-agora-em-homenagem-lambreta.html



FOOTBALL

Acabo de ler uma noticia que parece pouca coisa mas que ao longo prazo será "revolucionario" para o futebol.

A Fox, que nos EUA tem 2 canais a cabo só de Futebol (a Fox Soccer Channel alem da Fox Deportes que até pouco era a Fox Espanol), começará a transmitir jogos de Futebol da Premiere League da Inglaterra, lado a lado com jogos da NFL nos Domingos. Ou seja as 14hrs jogo da Premiere e logo depois jogo da NFL ou vice versa e isso no Canal tradicional da Fox a de TV aberta. NFL aqui é uma religião, tudo ao seu redor é sempre meticulosamente escolhido, analisado...pra ter jogo de futebol immediatamente antes de um jogo da NFL é algo que eu mal acredito.

Eu mal acredito isso! Entendem NFL e Soccer (futebol) por muito tempo tem sido como Agua e Oleo aqui, não misturando. Mas isso vem mudando aos poucos. A mais de uma decada futebol é o esporte mais jogado aqui nas escolas e essas crianças estão crescendo e com isso o mercado. Futebol em passos nem tão modestos vem crescendo muito. E agora será visto lado a lado a NFL.

Isso é otimo para a entidade "Futebol". Mas uma pena que o maior beneficiados serão os clubes Europeus epsecialmente os Ingleses e os outros grandes da Europa. Nosso Inter e o futebol de clubes Brasileiro em geral como sempre mal existe em boa parte do planeta. Uma pena que o futebol mais famoso do mundo é o Brasileiro, mas os clubes não beneficiem nem um pouco. Aqui nas lojas esportivas já se vê pra vender camisas do ManU, Real Madrid etc... Esses clubes só vão ganhar mais fãs, num mercado de 300 Milhões que adora esportes.

Mas uma coisa é certa: Certos mercados gostam de ver esporte em estadios perfeitos, lotados, com grama perfeito, com illuminação perfeita. Eu que nem gosto de ver clubes Europeus as vezes fico ligado pela beleza visual de tudo isso. No Brasil 80% dos estadios não são assim, talvez só depois da Copa. Isso é uma vitória pro futebol, mas mais uma derrota pra incompetencia do futebol Brasileiro (CBF) que não sabe promover sua liga e clubes pelo mundo afora. Todo Mundo sabe que o melhor do futebol sai do Brasil, mas são poucos no mundo que conhecem nossos clubes. Só a selenike.

Lembram desse video que fiz?


Você pode ler essa noticia AQUI

Quadro

Recomendo que vocês imprimem o seguinte texto e coloquem num quadro na sua sala ou lugar de trabalho...para nunca esquecer. Será que ele realmente falou isso?! Se falou, é algo inexplicável para um Presidente de Clube ou qualquer homem de negocios falar.
_________

A multa rescisória de Leandro Damião é de 50 milhões de euros – R$ 118,5 milhões. O clube já rejeitou propostas que se aproximaram de R$ 47,4 milhões. A diretoria não tem uma noção exata do valor de mercado que o camisa 9 alcançou depois da bicicleta contra o Flamengo, dos dois gols na decisão da Recopa, do primeiro gol pela Seleção Brasileira e das três bolas na rede contra o Palmeiras. Mas acredita que ainda está inferior à multa.

- Não acredito nisso. Sabemos que o mercado europeu não paga valores muito altos por atletas sul-americanos. Eles preferem esperar que o jogador vá para lá, fique uns dois anos e aí seja revendido – disse Luigi.

A diretoria sabe que a janela de janeiro paga, geralmente, menos do que a de agosto, fechada pelo Inter para os interessados em Damião. Mas já avisa que é inevitável vender um atleta no início do ano, e não existe nome mais natural do que o centroavante.

- Não vendemos ninguém em agosto. Não poderemos fugir da próxima janela – completou Luigi.



quinta-feira, setembro 15, 2011

"A fila anda"

Nem sei se perco tempo pedindo pra diretoria segurar Damião. Primeiro eles nem devem ler, segundo mesmo se lessem duvido que iriam prestar atenção. Alem disso tem outro interessados inclusive o jogador.

O que nosso Presidente não pode fazer é ficar falando publicamente que "dificilmente o valor da venda será a multa" ou seja que ele sairá do Inter por muito menos. Isso é jeito de negociar?

