terça-feira, maio 31, 2011

Conselho Deliberativo

Na semana passada, o Pablo fez uma cobrança, no seu post, aos conselheiros do Convergência Colorada que escrevem aqui no BV. O Louis me repassou essa cobrança por e-mail e eu agradeci. Agradeci porque entendo que a cobrança faz parte do processo democrático e nos dá a percepção exata de que é necessário, digamos assim, prestar contas.

A atividade política tem me tomado bastante tempo. Já perdi a conta de quantas reuniões participei este ano para tratar de temas que vão da tecnicidade da contratação de um parceiro comercial para as reformas do estádio, passando pela política de composição da Presidência do Conselho até a apreciação das contas do exercício anterior. Escrevo este post antes da reunião de segunda-feira à noite, na qual ocorrerá a apreciação das contas.

Peço desculpas para aqueles que se decepcionaram por acharem que teriam, aqui, mais informações sobre os bastidores do clube. Não tenho publicado com a mesma frequência do ano passado por uma série de razões, inclusive de ordem pessoal. Mas também confesso que tive receio de tornar este espaço enfadonho com ida e vindas políticas que pouca relação guardam com o desempenho do time em campo que, creio eu, é o que mais nos interessa. Mas como disse antes, também por isso foi salutar a cobrança feita. É preciso falar das coisas da instituição.

A atividade política do clube exige que se atenda a muitos interesses e demanda muita energia para, a meu juízo personalíssimo, pouco resultado prático. Mas até que se consegue avançar um pouco. Digo isso quando me refiro especificamente à questão das obras. Foram algumas boas reuniões discutindo questões técnicas acerca da melhor maneira para financiar as reformas do Beira-Rio. E após uma série de plenárias e reuniões com dirigentes do clube, inclusive algumas nas quais tive a oportunidade de conversar com o então funcionário Aod Cunha e também com o Presidente, Giovanni Luigi, presenciei uma proposta nascida num encontro do Convergência Colorada ser praticamente adotada na íntegra pela gestão.

Ninguém pode afirmar como teria sido se não houvesse a abertura de concorrência e uma Comissão Executiva instituída para acompanhar as negociações. O fato é que houve essa movimentação e quem está trabalhando nesse processo está tendo a oportunidade de defender os interesses do clube mais de perto. Eu diria que houve uma descentralização na sistemática decisória nessa questão. E assistir à apresentação da consultora Ernst & Young, no Conselho, há duas semanas, sobre as propostas concretas apresentadas para as reformas, mostram que se concretizaram propostas no sentido de tornar tudo mais transparente no âmbito do clube, ao menos nesse assuntou. Pouco a pouco, se consolidam algumas conquistas.

Nessa mesma linha, reputo como positiva a passagem de Aod Cunha pelo clube. Na prática, ele não chegou a ser um CEO. O clube ainda precisa passar por uma série de reformulações em seus procedimentos internos mais básicos para se adaptar a um estrutura que comporte, efetivamente, uma gestão profissional. Mas um primeiro ensaio foi feito. E as ideias parece que não se perderam. A racionalização dos procedimentos administrativos, a adoção de gerenciamento de processos, um maior controle dos gastos do clube, maior atenção para contratação de prestadores de serviços (desde os serviços de limpeza até o patrocinador master do clube), são temas que passaram a ser vistos sob novos prismas. E não se pode perder de vista tais metas.

Por que Aod saiu? Não tenho conhecimento específico, mas basta dizer que ele não aguentou a desorganização institucional. Não estou aqui dizendo que o Inter é uma bagunça e que nada lá se faz direito. Pelo contrário! Se considerarmos a média dos grandes clubes do futebol brasileiro, estamos bem acima, provavelmente, no topo. Mas pra quem vem de fora, pra quem atua no setor privado e vê o clube como uma empresa (ainda que formalmente não seja essa a sua constituição), é chocante sua realidade administrativa. E Aod não a suportou. Particularmente, eu esperava que ele fosse aguentar um pouco mais. Afora isso, o que posso dizer é que me impressionaram positivamente suas explanações no Conselho. É um homem de negócios, não é um mero político, sem nenhum tom depreciativo, aqui.

Mas o fato é que nem tudo são flores e, aliás, nesse jardim o que mais tem são espinhos. Que o clube não é superavitário eu sempre soube. Aliás, o futebol profissional, no mundo todo é, em regra, deficitário. Mesmo os grandes clubes europeus têm que rebolar e mostrar muita criatividade para transformar o jogo num espetáculo efetivamente lucrativo. Convenhamos, os artistas da bola são muito caros e, quem quer taça no armário, precisa pagar o preço. Mas nem por isso, se vai aceitar alguns abusos.

Chegamos aos 100 mil sócios. Vendemos mais que um jogador por ano (só em 2010, de expressão, foram-se Taison, Walter e Sandro) e, pra completar, vendeu-se também o velho estádio dos Eucaliptos. E, pasmem, ainda assim fechamos o ano com déficit cujos valores, conforme o critério contábil adotado, pode variar de R$ 2 a R$ 21 milhões.

Como? Pormenorizadamente, eu não sei. Afinal, como se diz no clube, o futebol é hermeticamente fechado. Mas imagino, como tantos outros torcedores o fazem, ao lembrar de Edu, Ilan, Kléber Pereira... paro por aqui.

Não é fácil se dedicar ao Inter. Por muitas vezes, pelos mais variados motivos, dá vontade de largar. Como diz um grande amigo meu “é melhor ficar do lado de cá do balcão”. Mas como recém entrei no Conselho, vou teimar mais um pouco e tentar fazer jus aos votos que a Chapa na qual eu estava inscrito recebeu.

O mais difícil ao prestar contas ao eleitor, é trazer a informação que a todo sócio e torcedor é devida, sem atentar contra o Código de Ética do Conselho, que nos impõe algum sigilo em relação a determinadas matérias. Claro que, até nisso, muitas vezes a decepção nos consome, pois enquanto evito comentar determinados assuntos, vejo o Parecer do Conselho Fiscal impresso nas páginas do Correio do Povo.

Quando este post estiver no ar, as contas do exercício 2010 já terão sido votadas no Conselho. Antes da reunião, o que se fala é que o clima vai esquentar. Independentemente da temperatura da reunião, espero representar bem os sócios que confiaram seus votos na minha Chapa e creio que as explicações técnicas e políticas sobre o tema já estarão publicadas no site do Convergência Colorada.

Nada melhor que a transparência para salvaguardar os interesses do clube, para que a coletividade colorada entenda melhor o que se passa nos bastidores e de por que, muitas vezes, não se contrata um lateral direito razoável.


Vamos aos jovens!

Bom dia, pessoal. Tenho refletido bastante sobre as discussões recentes aqui. Acredito que as críticas tem fundamento, mas por focar demais nelas estamos nos tornando amargos em demasia, não concordam? Portanto, neste texto, resolvi exercitar outro tipo de olhar. Antes de seguir com o tópico principal, apenas uma nota: Diana e Nelson, fiquei feliz por ter um sinal de vida de vocês. Entendo a correria, mas peço que  não deixem de se manifestar, mesmo que num "revezamento" semanal.

Estou decepcionado com o Falcão e a direção, todos aqui sabem. Com o time, não, pois eu não esperava mais desse time titular. Mas há esperança. Em relação à direção, temos um diretor de futebol atuante, apaixonado pelo Inter e disposto a tentar, mesmo que errando. Siegmann não pode ser acusado de omissão. Em relação aos contratos, eu até entendo, embora reprove. É possível que o mercado esteja escasso e isso dificulta dispensas. O temor de não ter reposição faz o clube renovar e, claro, pagando caro, pois é difícil (em qualquer situação) baixar salários.

Segundo, talvez Siegmann e Falcão temam que, dispensando por exemplo o Bolívar, eles dêem uma mensagem aos demais veteranos do tipo "olha, ficou velho vai dançar". Como se o clube fosse descartá-los sem mais nem menos e como se o problema de Bolívar fosse apenas a idade. Não é o caso e as dispensas poderiam ser feitas naturalmente, desde que se jogasse aberto e isso se inserisse dentro de uma estratégia global (e de conhecimento de todos) do Inter de manter sempre uma idade média adequada no time titular. Mas, enfim, eu entendo a dificuldade dessa questão. Fácil não deve ser.

Há muita coisa bem feita no Beira-Rio. Temos uma ótima comissão técnica, um grande trabalho de base. Temos estrutura, salários em dia, uma torcida apaixonada (mas que precisa sentir a garra do time). Enfim, os elementos "extra-campo" estão presentes. Agora, pergunto, Siegmann e Falcão, por que não renovar o time e dar novos ares? Temos jovens que "caem de maduro" por tanta falta de chance. Até hoje lamento o caso do Marquinhos. Um jogador que mostrou potencial, mas foi severamente punido por alguns erros ou jogos ruins. Jovens não ficam "prontos" sem jogar. Futebol é força e vitalidade, além da técnica. Nossos jovens saem do Brasil aos 18, 19, 20 anos, pra jogar na Europa, no máximo com alguns meses de preparação física.

Agora, pergunto: nosso Inter é um celeiro de ases que só servem pra Europa? Nossos jovens tem que esperar completar 25 anos, na reserva, até estarem "prontos"? Vejam, veteranos são importantes, ninguém nega isso. Mas eles podem atuar e passar sua experiência estando na reserva. Os jovens precisam jogar, justamente pra terminar de amadurecer. Os garotos vencem em nossas categorias de base e vão vencer no time profissional, tenho certeza. Falcão, você é um cara educado, sensível e conhece de futebol. Mas não tenha medo de ousar com os guris. Não queime o Oscar, como tem feito. Você tira todo o "tesão" dos garotos, quando os critica severamente por alguns erros e nunca diz um "a" sobre Bolívar, Kléber e outros veteranos. Todos podem jogar mal, menos os garotos. E por quê?

Você teme queimá-los, achando que a torcida não vai ter paciência? Ledo engano. Converse com a torcida, explique que você vai formar um time mais jovem, que precisará do nosso apoio e o terá. Mas não peça para apoiarmos veteranos que já não empolgam mais a torcida. Por mais que Bolívar e Kléber (me restrinjo aos titulares) queiram, eles não tem mais motivação. Não conseguem se dedicar tanto quanto jovens em começo de carreira, pois além da idade, já venceram muito, até mais do que se esperava deles. Siegmann e Falcão: vamos aos jovens! É o que a torcida pede nesse momento. O Inter do "melhor elenco" ficou pra trás. Temos que renovar. Imaginem um forte time de jovens, com um banco experiente, com veteranos vencedores como os atuais?! Que clube teria isso no país?

Tragam os guris e vamos colocá-los pra jogar, sem pressa, sem pressão, deixando eles errarem, dando apoio, incentivando, orientando. Lembrem-se, Falcão e Siegmann: nosso título da LA ano passado, nos jogos mais difíceis, veio pelos pés de Giuliano, um jovem então de 20 anos que quase não teve chance no time titular. Envelhecer faz parte e somos gratos aos nossos veteranos, inclusive o Bolívar, por tudo que fizeram. Mas isso é futebol, esporte físico. Não tem nada de feio em sair do time titular, simplesmente por que há jovens pedindo passagem. Esse gesto por parte dos dirigentes significa responsabilidade e capacidade gerencial. Já da parte dos veteranos, esse gesto significa humildade e amor ao clube que tanto defenderam.


Se somos capazes disso? Tenho certeza que sim! Mesmo com toda a angústia, convoco meus irmãos colorados a renovarem sua paciência. Vamos respirar fundo, esperar e torcer. Me dói ver o que fazem com nossos jovens, mas vou esperar. Não criticarei o Falcão e nem os jogadores nas próximas rodadas, darei o tempo que pedem. Mas façam valer.

segunda-feira, maio 30, 2011

Tempo Pra Mim

Semana passada estive conversando com um grande amigo, em visita ao seu Café, sobre tempo e sua relação com ansiedade. Ou melhor, a ligação que existe entre a velocidade do tempo e o reflexo disso nas pessoas, seja por meio de ansiedade, seja melancolia ou (quem sabe) estímulo.

Após anos de amizade, os ciclos dos convivas acabam se transformando de acordo com as mudanças em cada indivíduo. E isso nos aproxima de alguns, afasta de outros e consolida os de sempre. Com algumas pessoas a gente vai perdendo afinidade, até que se tornem dispensáveis ao nosso convívio. Tu não vê e não sente falta. Em contrapartida, como é bom se identificar com alguém, fica tão mais fácil viver. O que te deixa alegre será facilmente compartilhado e o que te abala, um conforto saber que não é só contigo.

No caso, este meu amigo e eu temos em comum a ansiedade & tempo. E a bem da verdade, não se trata de um raro dilema. Acho até que é o mal do século. Isso porque estamos fazendo muitas coisas ao mesmo tempo. E tudo vai melhorar quando tudo se resolver. É lógico, mas não existe.

Sei o quão difícil tem sido exercitar minha paciência, por isso o que vou dizer agora tem um “que” de faça-o-que-eu-digo-mas... Vamos ter um pouco de paciência com Falcão e sua equipe. E também peço aos caros leitores um pouco de paciência conosco, que estamos trabalhando no Clube. Houve manifestações, neste e em outros fóruns, cobrando posicionamento do Convergência. Não vou falar em nome do meu grupo, falo por mim.

Explico. Faço parte da Comissão de Obras do Executivo do Internacional, que está encarregada de auxiliar a condução do processo de definição da parceira do Clube no modelo de negócio adotado para as obras do Gigante. Temos um termo de confidencialidade, onde nos comprometemos a não divulgar informações publicamente. Não se trata de esconder algo, é uma questão de preservar o Sport Club Internacional. Mesmo que isso gere o desconforto de ver alguma notícia distorcida se tornar a verdade dos fatos. Paciência (o exercício ao que me referi noutro parágrafo). No momento certo farei as referências oportunas e trarei aqui minha análise integral do processo.

Por enquanto a correria é tão grande que quando suplico aos céus um Tempo Pra Mim, o que acaba restando de essencialmente meu são as três primeiras letras. É pessoal, intransferível e absolutamente dispensável.

Por fim, tentando alegrar a semana que inicia chata para coloradas e colorados desanimados ou irritadas. Vai um vídeo “machista ao contrário”: homens na cozinha (cuidado!).




Deprimente

Curto e grosso! Se cada partida em cada campeonato de pontos corridos é uma decisão, acabamos de jogar fora 3 a 5 pontos preciossímos.

Me desculpe o Ceará, mas com todo o respeito, o Inter e sua folha de 6 milhões/mensais não pode perder em casa pra um adversário desse "quilate". Ainda mais no Beira-Rio.

Literalmente, um começo deprimente.

Aliás, se você quer um motivo pra se irritar, basta assistir os jogos do Inter, pois objetividade é algo inexistente.

Assim como me deixa depressivo ver alguns jogadores vestindo o manto que não tem qualidade para jogar em equipe de série B; jogadores de nível de segundona gaúcha ou campeonato mato-grossense.

Sinceramente, desde que o blog foi criado, pela primeira vez dou razão aos que dizem prematuramente que o ano acabou.

Vejo quatro erros crassos de Falcão que se não são os únicos motivos da crise, tem uma grande parcela de culpa:

1. A retirada de Oscar do time: o guri era o único meia que chutava a gol, entrava na área pra finalizar e dava velocidade ao time, além de dividir as tarefas de criação com o D´Ale. Falcão chegou, relegou o garoto a reserva, e ainda dá declarações que o mesmo não está pronto, que precisava parar 4 meses pra ganhar massa muscular (se alguém tiver o link, pôe nos comentários, não achei mais a notícia) e que não é nada mais do que opção. Realmente é para brochar o futebol de qualquer jogador.

2. A manutenção do esquema com 3 volantes que não sabem articular e concluir: entre Tinga, Bolatti e Guina só devem jogar dois. SEMPRE. Jogar com 3 volantes só se dois deles forem Iniesta e Xavi. Deus que me perdoe pela heresia de usar os jogadores colorados e os catalães na mesma frase.

3. Inexistência de jogadas pelo setor direito: O Inter é um time torto. Marque D´Alessandro, impeça Kléber de apoiar e garanta que um dos três zagueiros que irão marcar Damião (isolado no ataque) não o deixem concluir, e pronto. Voilá!

4. Escalação de jogadores em declínio técnico e físico: a tal da hierarquia de vestiário. Não preciso me alongar aqui.

Olha, sinceramente, esse começo de campeonato me tirou até a vontade de acompanhar o campeonato brasileiro.

Desculpem o pessimismo, mas se as coisas não melhorarem, e muito, vamos fazer figuração pelo resto do ano.



domingo, maio 29, 2011

5 Fases de um Técnico

Quando que alguem deve responsabilizar sem dó um técnico?

Quem acompanha o BV a um bom tempo sabe que eu sou cauteloso em criticar o técnico assim como sou cauteloso pra dizer que um jogador jovem é craque. Prefiro esperar mais de um, cinco, dez ou N jogos. Na verdade acho irresponsável e amadorismo criticar um técnico logo na sua chegada ou nos seus primeiros jogos.

Pra mim existe 5 fases de um tecnico num novo time (e isso até serve em outro ramos profissionais). E acho que só na Quinta fase que o tecnico merece ser severamente criticado ou até sacado.

Essas 5 fases são (e tentem posicionar Tite,Fossati, Roth e Falcão em uma delas):

1- Chegada e Analise: Assim que o tecnico novo chega no clube ele tem que ver qual material humano que ele tem com que trabalhar. Essa fase é rapidinha, questão de dias a semanas, dependendo do seu conhecimento do elenco.

2- Tentativa de Resgate/ Implementação de suas ideias I: Tecnico novo custuma chegar porque o time tá com problemas. Raramente um tecnico chega num time por cima. Então a segunda fase depois da chegada é a Tentativa de Resgate. Onde tu não teve ainda tempo pra trazer jogadores novos e você tenta arrumar a casa com aquilo que tem disponivel. Essa fase pode demorar semanas pra meses dependendo na agilidade da Diretoria de trazer reforços pedidos pelo tecnico. Enquanto o elenco continua basicamente o mesmo do tecnico anterior essa segunda fase continua.

3- Injeção de Novos Jogadores: A terceira fase acontece quando a segunda fase prova que não existe possibilidade de resgate do elenco atual e quando os dirigentes começam a trazer jogadores a pedido do novo tecnico. Finalmente nessa fase o time deixa de ser dos tecnicos do passado e começa a ser o time do atual tecnico.

4- Implementação de suas ideias II : Agora com um elenco reformado e de sua escolha (pode ser 2, 3, 4, 5 jogadores novos e outros afastados) o técnico pode finalmente dizer que esse é seu time. E pode implementar suas ideias com jogadores que ele escolheu. É nessa fase que criticas ao tecnico começa a ser "Fair Game" ou seja é nessa fase que acaba as desculpas de um tecnico. Ele tem o time dele e está usando suas ideias.

5- Sucesso ou Fracasso: É a Quinta e ultima fase de um tecnico de futebol. Itens 1 a 4 já passaram e os resultados começam a aparecer em campo e na sala de trofeus. A diretoria fez o que o tecnico pediu. Os jogadores foram escolhidos ao menos em parte pelo tecnico, o sistema de jogo é dele e o vestiario é ou não é dele por causa do comando que ele tem. Ou ele tem sucesso ou fracassa. É nesse momento que deve ser feito a escolha pela diretoria....cointinuamos com o tecnico ou achamos um outro e começamos o ciclo novamente.

É isso aí. Não é complicado de se entender. Agora respondem, em qual fase o Tite se encontrava? Dá pra se dizer que facilmente foi na quinta fase no lado do fracasso. E o Fossati (acho que tava na Quarta fase)? E o Roth (na Quinta) ? E o Falcão? O Falcão pra mim tá na segunda fase. Nem chegou na terceira ainda. Ele errou? Claro que já errou, mas está longe de ser responsabilizado pelo que se vê em campo num modo geral.

Minha sugestão é que lembrem dessas fases antes de meter pau num tecnico, seja ele Falcão, Roth, Abelão ou seja lá quem for. Eu sempre fui assim, eu espero até a quarta fase pra realmente começar a ter conclusões concretas sobre qualquer tecnico.

A Chave de Tudo

Eu gosto do Siegmann. Me parece ser uma pessoa sincera, honesta. Acredito que alguem no futebol que tem algo pra esconder não teria uma conta no twitter. Em vez disso ficaria escondido, longe do torcedor e dificil de contactar. Torço para o sucesso do Siegmann assim como torço para o sucesso de qualquer pessoa que vista a camisa Colorada.

Mas depois da derrota ridicula para o Ceará em casa pensei "Temos uma diretoria que tem 5 meses de experiência na atual função e um tecnico com 2 meses de experiência nesse seculo". Todo mundo sabe que quando tu tá num trabalho novo tu sempre erra no inicio, tem um tempo de adaptação e erros são comentidos. Ou seja o Inter está sendo comandado por um Presidente, Vice e Técnico com 12 meses de experiência...somados juntos.

Isso não queira dizer que eles não possam ter sucesso. Podem, mas eles tem que se adaptar rapidamente no mundo do Futebol e tu tem que saber separar Atleta (empregado do clube) de Amigo ou de Idolo do passado. Se jogador não serve mais não tem essa de "ele foi idolo em 2006"!

Mas...e aqui que pode estar a raíz de todos os problemas:

Um grande problema que nós torcedores enfrentamos em analisar as coisas é que nós com certeza não sabemos toda a história. É incrivel. Lemos e ouvimos pessoas falarem com autoridade que tem muita mutreta nos clubes. Mas a imprensa que deveria falar e investigar essas coisas não faz. Assim ficamos no escuro, imaginando o porque da contratação de certos jogadores e o porque da renovação de outros com data de validade já passada. Tambem fico imaginando,como será que esses homens feitos, com negocios, familias podem se dedicar ao clube assim com toda essa pressão e critica sem um salário? Como que um dirigente pode ver um Rodrigo da vida ganhar 100 Mil por mês, ou um Bustos encostado a 2 anos ganhando 80 mil por mês e eles nada? Afinal é nada né? Nunca ninguem fala em salário de dirigente então só posso imaginar que tão lá de graça certo?

Porque ninguem..NUNCA fala nisso? Porque que em 12000 capitulos do Sala De Redação NUNCA se falou no assunto? Porque com 20 Blogs de jornalistas esportivos em Porto Alegre nunca se toca nesse assunto? Porque em 40 anos de ZH nunca foi escrito algo sobre isso? Porque eu tô tocando no assunto?