Quanto seria menos? 17? 20? 25 Milhões? Na verdade isso nem me interessa muito, não é como se eu fosse ver a cor desse dinheiro. Mesmo se fosse 50 o que mudaria para nós? Gastariamos boa parte desse dinheiro para dar retribuição (aposentadoria) a varios jogadores perto de se aposentarem.

Pensem bem, por quanto saiu Giuliano ou Nilmar ou Taison ou Sandro etc (alguem faz ai uma lista de valores pois sempre esqueço quanto foi)? O valor que ganhamos com o passe do Taison digamos, foi e ou está sendo gasto em salarios absurdos por nabas e especialmente jogadores semi-aposentados. Pra mim o insulto final foi a renovação desnecessaria de Renan, um goleiro frangueiro que foi um desastre desde que voltou da Europa. Era só deixar o contrato acabar (exatamente como foi com Roth) e se ver livre mas eles resolveram renovar com o cara. E agora não adianta vocês ficarem falando que temos que largar os Tingas, os Renans, os Bolivars...eles tem contrato e provavelmente teriamos que gastar uma tonelada pra mandar eles embora.

Não esquecem que Lauro continua recebendo do Inter sem jogar. Tudo bem que muita gente tem implicancia com o cara, mas o que foi que ele fez exatamente pra ser completamente barrado no Inter? Ele era titular até se machucar aí o Renan entrou, tomou mais 20 frangos e quem acabou sendo barrado: Lauro. E quem teve seu contrato renovado: Renan. Os misterios da vida, alguem explica?

Somados deve ter no minimo 1 Milhão por mês que são gastos em jogadores que boa parte da torcida teria tido a lucidez de não contratar ou renovar. $12 Milhões por ano. Pega esses 12 Milhões e agora soma com as recissões de contrato do Roth, Falcão . Roth da qual nem precisava ter recissão se simplemente tivessem deixado ele ir embora no fim do contrato em Dezembro. Em vez disso renovaram so pra manda-lo embora 4 meses depois e ter que pagá-lo a multa. Aí decidiram contratar Falcão para demiti-lo 99 dias depois e assim obter uma nova divida.

Só nessas brincadeiras acima o valor do Sandro deve ter ido pro espaço. Então de que adianta ficar imaginando se Damião sai por 50 ou 100 quando na verdade ele sairá por 18 ou 19 e no fim o Inter ficara com só 10 ou 11. Aí assim que aparecer a proxima jovem promessa venderemos ele tambem. Não pensem que eles lá no Beira Rio não tem uma lista de quem será a proxima revelação. Eles devem até ter uma ordem de lançamento: Dellatorre foi primeiro mas foi Fail e então logo mais vão pro plano B João Paulo ou Roggia ou algum outro que tão escondendo.

Num mundo perfeito o Inter ficaria com o Damião ..... por muitos anos. Pegava umas multi-nacionais pra pagar milhões por ano pra associar o Damião a suas marcas. Chegaria a marca de 200 Mil socios com a promessa de que Damião não saíria. Limpava o elenco de semi-aposentados. Só nessas 3 ações o dinheiro nos cofres aumentaria muito. Segurava até o fim da Copa onde ele teria 25 anos (lembra Falcão foi pra Europa com 27, imagina se Falcão tivesse saído com 19...agora imagina a historia perdida que teria sido aquilo para o clube), assim colecionando mais uns titulos importantes no Inter. Só então venderia ele pra Europa, já tendo feito uns 200 gols no Inter mais uns 20 na Seleção. Mas infelizemente já vi esse filme com o Pato.

Vão dizer que a fila anda...mas infelizmente só para os bons.

PS: E preparem se. Jô será para a saída de Damião o que Alecsandro foi para a saída de Nilmar...isso se tivermos um pouco de sorte! Porque duvido que Jô faça o numero de gols que Alecsandro fez. Pior é o Jô ser 50% do que foi Alecsandro ou menos!

quarta-feira, setembro 14, 2011

Moledo e Ilsinho

Depois da turbulência, um pouco de paz. Finalmente o Inter passou um jogo sem levar gols, e melhor, fora de casa. Tudo bem que não faltaram chances. Mas isso já representa progresso. Temos um novo titular, Rodrigo Moledo, que vem jogando bem. E o mais engraçado é que eu achava que ele era ruim e o Juan era bom.

E o melhor: o próximo jogo é só domingo. Há bastante tempo para aprimorar o trabalho que vem sendo feito até agora. Estou gostando muito do Dorival. Apesar de não estar sendo muito falado, ele vem fazendo tudo certo. Talvez por isso não seja falado. Ele faz alterações básicas, nada de volante como lateral, lateral como meia, meia como goleiro, etc.

Sem falar na nata de tudo: temos um time ofensivo de novo. Meu Deus, que saudade! Quase não reconheci quando vi. Depois de tantos técnicos, tantos 3 volantes, tantos times recuados que sofreram com uma virada cagada, finalmente o ataque é livre leve e solto. Existem 3 meias (Meias. Não volantes) garçons que fazem a festa. E o melhor, vem surgindo um quarto: Ilsinho.

O cara mal apareceu no time e já vem bem. Ele poderia muito bem ser aproveitado na lateral direita, e isso é ótimo por um motivo que não fica tão claro, a concorrência. Já viram como o Nei tem se puxado? Eu falei sobre isso em uma coluna antiga. Ponha um bom jogador à sombra do titular. Ele vai começar a se coçar. O problema do time era que eles estavam acomodados, seriam sempre titulares. Agora nem tanto.

Tudo tranquilo no Reino Vermelho. Pelo menos até domingo.

Hall Da Fama: Fernandão

Apos alguns dias de votação aqui no BV o voto para Fernandão entrar no Hall da Fama do BV é SIM. Foram 484 votos, com 95.45% (462) votando SIM e 4.55% (22) dizendo NÃO. O minimo necessario para ser eleito é 75% dos votos. Você pode ver a lista atual na coluna direita do Blog.


terça-feira, setembro 13, 2011

Tem que querer!

Pouco após me formar, lembro que eu gerava uma certa expectativa entre alguns professores e colegas do ensino superior quanto ao meu futuro profissional. Por alguma razão, a maioria acreditava que eu seguiria alguma carreira jurídica de sucesso. Aliás, acho que mais da metade dos bacharéis que colaram grau comigo seguem hoje suas bem sucedidas carreiras no Judiciário, Ministério Público ou na advocacia pública. Eu não.

Mesmo antes de concluir a faculdade eu fui um dos poucos, senão o único da minha turma a passar num concurso de nível superior, para um cargo no qual, três meses após a formatura eu já estava nomeado. Talvez por isso, algumas pessoas viam em mim um potencial futuro juiz ou promotor de justiça. Só que eu não me tornei nem um, nem outro. A verdade é que eu demorei para descobrir o porquê.

Muito por influência dos meus colegas do meio acadêmico, me matriculei em alguns cursos preparatórios da área jurídica e me inscrevi em uns quantos concursos desses. Mas o tempo passava, meus colegas iam passando de fase e eu ficando para trás. Não demorou muito para eu perceber que a razão era que eu não me esforçava o suficiente. Eu, simplesmente, não estudava o bastante. Só que eu não entendia o porquê. Mas o tempo de trabalho no Tribunal me ajudou a perceber a verdadeira razão.

Ocorre que aquele trabalho, que no início parecia tão excitante, pra mim se tornou, pouco a pouco, uma grande chatice. Foi quando eu percebi que, na verdade, eu não gostava daquilo. Não era o que eu queria para a minha vida profissional, por melhores que fossem as perspecitvas financeiras e a expectativa de estabilidade.

Não posso afirmar que bastava eu ter estudado um pouco mais para obter êxito naqueles certames. Talvez tivesse sido em vão. Mas sem realmente querer aquilo pra mim, sem verdadeiramente desejar aquele objetivo, uma coisa era certa e cristalina: eu jamais passaria num concurso público tão difícil, longo e concorrido.

O fato é que hoje, essas lembranças me são agradáveis. É ótimo quando conseguimos entender algo que de certa forma nos impede de ir adiante na vida ou de, simplesmente, escolher que caminho realmente queremos seguir. Eu felizmente, há mais de dez anos, encontrei essa resposta.