Porque se for verdade o que a gente escuta, que dirigente (e não to me referindo a Siegmann mas sim qualquer dirigente) leva 10% na venda de jogadores (já li até que levam até parte do salario de jogadores) isso muda a equação de tudo e explica MUITA coisa.

Isso explicaria o porque da manutenção de jogadores em decadência. A confirmação de uma coisa dessas tambem faria com que nós não precisassemos perder tempo tentando entender essas coisa. Seria obvio! Seria até um alívio saber! Muitos misterios ficariam explicados!

Mas não. Dias, semanas, meses, anos passam e ninguem toca no assunto. Já escrevi aqui, um jornalista da RBS me falou em Abu Dhabi, cara a cara..."Dirigente leva 10 na venda". Ele me falou como se fosse fato que todo mundo sabe. Beleza, merecem ganhar dinheiro mesmo...mas em salário! Dirigente não tem que ter a mão em nada de jogador. Nem em venda nem em passe...nada. Algo assim muda a complexidade de tudo, Afeta o time pois há interesses pessoais financeiros atras da manutenção ou não de atletas.

Porque esse jornalista me contou isso mas não escreve sobre isso no seu jornal? Porque é segredinho que todo mundo sabe mas ninguem fala? Porque até o torcedor quando toca no assunto vira a cabeça pro outro lado e apenas diz "Ah todo mundo sabe disso, faz parte do futebol".

Ou seja ME ENGANA QUE EU GOSTO! Vocês não vê que uma coisa dessas afeta TUDO da qual a gente reclama diariamente sobre futebol?

Então não adianta ficar reclamando que fulano de tal foi renovado e ciclano nunca sai do time, e que dirigentes não lutam contra convocações ... porque se essas coisas forem verdade, está aí a explicação. É bem simples!

Gostaria de um dia ver UM jornalista Gaúcho com coragem pra expor todas essas coisas. Não sou contra dirigente ganhar dinheiro, muito pelo contrario acho que devem receber um otimo salario, mas sou completamente contra eles receberem dinheiro por venda, quebra de contrato ou "passe" de jogador. Outra, esses rumores circluam a anos, porque nunca um dirigente negou essas coisa. Minto...semana passada ex-Presidente Fernando Mirando respondeu uma pergunta minha escrevendo:

"Posso garantir que nunca fui remunerado, no exercício da presidência do Internacional. Fui remunerado, sim, no exercício da Liga Sul Minas, após o término de meu mandato. Paguei os impostos e declarei todos meus rendimentos."

Então aí temos um que falou sobre o assunto. Gostaria de saber do Fernando Carvalho se ele nunca foi renumerado nos anos de Inter dele. Como disse antes, FC merecia um baita salario pelo que fez, mas acredito que ele não tinha um salario...então pergunto a ele: Você já ganhou dinheiro atraves de venda ou passe/salarios de jogadores? Trabalhou 8 anos no Inter sem receber um tostão? Nada sobre esse assunto no livro do FC. Gostaria tambem de saber isso da diretoria atual. Afinal dirigente ganha dinheiro no clube ou não? É uma simples pergunta.

Porque quero saber? Porque não adianta eu vir aqui e escrever um texto reclamando das escalacões, derrotas e especialmente ELENCO se há razões e interesses "secretos" por essas coisas serem assim! Estarei perdendo meu tempo. Porque a imprensa não fala no assunto. Porque a torcida aceita. Porque não é algo debatido no Conselho? Porque todo mundo faz de conta que isso é OK?

Dirigentes tem que ter salário e zero envolvimento financeiro em qualquer coisa a ver com um jogador. Ponto final.

PS: Peço que cada pessoa lendo esse texto mande um email ou tweet a seu jornalista/dirigente favorito, perguntando simplesmente: "Dirigente ganha dinheiro no clube atraves de vendas de jogadores?"

Vamos ver quantos respondem. Por favor façam isso e coloquem aqui nos comentarios pra quem você escreveu e se eles responderam.

sábado, maio 28, 2011

Time Vagabundo

Time vagabundo. Até eu que me criei jogando Baseball sei que esse time tá uma droga desde 2010! Até eu sei que o time tá velho. Até eu sei que tem muita gente que não merece 1/50 do seu salario! Mas a direção não vê isso. Renovam com todo mundo! Tem que parar com a politicagem correta, alguem tem que chutar o balde e falar pra cara dos jogadores que são um bando de perna de paus ricos que não merecem o salario que ganham!

Ah como gostaria de ver o Falcão falar "Temos que mandar metade desse time embora pra eles focarem nas suas vidas fora de campo".

Perder pro Ceará em casa com gol de cabeça do Iarley é o fim! Eu nem culpo Falcão, esse grupo é o mesmo de 2010 e amarelão, cagão, conformado, donos de lojas, tatuagens, restaurantes tudo muito menos foco no futebol.

Leiam o que escrevi antes do jogo, acordei com boa vontade, mas não adianta esse time não presta. Só lembrar Brasileirão 2010, Mazembe, Peñarol e Gaúchão cu na mão. Precisa de mais prova. Até quendo tenho que escrever as mesmas coisas.

Com esse time...com essa falta de vontade..pela primeira vez no Blog Vermelho vou escrever...corremos risco de rebaixamento.

INTER x Ceará

Tá vamos começar de novo? Dar nova chance do Inter provar que é o Timão que acreditam ser? Vamos?

Hoje é um dia perfeito pra isso, pra recomeçar. Dia de boa vontade. Tô com boa vontade. Larguemos a corneta, não?

Como aquele namorado guampudo que acredita que a partir de agora ela não vai ser fiel pra sempre (não que eu tenha experiencia pessoal nesse departamento kkkk), vamos acreditar que hoje começa uma nova fase onde D'Alessandro jogará bola de verdade...pra frente e repetidamente, onde a zaga estará segura, onde o goleiro não falha e onde os gols saiam ao natural.

Por isso deixo todos os pensamentos pessimistas pro lado nessa estreia em casa no Brasileirão e vou aceitar a sugestões dos varios ultra-beatas que insistem em nos dizer "tu preferes os anos 90?". Tudo bem...hoje acordei com vontade de acreditar.

Sem desculpas, vamos ver um show então? Espero que sim. Não me decepciona por favor!

sexta-feira, maio 27, 2011

A TAL HIERARQUIA

Um dos maiores problemas do futebol atual, é a chamada hierarquia de vestiário. Falcão chegou ao Inter e em sua coletiva de apresentação falou sobre o assunto. Era o indício de que ele cometeria os mesmos erros dos treinadores anteriores...

O que é hierarquia de vestiário? Como se mede isso? É pela idade do jogador? Pelo tempo que ele está no clube? A influência e liderança (positiva ou negativa) que um jogador tem sobre os outros? Isso não importa. O que realmente importa é que isto está se tornando algo mais importante que a bola em si. Hoje a escalação se dá mais pela tal hierarquia do que pela bola de cada um. Alguém, aí tem dúvida que o Oscar joga mais que o Tinga? Porque os zagueiros escolhidos são sempre os mais velhos, os líderes, e não os jovens Moledo e Romário que por sinal é de seleção... Muitos se enganaram pelo último jogo do Juan, inclusive Falcão elogiando o garoto... Então porque Rodrigo volta ao time? Se Juan foi tão bem, porque não fica no time?

Daniel está no Beira Rio há 90 anos, nunca jogou nada, é inimigo da bola e marca muito mal. Lembram em 2009, quando ele na vila tomou uma entortada do Kleber Pereira, em um jogo 3 x 3 que AlecGol fez 3? No último jogo tomou o mesmo drible de um fraldinha do Santos e tomamos 1 a 0... Porque ele continua jogando? Porque Glaydson não recebe uma chance? Ou o tal filho do Winck?

Em 2008, na Sul-Americana começou a surgir um 1º volante alto, passos largos, técnica apurada... Era Sandro. Caso Edinho não tivesse sido vendido, Sandro estaria até hoje acompanhando os jogos do colorado do banco de reservas, sob alegação da tal hierarquia...

Agora, Inter e Ceará... Oscar será reserva... No treino o meio foi Bolatti Guina Tinga e Dale. Dale foi expulso, Oscar entrou e fez 2 gols... Dale volta naturalmente ao time e Oscar? Ao banco, pois Paulo César Tinga, 30 e todos anos, muitos serviços prestados ao time, meu ídolo sim, autor do gol da primeira Copa em 2006, precisa jogar. Devido a hierarquia Tinga não pode ir pro banco de um jovem de 19 anos, ele precisa jogar ou o vestiário irá rachar... Ano passado o mesmo acontecia com Giuliano. Este era banco de Tinga, que infelizmente desde que voltou ao Inter jogou pouco.

Qual a solução? Acabe-se com a hierarquia e joguem os melhores, ou se livrem dos medalhões para que os melhores joguem. Será que não rola um troca-troca, mandando Índio, Tinga, Rodrigo, Daniel, Espetacular, Renan, Bolívar e Guinazu para as Arábias para ficar com Sobis?

A tal hierarquia... está estragando o futebol...


Acabou .. Acabou!!

Apita o juiz acabou! Acabou!!!

Os jogadores reservas invadem o campo para comemorar, a torcida está enlouquecida. Alguns chorando de alegria junto com os dirigentes! É uma cena emocionante, o Presidente abraça seus jogadores, até os filhos de algums ganham abraços dos cartolas!

E lá vem a Taça...o Capitão Levanta a Taça! É Campeão!!! Volta olímpica no estádio. Emissoras de radio entrevistam o Vice, a torcida grita seu nome! Os atletas entram no vestíario e abraçam o Técnico e começam a cantar o hino do clube. Os jogadores abrem um garrafa de champgne e dão um banho de espumante no Presidente. Uns desabafam pra repoter enquanto outros passando ali perto abraçam o entrevistado. Até a repórter sorri. A alegria é contagiante!

Todos entram no ônibus no ritimo do pagode. Até os atletas que preferem rock viram pagodeiros por uma noite...rumo a churrascaria pra comemorar. Agora as familias estão com os atletas tambem. Tio de jogador abraça primo de outro, Irmão abraça VP, VP abraça sogra, sogra abraça sogro. Mais celebrações, brindes, fotos, alegria e todos bebem champagne de dentro da Taça conquistada. Depois de 4 horas de festa pos-titulo todos se abraçam mais uma vez e vão para casa dormir como um anjo e aguardar o jornal que deverá ter sua cara estampada na capa!

É CAMPEÃO!!!!!!

...

E depois de tudo isso vocês acham que o dirigente vai limpar a casa, dispensar as nabas e medalhões?

quinta-feira, maio 26, 2011

Guardem a toalha

Vejo muita gente indignada, jogando a toalha justamente na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Entendo que muita coisa deve ser melhorada no time, mas não vejo motivo para desespero de alguns torcedores em querer chutar o balde e dar o Brasileirão como perdido. Temos tempo, faltam 37 rodadas e, na pior das hipóteses, o jogo de estréia, diante do Santos, foi fora de casa. Ponto valorizado mesmo com o time reserva. Se eles tivessem atuado com os titulares, dificilmente arrancaríamos um pontinho lá na Vila. O time não jogou, correto. Mas parece que estes secadores do Inter estão vivendo sob saltos plataforma 30cm.

Não é bem assim.