Pois bem, tá na hora do Inter saber o que realmente quer da vida! Faltam 15 rodadas para o fim do Brasileirão e estamos a 8 pontos do líder. Ainda nos restam praticamente 3 meses de futebol sem nenhuma competição paralela. Temos o melhor ataque até aqui, temos se não o melhor jogador, o melhor camisa 9 da competição. Temos um goleiro praticamente afirmado, e boas opções de meio campo. Temos muitas incertezas, é verdade, e uma zaga que nos causa calafrios só de prever uma partida. Mas temos algum tempo e, em tese, todo o foco. Então, nos resta a pergunta: o que o Inter realmente quer?

O que aprendi na minha vida de estudante, é que quando eu verdadeiramente quis, fui atrás e consegui. E quando não conquistei o primeiro lugar, ao menos uma boa vaga eu garanti para o meu futuro. Portanto, não estou dizendo aqui que o Inter é tão superior aos seus adversários que lhe basta querer para ser campeão. A competição é difícil, longa e concorrida. Vai depender de outros fatores também. Mas uma coisa ninguém me tira da cabeça: ainda dá! Ah, dá!

Só que pra chegar lá, o primeiro passo é querer. Por que querer pode até não ser o suficiente, mas com toda certeza é condição indispensável. E para um clube de futebol querer, a vontade tem que vir do Presidente ao mais humilde funcionário. Se o desejo do título permear as paredes do Beira-Rio, aí sim haverá possibilidade de ganha-lo. Porque matematicamente, precisamos superar 6 equipes e tirar uma vantagem de praticamente meio ponto por rodada do atual líder. Nada impossível.

Diante disso, só me resta dizer o seguinte: eu, torcedor colorado, quero! Quero e muito! E vou além, todo torcedor colorado deseja demais essa taça! Tanto os que, como eu, nunca viram o Inter levantar o título máximo nacional, quanto aqueles privilegiados que vivenciaram a lendária década de 70! Então, já temos meio caminho andado: a torcida quer!

E vocês, dirigentes? E vocês, jogadores?


Momento ímpar

Bem, pensei em várias coisas pra dizer aqui, mas com Damião fazendo o que vem fazendo, é impossível falar de outra coisa. E, como pedem tantos leitores aqui do blog, vou deixar as críticas construtivas (é claro) de lado, para fazer uma sugestão!

Acredito que não sou apenas eu a ver o surgimento de um ídolo no futebol brasileiro, quem dera se fosse do Inter por mais tempo. Quem sabe nossos diregentes consigam se superar e sair com alguma ideia interessante para prolongar este momento. Damião tem muito a crescer até a copa e não apenas seria muito bom pra ele ficar aqui, como seria bom para a CBF, pois o Damião tem tudo para conquistar uma boa torcida brasileira, ou seja, conseguir um maior envolvimento com a seleção. Ele ficar no Brasil será muito bom pra CBF, entendeu direção?


Este texto portanto tem apenas a intenção de sugerir para nossos dirigentes: não pensem no dinheiro rápido. Olhem para o momento atual com mais calma e verão que o fenômeno Damião não é como um Pato e nem mesmo Neymar. Damião tem mais carisma que Neymar, pois agrada não apenas a molecada, mas também os mais velhos. Tem também mais cabeça, mais maturidade, isso é evidente. Ele pode ser de fato o homem da copa, o grande jogador e líder dessa geração. Portanto, Fernando Carvalho, Luigi e Fernandão: pensem grande. Estudem um grande projeto, que vá desde o investimento na imagem do Damião, passando pela relação de Damião com a seleção, e chegando até a construção de um identidade entre Damião e o Inter. As pessoas precisam pensar no Inter, quando pensarem no Damião.

Esse cara já está sendo notado e muito na Europa e logo será mundo a fora. Está aí a possibilidade de exportar a marca Inter. É preciso um grande ídolo para internacionalizar (e nacionalizar, por que não) a marca SCI. Repito: pensem grande. Usem outras peças do time para fazer o caixa necessário. Valorizem dois ou três jogadores e os negociem. Mas manter o Damião pode significar muito mais que imaginam.

Quanto a você, Damião, cara só te desejo que mantenha a cabeça no lugar. Quando ficou de fora da Copa América, você fez o certo: se concentrou, continuou trabalhando forte e voltou à seleção com muito mais moral. Portanto, continue focado e sabendo que só o trabalho constante de manterá no topo e fazendo história. Parabéns, cara. Graças a você, nós colorados estamos conseguindo esquecer um pouco do lado feio do futebol.