Os reflexos do Mazembe, Peñarol estão presentes na torcida. Mas a enxurrada de críticas em relação a "não vai dar para trazer o tetra" já está enchendo o saco. Por favor! Guardem suas toalhas, esperem as coisas acontecerem e, principalmente: deixem o Falcão trabalhar.

Reitero o que falei em postagens anteriores, que temos um dos melhores times do campeonato, e que acertando aqueles pontos básicos que todos estão carecas de comentar aqui no BV e em outros blogs, etc, vamos chegar nas cabeças. Ver todo mundo criticar o jeito que o Falcão tem que ficar durante uma partida, no banco ou na área do gramado e, agora, das cabines, é abusurdo. Até nos cacoetes do cara, de ficar mechendo a cabeça para os lados a todo momento os caras estão implicando. E a imprensa azul? Até enquete faz. Vamos deixar o homem trabalhar.

Falcão está pedindo um time menos ciscador e mais objetivo. Esta herança de ciscar, ciscar e não chutar vem desde o tempo do Pastor Tite. Quem sabe agora se perde este estilo de jogar e, finalmente, vamos ver o time realmente agressivo?

Agora o que não dá para aguentar é essa cornetagem descabida. De tanto a torcida falar dos torrcedores do Recreativo Azenha, muitos estão agindo igualzinho a eles. Pelo visto os anos 90 não serviram de lição para parte da torcida colorada.

Guardem suas cornetas que estão mais barulhentas que as malditas vuvuzelas e vamos apoior o nosso colorado, claro, sem deixar de cobrar, mas cobranças que tenham sentido, e não jogando a toalha na primeira rodada do Brasileirão.

Se Damião sair...

Vou repetir o que já disse algumas vezes. Se Leandro Damião for vendido esse ano aí acabou o ano de vez. Como mostrei nas estatisticas desde que D'Alessandro chegou temos no minimo 3 (uma vez 4) jogadores que fazem mais gols que Dale. No momento temos só Damião. Inclusive estamos quase em JUNHO e alem de Damião e D'Ale, quem tem mais gol tem SÓ 4! (Zé Roberto e Bolatti que não será goleador).

Ou seja se Damião sair e ninguem entrar de qualidade quem vai fazer os gols? Cavenaghi mal entra em jogo e com 4 estrageiros vai ter dificuldade de achar espaço. Ricardo Goulart? Acredito que ainda não. Sobis? Ele não vai ficar. Zé Roberto? Gilberto? No momento o equivalente a botar dinheiro no vermelho na roleta de um casino. Pode até fazer gols mas não sei se queremos depender só dele para isso. D'Alessandro? Esse não é o papel principal dele. Alguem da base? Que eu saiba não tem ninguem lá.

O que fazer então? Faz aquilo que sugeri apos o fiasco da Libertadores. Se vê livre de 3, 4 ou 5 jogadores com salarios nos 6 digitos assim entra 600 mil e 1 Milhão por mês de salario (Sobis, Indio, Nei, um Goleiro, etc). Usa essa grana para manter Damião feliz no Beira Rio. Enquanto ele faz gols esse deve ser o objetivo. Mesmo pra ele acho no momento melhor ele ficar. Vai pro Barcelona e vai sentar no banco até ser emprestado para algum time da Segundona Espanhol.

Siegmann mesmo disse que se vender o Damião a torcida não vai o perdoar. Ele está certissimo nisso porque com o elenco que temos sem Damião vamos lutar pra pegar uma vaga na SulAmericana. Nem é questão de querer segurar todos os craques, é questão de sobrevivência do Inter em 2011.

PS: E cadê as contratações que chegam pra ser titulares? Depois do Peñarol só se falava em renovação. O que mudou desde o Peñarol?

PPS: Messi e estrelas Europeias não jogarão a Copa America. Então Messi estará em campo na Copa Audi. Messi contra Bolivar. Mio Dios.

quarta-feira, maio 25, 2011

Notas

A "equipe tecnica" do BV tá criando um aplicativo para que você o leitor do BV dar sua nota a cada rodada para os jogadores do Inter. Pra não perder uma rodada antes que fique pronto quero registrar manualmente aqui no topico suas notas para o jogo do Santos antes que esquecemos por completo como foi o jogo . Depois esses dados serão aplicados no programa.

Então de 0 a 10 deixe sua nota para cada jogador na partida do Santos. Copia os nomes e so coloca sua nota. Vai ai os meus:


Inter 1 x 1 Santos
Gol: Zé Roberto (Oscar)

Renan - 6
Daniel - 2
Bolívar - 5
Juan - 7
Kleber - 6
Bolatti - 4
(Fabrício) - 6
Guiñazu - 6
Tinga - 8
Oscar - 6
(Cavenaghi) - 6
Zé Roberto - 7
(Ricardo Goulart) - 5
Leandro Damião - 5
Técnico: Falcão - 6

terça-feira, maio 24, 2011

Inter e o futuro

Contem apenas com a SulA. Bom dia, pessoal. Essa afirmação pode soar pessimista, mas não é. Ou é, da perspectiva dos otimistas em demasia. Não estou fazendo terra arrasada, não estou desesperado, nada disso. Estou apenas sendo realista: se conseguirmos garantir uma vaga na SulA será uma grande vitória para esse time (e, para ser justo, talvez deva dizer também para esse técnico e dirigentes). Afirmo isso apenas para externar minha opinião, baseada na avaliação dos jogadores, dos primeiros sinais que Falcão tem dado (e que são péssimos) e dos comentários da diretoria. Há duas semanas eu defendi a permanência de Falcão, mas confesso não estar otimista. Porém, aprendi na vida que muitas coisas que começam mal podem terminar bem. Então, ainda vale esperar.

O futuro. Mas o assunto principal do meu post não é esse. A atitude da diretoria (tbm refletida nos jogadores) frente às cobranças da torcida e imprensa, sempre com desculpas e justificativas prontas, mostra um situação alarmante: nosso clube está se acostumando a se nivelar por baixo. Estamos deixando a atitude de vanguarda, a atitude de perfeccionistas, de ousadia, que - mesmo com os inevitáveis erros - nos levou aos 100 mil sócios e aos títulos. Primeiro, tivemos a saída - ainda não explicada e nem sequer comentada - de AOD, cujo papel era profissionalizar a gestão do clube, planejar uma crescimento sustentável, enfim, dar um passo crucial para nosso futuro. Vejam que não estou defendendo AOD: não sei se ele é o mocinho nessa história ou não, mas quero saber as razões de sua saída e QUEM vai substituí-lo na função.

Em segundo lugar, o Inter está voltando a ter no Grêmio o parâmetro de seu sucesso. Isto é suicídio! Não só pela situação do co-irmão, mas pelo simples fato de que ninguém sabe as condições internas dos outros e, portanto, não pode julgá-los. O que podemos saber é da nossa situação interna, avaliar, melhorar. O parâmetro do Inter também não deve ser SPFC, MSI, Barcelona etc. Nosso parâmetro deve ser nós mesmos! Temos que olhar para o que já conquistamos, avaliar o que estava certo e manter, avaliar o que estava errado e mudar. Vejam bem: o vento do dinheiro está "virando" para o Brasil e os clubes de massa vão começar a ter grana saindo pelo ladrão. Eles vão ter grandes elencos e, cedo ou tarde, vão se profissionalizar também. E o que Inter vai fazer? Esperar?! Vai ser atropelado.

Um grande campeão tem duas virtudes: a mais importante, é o sacrifício, a dedicação, maior que os demais. Mas há uma segunda virtude tão importante quanto: um campeão não fica se gabando ou se escorando nos seus títulos passados. Ele está sempre "com fome". Pra mim, o Inter fez muito bem em retirar as estrelas do uniforme. Sempre achei aquilo coisa de gente complexada, de time pequeno que precisa se afirmar pra ser reconhecido. Mas nosso clube ainda canta aos quatro ventos o mantra "o campeão de tudo", como se isso fosse ganhar jogo (vide Mazembe, Peñarol, LDU...). Exatamente o drama vivido pelo Grêmio com a tal "imortalidade". Queremos isso? Eu não. Por mim, tirando o corredor do vestiário visitante e o museu, nenhum outro lugar no estádio teria tais afirmações. A torcida, essa sim, tem o direito de fazer isso. O clube, não. Ao fazer isso, criamos uma arrogância, uma empáfia que só vai nos afundar no futuro.

Convergência. Sei que este não é o site do Convergência. Mas aqui há vários membros e é um espaço importante para esse movimento. Pois bem, quero fazer uma cobrança pública a vocês: vocês foram eleitos e tiveram grande apoio da torcida, por representarem a vontade de maior profissionalismo, transparência e, principalmente, renovação no clube. Porém, após entrar no clube, minha impressão é que vocês tem silenciado cada vez mais, estão calados, não nos informam de nada, não interagem. Espero e torço, sinceramente, para que vocês não se mostrem politiqueiros, como tantos que só aparecem na época da eleição. Quero sinceramente acreditar que não é isso. Aguardo especialmente de vocês um pronunciamento sobre a questão AOD, além da gestão do estádio e mais questões. Cadê aquele movimento todo (debates, palestras etc.), que faziam antes das eleições, pessoal?

segunda-feira, maio 23, 2011

Por Turno

Alguem acha que o Brasileirão seria mais interessante se o Campeão do Primeiro turno jogasse contra o Campeão do 2 turno para o titulo?

Gosto dos pontos corridos mas essa pequena mudança faria o campeonato muito mais interessante. Esse negocio de pontos corridos, 38 rodadas sem final é coisa de Europeu que ta acostumado a 3 times sempre ganhando os títulos e achando isso grande coisa.

Não quero a volta do formulismo, mas essa simples mudança Campeão dos turnos fazendo uma final seria muito bom. Se tu ganha os dois turnos não tem Final.

Em curto prazo faria o campeonato pegar fogo BEM MAIS CEDO. Vagas para libertadores também poderiam ir para cada campeão de turno (porque se não seria possivel o Campeão do ano não terminar entre os 4 na geral se ele tiver um péssimo outro turno).

Sinceramente acho que seria interesante a CBF fazer isso. Ter uma Final é sempre muito bom. Imagina se o Gauchão fosse pontos corridos...que sono seria.

PS:

Uma nova maneira de ver o BV e ver posts por autor. Brinquem com as varias opções: http://bolavermelho.blogspot.com/view

PSS: "Estatisticas Ofensivas" que criei aqui em 2006 e parei por preguiça em meio a 2009, voltará logo. Já tá quase atualizado até hoje. Muitos numeros interesantes a apresentar.

domingo, maio 22, 2011

Bem ou Mal

Vou começar uma nova estatistica. A gente sempre fala, o Inter não joga bem a 5..ou 10...ou 20 partidas...ou so joga bem uma em 10 etc etc etc...Mas não temos estatisticas disso. Então começando hoje vamos ter.

A pergunta será depois de todo jogo numa pesquisa na coluna direita. Simplesmente responde SIM para o Inter jogou bem ou NÃO para o Inter não jogou bem. O que é "BEM" é seu critério. Não existirá meio termo para essa pesquisa...é SIM ou NÃO. E vamos ver de quanto em quantos jogo o Inter joga BEM. Assim poderemos ver se isso é suficiente para os salarios que ganham. Ficaria curioso em Saber algo parecido para um Barcelona por exemplo para usar como refernecia (como nao assisto jogos deles não sei).