Dá gosto ver você jogar. Dá orgulho vê-lo com nossa camisa.

segunda-feira, setembro 12, 2011

A repetição e o escanteio

Em virtude de seu milésimo jogo com a camisa são-paulina e toda a exposição que o fato traz, uma série de programas e especiais foram feitos com o ótimo goleiro Rogério Ceni.

Nestes, o mesmo relatou fatos de seu início de carreira, as dificuldades, as ambições… Quero trazer a tona um fato em especial: sua capacidade em fazer gols.

Ceni começou a bater faltas como brincadeira, tentando, em cobranças de bola parada, acertar a trave após coletivos. Verificando uma certa intimidade em bater na bola, a atividade foi tomando carácter mais sério e após cada treino, quando todos os jogadores já estavam se dirigindo ao vestiário, lá ficava o goleiro treinando no mínimo 40 faltas.

Abnegação, perseverança, vontade de se aprimorar, confiança e qualidade transformaram o arqueiro no maior artilheiro da história em sua posição e num dos melhores batedores de falta do futebol nacional.

Em caráter menos tangível, seus gols em jogos e momentos cruciais de campeonatos como Brasileiro, Libertadores e Estaduais mudaram resultados de partidas, e por que não, campeonatos.

Leandro Demonhão, este arauto do apocalipse das defesas adversárias, pasmem, há 3 anos atrás era um jogador varzeano. Jamais participou de categorias de base e não teve a formação costumeira a um jogador profissional.

No entanto, apoiado em um programa específico ministrado pelo excelente Ortiz (pra quem não viu o mesmo jogando futsal, o cara era craque), desenvolveu fundamentos, aprimorou sua qualidade técnica, movimentação e conclusão, e hoje parece simplesmente que sua ascensão parece não ter limite.

Já é jogador de seleção e realidade fulgurante na lista de melhores centroavantes do futebol continental, e acreditem, qualquer coisa menor que 25 milhões de euros pelo rapaz vai ser uma pechincha para o comprador.

Qual a semelhança entre os dois casos citados?

Humildade, perseverança, ambição, e uma imensurável vontade de querer se aprimorar.

Agora, leitores, chegando ao cerne da questão, qual foi o último gol de escanteio marcado pelo Inter?

Quantos foram os gols marcados nos últimos anos desta importante jogada de bola parada, que pode alterar o resultado de um jogo?

Se você ainda não reparou, convido a prestarem atenção: o escanteio colorado, cobrado geralmente por D’Alessandro e as vezes por Andrézinho ou Oscar, fatalmente tem dois destinos: o “primeiro-pau” onde um zagueiro adversário afasta sem maiores problemas, ou as mãos do goleiro, pois é cobrado muito alto, no centro do gol, em claro benefício do goleiro adversário.
Isso me irrita profundamente. Não é possível que a comissão técnica e/ou ninguém tenha percebido essa deficiência alarmante da equipe.

Aposto, sem medo de errar, que o Inter nos últimos 3 anos somados não tem 5 gols de escanteio. Por gol de escanteio não incluo jogadas que terminaram em gol após a bola ser afastada da área, fruto de um novo cruzamento ou nova jogada.

Tal como Ceni e Damião, deficiências técnicas podem e devem ser corrigidas, basta querer se aprimorar.

Saber bater na bola, bem como ensaiar jogadas é não apenas um dom, mas também o aperfeiçoamento do mesmo.

Ainda espero, senão nesta década, na próxima, poder ver um “córner” a favor do meu time como um lance de perigo de gol.

A repetição traz a excelência, e num futebol mundial tão nivelado, todo detalhe faz a diferença.

Curtinhas:
• Não sei qual é o critério técnico que determina quais jogos devem ser televisionados, mas deixar de passar no PFC Internacional Palmeiras e Inter em detrimento de Coritiba e Botafogo é uma afronta à inteligência do torcedor. Só o recente ano de 2006 do Colorado é maior que toda a história dos 2 times em questão, sem desmerecimento da grandeza dos mesmos.
• O colorado tem o melhor ataque do Brasileiro, e isto numa equipe onde o Demonhão as vezes fica isolado a partida inteira. Imagina se o time tivesse um pouco mais ajustado e oscilasse menos.
• Alguém tem que dar um toque para o D´Alessandro. É inadmissível uma liderança técnica da equipe jogar 3 jogos e folgar um porque o bendito toma cartão amarelo todo santo jogo. Amarelos por reclamação são inadmissíveis.
• Muito se critica a direção, mas no caso do Damião, um belo acerto. Reajustaram prontamente o salário pra 300 mil (salário este que era pago a Sóbis, reserva de Ciro no Fluminense), deram tranquilidade pro mesmo, e na pior das hipóteses, vão faturar alto pela manutenção.

Produção Ofensiva: Damião bate recorde de Alex

Quem acompanha o BV a um bom tempo sabe que desde 2006 tenho anotado gols e assistências de cada jogo do Inter. Até a ultima rodada o ALEX em 2008 tinha o recorde de pontos (2 por gol, 1 por assistência) com 83 pontos (32 gols e 19 assistências). Ninguem tinha chegado muito perto de bater esse recorde até aparecer Damião (Alecsandro chegou a 15 pontos de Alex em 2009).

Antes do jogo do Palmeiras Damião tinha somado 79 pontos (36 gols e 10 assistencias) ele precisava de 4 pontos pra empatar com Alex, faltando ainda uma tonelda de partidas em 2011. Ele fez 3 gols e assim passou voando por Alex e acabou a rodada com 88 pontos. Até aonde vai Damião? Passará dos 100 pontos? 110? Incrivel.

Enquanto isso D'Alessandro está com 35 pontos que é a decima segunda melhor marca. Ele tem reais chances de subir algumas posições e está a 14 pontos do Fernandão em 2006.

PS: Muriel tem 2 assistências, ambas pro Damião!

Veja os numeros atualizados da temporada até este ultimo jogo. E abaixo veja mais detalhes de outros anos.

Produção Ofensiva em 2011 até agora
JOGADOR GOLS - ASSISTENCIAS - PONTOS
(2 Pontos por Gol, 1 Ponto por assistencia)

Damião 39 - 10 - 88
D'Alessandro 12 - 10 - 34
Oscar 10 - 11 - 31
Andrezinho 4 - 8 - 16
Zé Roberto 5 - 5 - 15
Kleber 2 - 10 - 14
R. Goulart 5 - 1 - 11
Sobis 3 - 3 - 9
Bolatti 4 - 0 - 8
Cavenahgi 2 - 3 - 7
Nei 1 - 4 - 6
R. Moledo 2 - 0 - 4
Marquinhos 0 - 4 - 4
Indio 2 - 0 - 4
Bolivar 2 - 0 - 4
Jo 1 - 1 - 3
Tinga 1 - 1 - 3
Guto 1 - 1 - 3
Glaydson 1 - 0 - 2
T. Humberto 1 - 0 - 2
Gilberto 0 - 2 - 2
Guinazu 0 - 2 - 2
Daniel 0 - 2 - 2
Rodrigo 0 - 2 - 2
Muriel 0 - 2 - 2
Zé Mario 0 - 1 - 1
João Paulo 0 - 1 - 1
Dellatorre 0 - 1 - 1
Ilsinho 0 - 1 - 1
Sorondo 0 - 1 - 1
W. Mathias 0 - 1 - 1
Massari 0 - 1 - 1
Alex 0 - 1 - 1
Elton 0 - 1 - 1

Detalhes dos numeros de 2006 até hoje Clique Aqui.

Maiores numeros de pontos por jogador:

1- Damião 88 (2011) * Atual Temporada
2- Alex 83 (2008)
3- Alecsandro 68 (2009)
4- Taison 66 (2009)
5- Alecsandro 55 (2010)
6- Andrezinho 52 (2009)
7- Nilmar 51 (2008)
8- Nilmar 50 (2009)
9- Fernandão 49 (2006)
10- Giuliano 40 (2010)
11- Iarley 39 (2006)
12- D'Alessandro 35 (2011) * Atual Temporada
13- D'Alessandro 33 (2009)

PAL X INT

Olha só que coincidência. Ontem enquanto zapeava canais da TV a cabo, lá pelo meio dia, passei pela Sportv e mostrava nos eventos da seqüência o título desta coluna: PAL X INT. Pensei naquele momento, vai passar no 39 o jogo do Inter. Não é que se tratava de Palermo e Inter de Milão? Menos mal que na TV aberta o legítimo passou.