Então vai ali e responde na Coluna Direita. A escolha que fica na Maioria entrara na estatistica final.

PS: E FICA A PERGUNTA: O que você considera "Jogar Bem"?

PS: Procuro alguem que queira colaborar com o Blog pra fazer algum tipo de programa (tipo o antigo Blog Score) onde possamos dar nota para cada jogador a cada rodada. Alguem sabe criar algo assim, como soma e media mantida automaticamente de rodada em rodada. Se você sabe fazer essas coisa e quer colaborar, darei espaço no Blog para você anunciar sua empresa ou prestações de serviços.

PS: Sou Colorado mas vergonhoso a Globo microfonando a torcida do Corinthians como se estivessem em São Paulo. Falta de etica jornalistico da Globo distorcendo a realidade.

Ah e o renato Gaúcho levando o Grêmio rumo a segundona.

sábado, maio 21, 2011

Adeus 2 Pontinhos

O que falei no Post do jogo: Ia ser 1 a 1. E lá se vai 2 pontinhos que nunca mais veremos...Contra 11 reservas do Santos isso é um pecado.

Jogo morno, cheio de passes errados. Muitos, chegou a ser irritante. Falcão dessa vez teve medo de ser agressivo pois não queria perder e acabou empatando. Cave e Goulart faltando 5 minutos não adianta. Bolatti foi mais uma vez decepcionante. Daniel pessimo. Quebrou um recorde mundial pois em 60 segundos consegiu criar 2 amarelos, um penalti e um gol. Kleber o jogador mais previsivel do Brasil...não foi mal..só previsível como sempre. Sonolento.

Damião jogou nada e Oscar só valeu pela assistencia no gol. Damião com a chance de matar no fim ou cruzar nos pés do Cave acabou chutando em cima do goleiro. Melhores do Inter foram Tinga (muito esforçado e criou chances) e Zé Roberto com otima movimentação e mais um gol. Será que se Tinga jogar assim, não merece ser titular. Gostei de ver ele se esforçar e correr...fez muito mais que Bolatti. Isso é certo.

Não tem o que comemorar esse ponto. Tres times grandes já sairam na frente na tabela...e nem é Domingo ainda.

Lamentavel que o GreNal acabou poupando metade desse time. Ah e o Renan não era pra te defendido p Penalti, ja que essa foi a desculpa por manter ele no time? Heroi de Penaltis....pois é, como falei, não se escala goleiro por causa de penaltis.

Santos 1 x 1 Inter
Gol: Zé Roberto (Assistência: Oscar)

Santos x INTER

E aí galera o que acham do jogo de hoje. Pra mim tá com cara de empate. Dizem que é os reservas do Santos, mas e o Inter? Sem 5 titulares e com alguns que tão devendo sei não.

Seria bastante importante levar os 3 pontos e começar bem, infelizmente acho que não passamos de um 1 a 1. Espero estar errado.

É uma chance pra ver se Oscar, sem D'Alessandro ou Andrezinho consegue fazer o time andar. Será que ele já tem a experiencia suficiente pra isso?

Deixa aí sua opinião de como tu achas que vai ser o jogo.

PS:

Aqui nos EUA tem uma tradição na primavera e verão onde as pessoas tentam se ver livre de muitas coisas que acumulam na casa com o passar dos ano. Num fim de semana a familia bota tudo no driveway da casa e tenta vender por centavos ou se for algo que preste talvez 1 dollar ou 2. Chama-se o Garage Sale. Muita gente passa os fins de semana procurando Garage Sales pra ve se acham algo que preste pra comprar baratinho.

Vi uma placa numa esquina agora a pouco anunciando um aqui perto de casa e fui lá. Comprei um amplificador pra guitarra por $4 mas o interesante foi que o dono da casa me perguntou de que time era essa camisa que eu usava (to usando a do Sorondo). Ele Americano me perguntou : "O nome do time é Tramontina?" Bom ai expliquei a ele o porque do Banrisul e Tramontina. Mas ele achou bonita a camisa e por isso perguntou. Uma pena que essas propagandas levam mais destaque que o proprio clube.

E depois tem gente que fica com a cuequinha virada porque sugiro o nome do nosso clube como nome do estadio durante o periodo da CDC e Copa do Mundo.

PSS:

Sabe esse papo de fim do Mundo. O mesmo vigarista que inventou esse papo, um velho de 89 anos de uma radio religiosa dos EUA fez exatamente a mesma coisa em 1995. Na epoca lembro que meu pai, mais por diversão, ligava o radio na estação desse cara (Family Radio que recebe cerca de 20 Milhões de Dollars por ano em doações). Ai meu Pai ficava me dizendo "Olha o cara na Radio falou que vai acabar o Mundo em Setembro de 95" e assim por meses meu Pai na bricadeira ficava com a contagem regressiva. Claro chegou a data e nada aconteceu. O vigarista da radio inventou uma desculpa e disse que seria numa outra data. Pelo jeito ele escolheu hoje. Dessa vez ele recebeu destaque mundial...mas no fim o mundo acabará hoje sim para um seleto grupo de pessoas. Mas para o resto continuará. Ah e um dia o mundo pode acabar para o homem, mas o mundo em si, a terra, continuará bem sem nós. Para a Terra não passamos de um peste, como uma pulga num cachorro.

sexta-feira, maio 20, 2011

OS MESMOS ERROS


Não durou muito tempo a alegria dos colorados após a virada dentro do Olímpico.

Em uma semana, a direção conseguiu mandar embora toda euforia que a última vitória poderia ter trazido para a torcida colorada.

Vejamos, todos sabemos que precisamos de goleiro, lat direito, no mínimo um zagueiro de excessão, e um atacante de impacto. O que aconteceu no Beira Rio?

- Índio parece que de ex-jogador passou a ser boa alternativa
- Renan vai continuar a sabotar o time embaixo das traves
- Bolívar renovou seu contrato, certamente embolsando um aumento considerável no seu contra-cheque
- Lat direito nada...
- E as contratações... Meu deus, Gilberto no Santa Cruz, tudo bem, aposta, Damião vai pra Seleção e blábláblá, mas o cara chegou ganhando 100 mil por mês...
- Siloé, quem encontrei almoçando em uma churrascaria em Porto Alegre quarta-feira, tem 1,5 m, coisa que segundo Roberto Siegmann seria banida do Beira Rio... Veio para grupo... mas nada que empolgue ninguém
- e ai a bomba !!! Inter contrata Jô do cruzeirinho... Pelamordedeus, outro anãozinho estilo marinho??? Esse Jô não joga nada, nada, nada, nada... Peladeiro de marca maior, seria reserva no time da várzea em Atlântida Sul onde passo meus verões... Mas o colorado foi lá e pumba! Trouxe essa naba... é duro, afinal, Marquinhos joga menos que esse peladeiro? Sacha joga menos? É pra enlouquecer...

Atacante de expressão nada... Sobis não vai ficar, Cavenagui não vai jogar ao menos que abram a possibilidade de mais extrangeiros... E ai? Só temos Damião, pois o resto... "Zé" fez um bom jogo no Olímpico, mas pra mim não mostrou nada que me garanta que pode ser o 2º atacante. Alex voltou de onde nunca deveria ter saído, o Flunimed... Na prática, temos 1 atacante...

Agora que finalmente Oscar iria ser titular, Dale se machuca e de novo perdemos a articulação... Afinal, o reserva de Dale é Andrezinho que também ta fora...

E o que sobrou? Quando podíamos aproveitar a chance e ganhar na vila contra o misto do Santos... Vamos de Renan, o grande Daniel Balói e Ex-Tinga articulando... Sábado a noite, é tudo com Kleber, Oscar, Zé e Damião... porque de resto, é sentar e chorar...

Jô do cruzeirinho... chegou a correr uma lágrima...

Não Vai Não

Meu ultimo Post foi otimista...mas agora fiquei sabendo que renovaram com Bolivar.

É incrivel como o Inter dá prêmio a quem vai mal. Roth perdeu pro Mazembe e renovamos. Indio a 1 ou 2 anos atras já tinha passado de sua data de validade e renovamos na epoca. Mais recentemente Indio foi pro banco aí outros vão mal, colocam Indio de volta, joga uma mais ou menos (ZH deu nota 5) e agora é titularisimo novamente! E Bolivar que é bom de microfone mas sempre chega atrasado na bola acaba de ser renovado (será que ate aumento ele ganhou?).

Ah e enquanto isso temos um goleiro que toma em media 1 frango a cada 2 partidas (um recorde mundial) e continua não só no clube como é titular. Será que Renan te que tomar 2 frangos por partidas para boa parte dos colorados acordarem?

Desse jeito retiro o que disse no ultimo post. Esse ano não vai não...não com esse goleiro e essa zaga velha. Quantas mais provas precisam pra ver que esse combinado Renan/Bolivar/Indio não dá mais certo?

Uma decepção. Entra e sai tecnico mas essas coisas estranhas sempre acontecem.

Esse Ano Vai!

Cada vez que alguem me lembra que o Fluminense é o atual campeão Brasileiro eu quase nem acredito. Fluminense...serio? Fluminense que teve que em 2009 ganhar as ultimas 7 partidas seguidas pra não ser rebaixado. Um ano depois Campeão Brasileiro!? De pior a melhor?

E nós ainda na espera a 31 anos! Isso tem que acabar em 2011. Chega!

Mas não será fácil, porque tem vários times que ao menos no papel tem times bons, incluindo nós. Os jogadores tem que entender que nesse campeonato não existe final. Diferente da Libertadores, Gaúchão, Copa do Brasil, Recopa, Suruga etc...não tem final no Brasileirão, todas as partidas tem exatamente o mesmo peso da peimeira a ultima. Como já escrevi aqui ano passado, não existe essa de recuperar os pontos depois...se tu perdeu pontos não tem como recuperar. Como dizem, cada partida é uma final.

Não tem essa de começar aos pouquinhos sem se esforçar muito! É até melhor começar como se fosse a ultima partida...na verdade toda partida deveria ser vista como a ultima.

Mas sempre tem aquele papo de motivação. Falcão tem que ficar dizendo pra ele que cada jogo é final..que isso que aquilo. Eu não entendo porque precisam ser motivados alem dos 50, 100, 200 mil que ganham por mês. Vai lá e luta pelos 3 pontos!

Se isso não fosse suficientemente complicado ainda temos as arbitragens que ao longos dessa decada tem prejudicado muitos e favorecidos outros. E pior, times que entregam partidas pra prejudicar seu rival como o Grêmio e Corinthians fizeram em favor do Flamengo em 2009. As vergonhas não acabam aí. No Wikipedia tá lá "Santos e Palmeiras são os maiores vencedores do Brasileirão com 8 cada"...palhaçada. A cara da CBF esse campeonato. Mas mesmo assim tá na hora de ganharmos o Quarto (que na verdade poderia facilmente ser o sexto ou Oitavo - de verdade!)

Vamos ver como foram as coisas na era dos pontos corridos:

2003 deu Cruzeiro justamente, tinham um otimo time acho que com Alex no meio.

2004 deu Santos, não lembro muito mas acho que já foi da era Robinho. O Inter começava a melhorar.

2005. Bom todo mundo e sua mãe sabe que 2005 foi Roubado do Inter. Talvez o mais vergonhoso momento do futebol Brasileiro e que a cada ano que passa fica mais obvio que aquilo foi tudo armado e mau intencionado. O Inter dormiu num Sabado como lider pra acordar no Domingo em terceiro lugar, sem que nenhuma partida tivesse sido jogado. Ficou tudo por conta de um tal de Dr. Zveiter. Em protesto criei esse Blog.

2006. 2007. 2008. Começou a era San Pablo. Em 2006 o Inter foi vice novamente (pela quarta vez).

2009 . Vimos uma raridade, um Carioca campeão. Fazia 9 anos desde que um Carioca tivesse levado (roubado em 2000 com o Vasco). Flamengo ganhou o titulo mas só porque foi ajudado. Começando pelo jogo entre Inter e Flamengo no Beira Rio, jogado numa piscina. Uma vitoria do Inter nos colocaria em primeiro lugar (ou bem perto não lembro) mas o jogo foi 0 a 0 sem condições alguma de jogo. Perfeito para o Flamengo. Depois nas duas ultimas rodadas o Corinthians "Docê Derrota" e o Grêmio perderam de proposito para o Flamengo para prejudicar seus rivais. Assim o Inter ganhou mais uma Vice, a Quinta.

2010 como já falei o surreal. O Fluminense campeão. Por sinal, 2008, 2009 e 2010 foram campeonatos fracos. Em 2008 o SP já não era mais o mesmo mas foi praticamente dado o tituo porque ninguem parecia querer. 2009 então nem se fala foi uma podridão total. Nosso Inter no papel tinha time pra ganhar esse ultimos 3 titulos.

Em 2011 ao menos não temos distrações como nos outros anos. Copa do Brasil, Libertadores etc..mas mesmo assim seremos prejudicados por compromissos da Seleção Brasileira e Argentina (ridiculo isso). Ah e temos sim a Recopa que pode distrair durante algumas rodadas e alem de tambem levarem a Copa Audi mais serio do que deveriam. Acho uma otima oportunidade e uma vitoria nela seria sensacional, mas pessoal não é copa do mundo. São dois jogos em 2 dias contra times em pre-temporada. Não vamos inventar de poupar ou tirar pézinho no Brasileirão por causa da Copa Audi.

Temos que ganhar o Brasileirão ainda mais com Falcão no comando o homem do Tri! O foco no Beira Rio tem que ser esse até Dezembro: Disputar Toda rodada como final e VENCER O BRASILEIRÃO todo custo!

PS: Ah porque nossa zaga continua a mesma que sabemos não tem condições. Só porque ganhamos o Gaúchão não significa que essas zaga e goleiro servem pro Brasileirão!

quinta-feira, maio 19, 2011

Ressaca incurável

Pelo menos até o próximo gre-NAL temos muito o que falar para os listrados. Nem estou falando e pensando na vantagem histórica que temos sobre eles, pois daí é muita humilhação. Mas depois de uma precoce eliminação na Libertadores, ganhar o Gauchão foi demais. Sensacional. Em cima do gfpa ainda, muito melhor. E da forma que foi... sem comentários.

Desde domingo, minutos após o jogo estou tirando onda com eles. E como é bom isso. Encaminhar e-mails com montagens, mandar torpedos debochando, ver eles desesperados criando comunidades megalomaníacas em tantativas frustradas de nos colocar para baixo é demais. O desespero gazélico anima a massa vermelha. Fazia muito tempo que não viviamos com tanta intensidade essa rivalidade. Felizmente por um lado, mas triste por outro, pois todos queríamos estar disputando as quartas da Copa contra os chilenos. Mas enfim, passou e, assim como a vitória no Gauchão também passou. Porém os deboches continuarão por tempo indeterminado. É uma ressaca, das boas, e incurável. Ao lado do gre-NAL dos 5 muito, em 1997 e do título Gaúcho de 1997, o clássico do domingo passado entra para meu histporico particular dos clássicos inesquecíveis.

Mas a partir de agora o objetivo é a busca intensa pelo tetra nacional. Campeonato esse que muitos de nós (meu caso, que nasci em 1980) não vimos o Inter conquistar. Corrigindo os erros que existem e deixando de lado uma certa soberba que ronda os lados do Beira-Rio, temos grandes chances de dar mais duas voltas olímpicas neste ano. Brasileirão, como já falei, e a Recopa, contra o Independiente. Ganhando mais esta taça internacional, dispararemos em conquistas fora dos pagos brasileiros sobre as gazelas. E levando o Brasileiro, reconquistaremos aquilo que não chega há mais de 30 anos e temos passagem garantida na próxima Libertadores.

Voltar para a Libertadores é essencial, e a única forma é conquistando o tetra ou chegando nas cabeças. Vencer o Brasileiro e voltar para a LA não é impossível. Temos time, basta ajustes, que incluem algumas dispensas e contratações.

Enquanto isso, vamos curtindo a ressaca do Gauchão, tirando sarro dos gremistas e projetando o restante do ano, pois uma nova e importante competição começa neste sábado, num importante desafio contra um dos melhores times do País. Seria o jogo entre os dois principais times do Brasil hoje? Eu arrisco dizer que sim, não usando a paixão pelo Inter, mas a coerência e os resultados obtidos por ambos nos últimos tempos. Um dentro do País e outro fora.

Cosmos x Argentina

Acabo de descobrir que eu vi Maradona jogar ao vivo em 1979 no amistoso do Cosmos aqui de NY/NJ contra a seleção Campeã do Mundo a Argentina. Lembro bem de estar no estádio, tinha 12 anos e foi meses antes de eu ir morar no Brasil, mas não lembrava que Maradona havia jogado. Então posso dizer que vi os 2 maiores gênios do futebol ao vivo!

Lembro que o jogo tava empatado 0-0 no fim quando já estavamos subindo a arquibancada pra ir embora. Ai teve uma falta (até ver esse video eu lembrava um escanteio) e paramos pra ver..e saiu o gol da Argentina. Só não lembro quem me levou ao jogo...acho que foi meu Tio.

A essa altura Pelé já havia se aposentado do Cosmos a 1 ano e meio. Então por pouco Pelé e Maradona não fizeram uma partida um contra o outro com o Pelé ainda profissional. O Cosmos tinha um bom e experiente time com Carlos Alberto, Marinho, Risjbergen da Holanda e o Italiano Chinaglia. Maradona jogava uma de suas primeiras partidas na Seleção Argentina.

Giants Stadium, New Jersey
6 de junho de 1979
Publico 70000

Escalações:
Cosmos: Brand, Bobby Smith, Risjbergen, Carlos Alberto,
Formoso, Rick Davis, Francisco Marinho, Carbognani, Stuart,
Chinaglia, Liberitch

Argentina : Fillol, Olguin, Oviedo, Pasarella, Tarantini,
Barbas, Gallego Maradona, Houseman, Luque, Valencia

Confere um pequeno compacto.



E o jogo existe na integra se alguem quer fazer o download:
http://www.megaupload.com/?d=93LLYGGQhttp://www.megaupload.com/?d=FXTXWUVGhttp://www.megaupload.com/?d=ZMKGA06Ehttp://www.megaupload.com/?d=IHWA8TC4

quarta-feira, maio 18, 2011

Grenal e reforço

Saudações coloradas à todos. Ainda resta um pouco da felicidade que ganhei do grenal. E que grenal. O melhor que eu vi na vida. Alguns mais experientes podem dizer que viram outro(s) melhor(es). Mas caramba, o contexto, o jogo, a repercussão. Demais.

Mas na era em que vivemos (a da velocidade), domingo já virou história. E devemos nos manter no presente. Ninguém quer ser o Grêmio (1983 vive). O problema é que, depois do porre, vem a ressaca. E a do Inter não é pequena. O time não anda bem. Esqueçam o grenal. E pra quem anda meio perdido, estreiaremos no Brasileirão contra o Santos. Na Vila.

Só que piora: estamos com alguns jogadores fora. Andrézinho é um deles (vai ficar fora um mês). Os outros são Sóbis e Rodrigo. Mas o problema maior não é esse.. O problema é que todos os setores do campo precisam ser revistos.

A começar pelo nosso goleiro. Não há dúvidas quanto a saída do Renan, certo? A zaga: está furada. E se chegar com essa zaga contra o Santos? E mais esse goleiro? O desastre pode ser grande. Nossos volantes estão bem. Até muito bem. Mas o meio... D'Ale não joga bem faz um tempo, o Andrézinho está fora e eu ainda não entendi por que o Oscar não é titular. Alguém sabe?

No ataque, vamos ficar sem Damião, o Sóbis vai embora e o Cavenaghi provavelmente não vai ser usado, pelo limite de estrangeiros. Mas se esse problema ainda não tem solução, no mínimo, tem um remendo. O Inter contratou Gilberto, artilheiro do campeonato pernambucano. Tá certo que o pernambucano não é um campeonato que pode ser comparado ao Brasileiro, mas é uma boa aposta, a meu ver.

O Inter agora tem seis semanas para acertar o time (nessas próximas semanas só vai ter jogo domingo). É tempo de mostrar serviço, pois o Brasileirão é a maior prioridade do Inter. É só o que falta nessa era.

Lances Inesquecíveis

Já que tocaram no assunto de estatuas vou copiar o que escrevi aqui em Abril de 2009 sobre a ideia do "Campo de Momentos Inesquecíveis". Estatuas tradicionais são legais, mas tá na hora de alguem levar isso para um nível acima. Pra mim seria uma atração até maior que o Museu. Confere aí. O que vocês acham. E nem é lá muito complicado de se fazer, especialmente com a reforma em andamento daria pra adaptar algo assim mesmo que seja numa area do tamanho de uma Grande Area de um campo onde o torcedor caminha ao lado do estadio....

Campo dos Momentos Inesqueciveis:

O Rodrigo escreveu algo que agora me deu uma outra ideia...uma vez mencionei estatuas de jogadores em ação, tipo Gabiru no momento que ele chuta a bola....agora imagine o seguinte...

Num campo suplementar feito so para isso...voce faz estatuas de jogadores em lances historicos e coloca a estatua na posição onde estava em campo.

Por exemplo tu colocava uma estatua do Figueroa subindo pra cabecear o gol contra o Cruzeiro na entrada da pequena area...com um estatua do Valdomiro na Ponta direta cruzando essa bola.

Quem sabe um pouquinha na frente do Figueroa estaria o Dunga dando um peixinho pra salvar o Colorado. Não muito longe do Dario subindo alto pra matar o Corinthians e por ai vai....seria legal caminhar entre esses momentos historicos!

Alguns gols/momentos Historicos a ser posto no Campo dos Momentos inesqueciveis:

- Gol Figueroa 75
- Valdomiro na Ponta cruzando
- Falcão e Escurinho tabelando de cabeça no gol de 76 contra Galo
- Grenal dos 5 a 2 o Fabiano naquela foto famosa onde ele sai comemorando perto do Poste
- Nilson de joelhos na bandeirinha comemorando o seu 2 gol no Grenal do Seculo..
- Gabiru é claro...
e por ai vai...seria ponto turistico da cidade!!

Tiago no Canada adiciona sobre o "Campo dos momentos inesqueciveis":

Já pensou uma visita guiada? Com um guia indo de estátua a estátua, explicando o que era aquele momento, aquele gol? Quem era o cara, qual ano, que jogo... Fantástica.
O Museu poderia ficar ao lado. O turista começa pelo museu, vê as taças, os gols, os videos, e termina ao ar livre, passeando pelo campo, e tendo a exata visão de como aconteceu o gol, qual a viewpoint do cara que fez o gol e qual a do goleiro!
Muito boa. Possibilidades inúmeras.