Mas isso não tem nada a ver com o resto do texto. Não deu pra achar uma conexão. Aquela coisa, sabe, de ligar eventos fortuitos com a crônica e fazer com que fatos pitorescos tornem-se pano de fundo para alguma mensagem subliminar. Foi apenas um PAL X INT que não era Palmeiras e Inter. Além disso, como eu conseguiria ligar um curioso e insignificante acaso com os pragmáticos três gols de Damião?

Não sei o que é mais repetitivo, o equilíbrio do Campeonato Brasileiro ou Leandro Damião é o melhor centroavante do Brasil.

Ambas as colocações são boas e ruins pro Inter. O bom da disputa acirrada na tabela é que segue tudo aberto. O ruim é que nessa estamos estagnados na sétima colocação. Embora dessa vez eu faça um comentário positivo, a diferença pro líder diminuiu três pontos, ou seja, uma partida. Quanto ao nosso mais do que enfático matador em grande fase, o único senão é que estamos dependentes de Damigol. E se isso é ruim? Olha, aparentemente não. Mas, dizem as famílias, é assim que começa.

Logo vem um comentarista, nada demais, tipo Maurício Saraiva. Depois Wianey Carlet, Hiltor Mombach, Nando Gross, Luiz Carlos Reche, todos aparentemente abstêmios. Mano Menezes já demonstrou sinais. Então começam as doses mais fortes, Ledio Carmona, André Rizek, Renato Maurício Prado. Aí vem a freqüência e começa a escancarar. Milton Leite – que beleza! Depois Galvão Bueno, tela do Plim Plim e já era. É crack. Não tem volta. Certamente haverá um estágio enganação, mentir pra si mesmo, quando a gente acredita que “isso não acontece comigo”:
- Curte Damião?
- Eu?
- Sim, tu!
- Eu... Bem, socialmente apenas.

Nesse momento Claudio Cabral irá anunciar em rede nacional que é absolutamente dependente de Leandro Damião. Estaremos no mais irreversível estágio. Será com certeza fulminante. E quando for jogar na Europa, deixando uma nação em profunda crise de abstinência, só restará a RBS lançar uma campanha comovente junto aos clubes de futebol do Rio Grande do Sul: craque, nem pensar!

Pois é, caros amigos, deixemo-nos levar pela psicodélica experiência provocada por este Santo Daime de chuteiras. Afinal de contas é colorado e desse vício, ninguém mais do que a gente entende.





domingo, setembro 11, 2011

DamiDeus!

3 Gols do Damião hoje, que novidade né. Sem ele a coisa complicaria demais. Uma reação que vejo dos torcedores é falar apos seus gols "Ele vale 50 Milhoes!" Prefiro nem pensar nesse aspecto mas o bom desses gols todos alem do obvio (vitorias) é que ficará dificil para a diretoria fazer uma venda facil por 12..13...15...ou at 20 milhões. A torcida não perdoaria sua saída por "trocados". E a cada gol esse valor mental da torcida aumenta. Imagina por exemplo se eles vendem Damião por 12 Milhões...quanto seria revolta da torcida.

Está sendo uma otima rodada pra nos. Até a vitoria parcial do Gremio serve pois segura o São Paulo. O Corinthians perdeu, o Flamengo perdeu, o Botafogo perdeu, o Vasco empatou...so o Fluminense ganhou (e do Corinthians). Assim começamos a encostar.

Mas agora é a hora da Comissão e diretoria se ligarem, as proximas 5 rodadas são bem "ganhaveis". Coritiba em casa...Figuerense fora, Galo em Casa, Atletico PR fora e Vasco em casa. Temos que esquecer as ultimas 2 vitórias e levar cada jogo como uma decisão. 11 de 15 desses pontos seria o minimo aceitavel, mas dá pra fazer 13 ou até 15 porque não. Mas tem que levar um jogo de cada vez.

FOCO GENTE FOCO!!!

Palmeiras x INTER

Hoje é um jogo a procura de sequência. Não sei quando foi a ultima vez que ganhamos 2 seguidas ou 3 seguidas, acho que foi ainda com Falcão pouco antes dele ser demitido. Mas precisamos de uma sequência dessas. Se a gente quer ao menos entrar na Libertadores precisamos reagir já. E empates já começam a não servir mais.

Olhem a tabela. O proprio Palmeiras é o time com mais empates , 10! E só perdeu 4 vezes. Mesmo assim o Palmeiras está atras do Fluminense na tabela que já perdeu 10 vezes, mas só empatou UMA vez. O Fluminense é prova de que tu pode até perder se tu ganhar bastante. E o Palmeiras é prova de que se tu empatar demais não adianta não perder!

O Futebol de hoje é jogo pra atacar sempre e não pra segurar empate. Apostando na vitória tu vai acabar acertando mais do que errar.

Então precisamos Vencer Vencer e Vencer. 3 Vitorias e 3 Derrotas é melhor que 2 vitorias, 2 empates e 2 derrotas.

Previsão? Infelizmente é dificil fazer uma com o Inter pois temos 8 vitorias, 8 empates e 6 derrotas. Parece que gostamos de todo tipo de resultado.

sábado, setembro 10, 2011

Sumiu!

Só um pequeno post para lembrar Damião e outras jovens promessas de hoje e do futuro.

Porque que Damião hoje é cantidatissimo a titular da Seleção?

Resposta: Porque ele tá (ficou) no Inter e consequentemente faz gols.

Lembram do Giuliano? Saiu cedo demais pra se manter na seleção. Chegou a ser convocado mas não fez o suficiente no Inter, repetidamente e depois na Seleção pra realmente ser lembrado depois...especialmente porque desapareceu na Siberia! Hoje as chances do Giuliano ser convocado são só um pouquinho melhor que as minhas chances!

Damião se tivesse saído depois do Gaúchão ou no fim do ano passado seria mais um Giuliano, mais um Daniel Carvalho que seria esquecido pela seleção Brasileira. Ele não teria sido convocado. Foi convocado porque fez gols NO INTER.

Pato por exemplo jogou fora a Copa do Mundo de 2010 por ter saido do Inter com 18 anos em 2007. Imagina Pato no Inter em 2008 e 2009. Teria feito 70 gols (e Alecsandro nem teria passado pelo Beira Rio), teria jogado na Copa de 2010 e hoje seria um outro jogador. Ah isso sem falar que esses jogadores teriam duplicado ou triplicado seu valor de venda e o Inter teria ganho mais grana.

O mesmo vale pro Daniel Carvalho. Um cara que poderia ter tido uma carreira brilhante mas perdeu (futebolisticamente falando) um punhado de anos na Russia e tambem seu futebol. Pra mim é triste ver como a carreira do Daniel Carvalho se foi.

O Damião parece até saber disso. Pois seu discurso é diferente dos outros. Ele diferente de digamos Nilmar, nunca falou que tá louco pra "jogar num clube grande". Nilmar é outro que nunca se firmou na Seleção por varias razões mas entre elas tambem não ajudou seu desaparecimento na Espanhã. Olha o que aquele golaço do Nilmar contra o Corinthians fez por sua carreira...um gol, um golaço no Inter mudou tudo pra ele. NO INTER. Aquele gol jogando com a camisa vermelha não só resultou na sua volta a Europa como na sua proxima convocação. Graças a ele estar jogando no Inter.

Nosso Alex hoje do Corinthians quando no Inter falou que um dia queria jogar na seleção. Nos aqui morremos de rir. Ele falou isso na epoca que não tinha estourado ainda e o Inter queria ele na Lateral Esquerda e ele queria jogar no meio pra chegar na seleção (ou vice versa não lembro). Alex depois começou a comer a bola e realmente chegou a seleção merecidamente. Mas aí o que que ele fez? Foi pra Russia. Ganhou uma bolada de dinheiro (mas ja ganhava no Brasil) e perdeu 2 anos selecionaveis lá (mesmo jogando bem) porque ele tava em "No Man's Land". Desaparecido. Só no Youtube. Agora beirando os 30 eles volta para o Corinthians como um ato de desespero para chegar a seleção. Boa sorte com isso.

Moral da historia, o dinheiro pode ser otimo na Europa mas já é no Brasil tambem. Se você sonha em chegar e ficar na seleção, não sai do Brasil antes de se firmar nela! Damião está quase lá. Quase no ponto de não poder ser esquecido. Mas se ficar no Inter digamos até o meio de 2012 ou alem ele só se garante na proxima copa cada vez mais. Damião, o velho ditado serve aqui "História se repete" então não caia nessa. Sai só na hora certa e pro clube certo! Queremos ver você até na Copa de 2022! Não se torna mais uma vitima da ganância dos outros!

Hey lembram daquele jogador Taison, tinha futuro o guri.