Salários Astronômicos

Se vocês acham os salários de jogadores alto, se preparem para o futuro. 200 Mil por mês pode ser troco no futuro não tão longe. Mas será que o Futebol Brasileiro pode bancar isso sem quebrar?

Cada ano o maior salario do time parece aumentar muito. Lembro que a uns anos estavamos revoltados que Clemer iria receber 90 mil por mês pra ficar encostado e agora achamos 150 mil normal. Dizem que D'Alessandro vai para incrédulos 500 mil por mês (minha opinião o dobro do que deveria ganhar). Pior tem tecnico ganhando 700 mil por mês pra levar goleadas históricas de clubes de porte médio. Já tem jogador badalado ganhando mais de 1 milhão por mês (Ronaldinho por exemplo).

Será que é a bolha do mercado futebolístico, que um dia vai explodir? Ou será que todos nós deveríamos tentar ser treinador e pegar um pedacinho do bolo?

Mas se vocês acham isso muito, compara com a liga de Baseball nos EUA. O mais famoso time do País o NY Yankees gastará em 2011 $197 Milhões de Dollars só em salario de jogadores. O mais bem pago do time recebe 32 Milhoes de US$ por ano (2.6 Milhoes por mes). Isso é mais em 1 mes do que o mais bem pago do Inter em 1 ano. Em dollars o Inter deve gastar em salários por ano cerca de 20 Milhões de Dollars. O Jogador Alex Rodriguez dos Yankees ganha sozinho bem mais que isso. O clube com salários mais baixos na liga é o Kansas City Royal, trigesimo colocado na lista de salários...que é US$36 Milhões por ano. Quase o dobro do Inter.

E isso que a economia Americana tá uma droga. Com a economia Brasileira melhorando e os caras finalmente se ligando em Marketing no futebol os salários vão aumentar tambem. No Baseball os salários sempre foram altos mas nada perto do que é hoje.

Em 1975 quando o Inter se consagrava Campeão Brasileiro o salario médio de um jogador de Baseball nos EUA era apenas 45 Mil dollars por ano! Na epoca tu comprava uma casa com essa grana e olhe lá. Dez anos depois em 1985 o salario médio do Baseball já tinha subido pra $375 mil dollars por ano. Em 95...$1 Milhão em media por ano...em 2005, $2.4 Milhões era a media...e hoje US$3.3 Milhões por ano. Os jogadores que tinham um poder aquisitivo um pouco acima do normal hoje ganham uma loteria todos os meses. Na NBA onde são menos jogadores por time a media é maior ainda.

É obvio que se os caras ganham isso o dinheiro tá entrando. Os clubes de Baseball tem donos que são milionários, donos de empresas enormes e não são bobos. Os clubes ganham muito da TV, renda de jogos (são 81 em casa por ano, certos times sempre com lotação), marketing etc... Pra ti ter uma ideia...olhem essa manchete onde diz "Menor publico na Historia do novo estadio dos Yankees", que ja teve mais de 170 jogos desde que abriu em 2009. Qual esse vergonhoso menor publico? 40,331!

Em 2010 o time de NY teve 81 partidas em casa. Publico total: 3.7 Milhões. Ou seja 46 Mil por jogo. E olha que no Baseball os jogos são só de April até Setembro ou Outubro. E muitas vezes o time joga em casa 4 vezes ou mais por semana...e é normal jogar na Segunda, Terça, Quarta, Quinta...e todo dia vão 46 mil pro estadio...e repito isso com os Americanos com alto desemprego e pessoas poupando como nunca.

Mas a organização da liga e dos clubes é de outro mundo comparado com clubes de futebol no Brasil. O Inter até tem mostrado grandes avanços mas será muito complicado chegar num nível desses porque são cargos eleitos e que trocam a cada 2 anos e não sabemos com clareza o que ocorre lá dentro. No Baseball assim como na NFL, NBA etc o clubes são tratados como empresa, negocio, espetáculo, show.

Resta ver pra onde vai o futebol Brasileiro. As cotas de TV de hoje, daqui a 10 anos pode parecer piada...e normalmente essa grana acaba em boa parte no bolso dos jogadores (ao menos nos EUA onde os jogadores tem uma forte associação). Talvez o futuro do futebol no Brasil seja como a Europa é hoje....mas só o futuro dirá.

PS: Por sinal, o esporte perfeito para o Corneteiro cronico..aquele que corneteia sempre até na vitoria é o Baseball. Porque no Baseball é impossivel ser um enganador. Tu não tem como enganar no Baseball. É um esporte coletivo mais individual do mundo. Estaticas exsitem em dezenas e cada uma perfeitamente diz o que o cara fez. Eu posso nunca ter visto um cara jogar mas se tu me mostra as estatisticas dele eu sei exatamente a qualidade dele...algo impossivel no futebol.

A margem de erro no Baseball é muito pequeno. Se tu "acerta" só 20% das vezes tu não consegue jogar profissionalmente, tu nem é jogador. Se tu acerta 30% das vezes tu é um dos melhores da liga. Se tu acerta 35% das vezes tu é um dos melhores de todos os tempos. Ninguem nunca acertou 40% das vezes. Então no Baseball o corneteiro não tem aquilo que ele mais odeia...o enganador! Não tem como enganar.

Fica aí minha dica para os corneteiros da pesada. Baseball é para vocês!

PSS: Mas na real Baseball é o esporte Americano menos compreendido por Brasileiros que praticamente por unanimidade dizem não gostar. Mas como saber que tu não gosta de algo que tu não entende? Eu pratico Baseball desde pequeno, foi meu primeiro esporte e posso categoricamente afirmar que é um jogo muito bom de se jogar, de bastante estrategia e de situações que podem ser bastante emocionantes. O maior defeito do esporte é que não tem relógio...o jogo custuma levar cerca de 3 horas o que pode ser bom ou ruim dependendo do ponto de vista. O ideal seria se fosse de 2 a 2.5 horas. A história do Baseball é extremamente rico e bastante interessante também com centenas de partidas com emoções que não devem nada ao futebol.

Mas sei, não adianta eu explicar...assim como não adianta eu tentar explicar a um Americano o que significa o Inter...eles não vão entender e provavelmente vocês também não. Essa é a complicada vida de alguem com duas Nacionalidades sempre tentando explicar a uma delas porque algo é tão bom da outra e vice versa...

terça-feira, maio 17, 2011

Essa, Ninguém Tira!

O grenal emblemático que nos deu o quadragésimo título regional mostrou todas as faces do Inter, do apagão à superação. Ora, quem teve o privilégio de assistir ao grenal do século, à vitória sobre o Nacional em Montevideo, na Libertadores de 2006, terminando o jogo com 2 jogadores a menos, ou à épica classificação na fumaça contra o Estudiantes ano passado, sabe que superar desafios tidos como impossíveis é conosco (embora sem o devido reconhecimento pela imprensa local).

Mas eu quero me ater aos diferentes personagens do time atual. Revitalizamos a zaga Campeã da América? Bolívar e Índio serão a dupla defensiva do Brasileirão de 38 rodadas? Inegavelmente, são homens talhados para brilhar com a camisa colorada, especialmente sobre o rival. Mas até quando?

Em contrapartida, Damião e Oscar representam a renovação, mas aquela que já nos deixa ansiosos diante das ameaçadoras especulações de negociação com o futebol europeu. Damião deve, ainda, defender o Brasil na Copa América. Além de nos desfalcar no período, aumentará sua exposição para o mercado estrangeiro.

E Zé Roberto? Jogador do mercado interno que veio pra cá sem muita expectativa por parte da torcida, não chegou a empolgar com Roth e nem mesmo vinha sendo aproveitado por Falcão. Pois entrou no grenal com 0 x 1 e simplesmente acabou com o jogo. Foi o nome da final.

No entanto, quero mesmo é destacar a estrela do maior jogador do futebol gaúcho de todos os tempos: Paulo Roberto Falcão! Ninguém é louco de dizer que ele já é um treinador afirmado. Ele mesmo sabe que só o tempo lhe dará tal condição. Mas é inegável que, a seu modo (diferente de tudo com o que estamos acostumados), ele tem sim sua ascendência sobre o grupo. Ele tem, sim, conhecimentos profundos sobre técnica, tática e vestiário. Ele tem, sim, a capacidade de, discretamente, como sempre lhe foi peculiar, virar um resultado adverso na casa do adversário e sair de cena à francesa, como se nada tivesse acontecido.

Mas acima de tudo, ele tem algo que nenhum outro treinador no Brasil, quiçá do mundo tem: o amor incondicional e a identificação inequívoca como o maior ídolo que seu clube já teve dentro das quatro linhas. O guri que se criou jogando bola nos Eucaliptos, que ajudou a carregar tijolos para o Beira-Rio, que contruiu o time Gigante da década de 70 e foi ser Rei em Roma, onde outros foram bobos da corte!

Falcão terá agora, depois da façanha deste Gauchão, outras três tão ou bem mais difíceis: Brasileirão, Recopa e Copa Audi. Terá de enfrentar desfalques, convocações, jogadores vendidos e em meio a todo um processo de renovação, aguentar as críticas ferrenhas de torcedores imediatistas e cronistas "azulados". Mas Falcão já esteve lá um milhão de vezes. Ele conhece bem esse território.

Aconteça o que acontecer, daqui pra frente, uma coisa é inegável: domingo, Inter e Falcão deixaram mais uma marca na históra do futebol. Tá lá: 3 x 2 nos 90', 5 x 4 nos pênaltis, em pleno Olímpico. 40 vezes Campeão Gaúcho! Essa, ninguém tira!


Ciclos e outras coisas

Da poesia e da justiça deste domingo histórico não há mais o que dizer. Os textos dessa segunda foram perfeitos: nas emoções conduzidas pela delicadeza da Diana e nos merecidos parabéns ao time dados pelo Louis, seguidos também da reiteração da necessidade de renovação. Portanto, quero apenas lançar alguns comentários e, quem sabe, estrear um texto curto pela primeira vez.

O fim de um ciclo num clube como o Inter não poderia deixar de ser com um título que, se não é uma libertadores, veio com todos os ingredientes de um final perfeito, a cereja do bolo. Bolívar está "quase" certo: ainda não era o fim do ciclo dele e mais alguns. Faltava o gran finale, para fazer justiça à incrível história destes jogadores no Inter. E este veio com uma vitória sobre o maior rival, num jogo franco, em sua casa, valendo o título, decidido nos penais. Algo assim, só na ficção, ou melhor, na ficção e no futebol. Mas é preciso saber sair por cima.

Agora às outras coisas.

Sócio (e torcedor) não é cliente, pelo menos não em relação ao resultado no campo. Me dá a impressão de que muito torcedor não tem isso muito claro. Se contribuímos (com mensalidade ou ingresso), podemos e devemos exigir um bom atendimento no site e no estádio, na organização financeira do clube, na transparência etc. Nisso somos clientes, ou seja, até sentar na arquibancada. Daí em diante somos jogadores. Por isso apoiamos durante o jogo, por isso cantamos para transmitir energia, por isso "jogamos junto". Perdemos e ganhamos juntos.

Vanguarda, se não se reinventa continuamente, envelhece. Nosso clube não pode dormir no ponto, em relação à profissionalização. Daqui a pouco isso será comum a vários clubes no país. Times com muita grana vão começar a dar trabalho, como MSI e Flamengo. Se o Inter estacionar agora, pagará caro em breve. Espero que o pessoal do Convergência seja essa força propulsora no clube. Ainda aguardo as razões da saída do AOD e o que será feito agora.

O jogo estava 2 x 1 quando cheguei em casa de um casamento. Pouco depois, o terceiro gol. Entrei no blog, mas não tive coragem de comentar. Tinham me chamado de pé frio e pensei, "vai que comemoro aqui e dançamos". Fiquei calado até o fim. Fomos campeões. Melhor não arriscar, né... ;-)

O caso Cavenagui me entristece. Será que terminará assim tão melancólico, com um empréstimo?

segunda-feira, maio 16, 2011

Festa

Esse video do Fred tá otimo. Tem coisa boa entre os momentos longos de cantos de torcida então olhem com cuidado pra não perder. Depois Fred entra no vestiario e abraça Guinazu...foi quando pensei...imagina se Guina tivesse que barter um penalti...seria de matar de vez do coração. Será que ele saberia o que fazer!?!



PS:

Depois assista o video dos bastidores da vitoria no link abaixo. Olha como Indio e cia abraçam Falcão no vestiario...ué Pepino, pensei que tu tinha info lá de dentro do teu amigo Indio que não gostavam do Falcão?

http://www.tvinter.tv/

(re) viver

A efervescência de um GreNal deixa tudo falar por si. De tal maneira que recompor em palavras é praticamente desnecessário, quando a seqüência de imagens torna qualquer coisa dita muito menor.

Parece que ao descrever como tudo aconteceu será possível repetir a sensação daquele momento. Algo muito difícil, convenhamos. Nem com um milhão de predicados eu conseguiria retomar precisamente a explosão daquele instante em que se confirmou o derradeiro pênalti. Portanto, melhor mesmo é aceitar que não se repete e assim sendo, que se renove.

Por isso fecho os olhos e revisito o gramado aos 16 minutos, quando o Grêmio abre o placar, mandando no jogo. Permito minha alma repleta de vermelho renovar os votos dementes que naquele momento empenhei por reação. Agora vejo, melhor, revejo a substituição de Juan, que apesar de boa atuação escancarava o desequilíbrio na formação do time, além de perigar outro amarelo. Volto ao lance de Damião, brigando e chutando sem ângulo. A bola batendo na trave e morrendo nas redes. Morto nada!

Repenso o efeito GreNal em Índio, caso de estudo. E por falar em efeito, nada é mais motivador que um precoce “Olé!”. Grata aos coirmãos, por terem provocado os brios colorados com tamanha efetividade. Nem Falcão conseguiria.

Recordo a cobrança de escanteio, rebote afortunado nos pés de Andrezinho que bateu em cheio. Tamo no jogo! Vida longa à perseverança. Quero sempre renovar meu espírito sonhador, pra que nunca me falte reação. Todos os que se protegem no conforto pragmático estão na verdade fingindo ser suficientemente esclarecidos, por medo de assumir que fé move passos largos inusitados entre utopia e realidade. Torcer com lealdade inexplicável é a própria definição de coragem. E não há qualquer empecilho em conviver com ficha técnica e sinal da cruz.

Como posso repetir em algumas linhas tal surpreendente atuação de Zé Roberto? Alguém cogitou? Repassa o filme com a cena dos últimos passos culminando em pênalti claro e tiro livre certeiro de D’Alessandro. Inevitável pular dessa parte para o fim, com merecido último lance. Não seria de mais ninguém na tarde de domingo, o privilégio do golpe final.

Por isso Renan soltou aquela bola. Por isso Damião não converteu (só aquele!). Por isso Kleber no alto de sua frieza bateu e Vitor pegou. Foi por esta razão que o próprio Renan se redimiu bravamente. Foi assim que D’Alessandro fez o dele, que Bolatti e Oscar cobraram bem demais, que Nei abaixo de suspeita não tremeu. Tudo isso aconteceu para que Falcão superasse Renato na pressão da partida, restaurando seu próprio erro e chamando a campo um meia/atacante que curasse o isolamento de Damião. Toda essa história foi escrita sem volta para que um jogador inesperado mudasse a partida, batesse o último pênalti, liquidando a fatura do campeonato.

Nenhum momento pode voltar igualzinho ao que já foi. Que venham novos clássicos, tombos e façanhas, Zés, Andrés, Leandros ou tanto faz. Recordações existem pra que a gente volte a momentos exclusivos de nossa trajetória. Mas é na incapacidade de sentir exatamente a mesma coisa apenas através de lembrança que reside eternamente nosso ímpeto de renovar. E isso, caros amigos, não é lição de imortalidade, é apenas (re)viver.

40 VEZES

Eu sabia que se a gente ganhasse o titulo seria algo histórico e realmente é. Se o Gaúchão em si não vale muito, o que vale é que a decisão foi contra o rival e isso tem sido até um tanto raro nos Gaúchões. Vale acumular esses títulos, agora 40, porque temos mais que eles, assim como temos mais vitórias no clássico e mais gols.

Pode ser até torneio de várzea: ganhar grenal é uma alegria indescritível, é ser campeão do mundo, de nosso mundo(by Kid Vicius)!

Esse GreNal ficará na memoria por isso e por causa da situação. O Inter já considerado morto por muitos. Mas como escrevi aqui esses dias: we have them where we want them. Temos eles exatamente onde queremos. Achando que já tá ganho, quase em clima de festa e nós desacreditados. A poucas semanas era consenso que o Inter era melhor, mas um GreNal parece ter mudado a opinião de muitos.

Agora, os primeiros 25 minutos foram um sufoco, alguns dizem que por causa da escalação inicial do Falcão. Ele deve ter tido suas razões pra colocar 3 zagueiros mas assim que ele viu que não ia dar certo mudou e a diferença foi imediata. Então se Falcão errou no inicio, foi perfeito na substituições dessa vez.

Quantos aqui teriam colocado o Zé Roberto e não o Oscar naquela hora da partida(by M.Rodrigo)?

Quase ao contrario das outras partidas onde escalou bem mas trocou mal. Fiquei muito feliz pelo titulo e ainda mais com Falcão, um COLORADO, um ÍDOLO no comando. Pessoas inteligentes e educadas como Falcão merecem sucesso. É bom para nosso clube.

Como escrevi antes, Titulo ou não, sabemos os problemas e não podemos ficar cegos a isso. Começamos pelo Renan. Incrivelmente já tem gente defendendo ele dizendo que ele foi herói. Por favor! Olha, tive até pena dele quando vi ele socar o gramado e gritar caralho depois de tomar o segundo gol, fiquei triste por ele. Ninguem quer que um dos nosso sofra...mas o Renan não se ajuda. Não pode tomar esses gols bisonhos jogo apos jogo. E pouco interessa que defendeu 3 penaltis, isso é loteria e não é todo jogo que se decide em penalti. Nem teríamos tido penaltis se ele segura aquela bola. Eu não queria ser Renan se o resultado dos penaltis fosse o contrario. Eu fiquei enlouquecido quando ele me larga aquela bola e o Grêmio fez o gol! Não quero ver ele errar, quero todo sucesso pra ele, mas não dá. Eu já vi isso a 4 anos. Sou a única pessoa que a 4 anos vem avisando que Renan não dá! Gostaria de estar errado...mas ele fica me provando certo. É triste, mas é fato. Não dá.

A torcida tem que ser criticado por nunca ter dado a minima chance pro Zé Roberto. Ele já chegou sendo criticado. Mal entrou em campo e já era criticado. Era um daqueles jogadores que a torcida por varias razões gosta de pegar no pé. Hoje ele entrou e acabou com o jogo. O que foi aquele lance dele depois do segundo do Grêmio onde ele driblou, segurou, driblou e chutou quase fazendo o quarto do Inter. Ainda por cima faz o gol do titulo nos penaltis. No twitter durante o jogo escrevi "se Zé Roberto faz gol do titulo se consagra no Inter e a corneta nele vai embora". Mas não sei até quando a torcida deixará ele em paz.

Indio muito criticado jogou muito bem, mas merece agora ser titular novamente? Devemos esquecer que ele tá com 36? Devemos esquecer do histórico recente? Não. Esse é um medo meu. Falam que o Inter tava super motivado pela Mãe, Pai, Familia, Amigos bla bla bla pelo desrespeito, pela critica da mídia, pelas piadas , pelo Mazembe etc etc etc...O Inter tinha um Cocktail de motivações pra ganhar o jogo. O que pensar disso? Porque profissionais precisam de 35 motivos extra-campo pra entrar e jogar bem, com vontade e pra ganhar?? Os enormes salários já não é o suficiente? Aparentemente o ser humano é assim. Sempre precisa ser motivado. Pode ter um milhão de dollars mensais de razão pra ser motivado mas vai sempre precisar algo a mais. Um Psicologo talvez explique melhor.

Então quem vai dizer que Índio e os outros vão jogar assim novamente contra o Ameérica Mineiro ou o Coritiba quando é apenas mais um jogo num "pacato" jogo do Brasileirão e sem todas essas motivações? Porque uma coisa é certa, rodada apos rodada no Brasileirão não teremos todas essas motivações extra campo. E aí como fica? A melhor motivação é jogadores com FOME e não acomodados. Lembrem disso. Assim a motivação vem de dentro e não de fontes exteriores.

Por isso temos que fazer o que todos nos sabemos que tem que ser feito, como já foi falado ANTES da final. Renan tem que sair (no caso dele nem é falta de motivação) e a zaga precisa ser remontada assim como um novo lateral direito. Isso não mudou por causa do titulo. Continuamos com 11 atletas bem acima dos 30.

Outra questão seria que a diretoria terá que ver é a manutenção do Damião no Brasileirão. Acho que se vendermos ele no meio do ano podemos esquecer o Brasileirão. E o Brasileirão esse ano vai ser uma guerra...e mais do que nunca precisamos conquistar ele. 1979 faz muito..muito tempo. É uma questão de vida ou morte no Inter. Se já tá difícil achar um parceiro para Damião, imagina achar um substituto!

D'Alessandro mesmo que me enlouquece durante os jogos tá de parabens pela frieza nas 2 cobranças de penalti. Cobranças perfeitas, milimétricas. Com bola rolando mais uma vez deixou outro ser a estrela. Já o Kleber não tem a minima ideia de como bater penaltis. Notei no outro GreNal que Klber bateu mal, mas só fez porque o goleiro escolheu o lado errado. Dessa vez o goleiro caiu pro lado certo e o chute mal colocado foi fácil de defender. Andrezinho outro criticado repetidamente pela maioria fez 2 gols nos GreNais e ainda machucado. E não fugiu do jogo..quis continuar mesmo assim.

Agora a bola tá nos pés do Vice Presidente Siegmann. É ele que tem que bater o penalti agora. A conquista foi ótima e histórica, mas não vamos nos iludir. Não é por nada que estaremos assistindo o resto da Libertadores e não participando nela.

No fim, apesar de problemas aqui e ali, muito melhor ser Campeão do que lamentar uma derrota! Parabens a todos os jogadores, diretoria e torcida, em especial ao que decidiram ir ao Olímpico.

Pra concluir...

A dois dias recebi uma ligação do único Gremitsa que conheço nos EUA. Ele me ligou pra me cornetear sobre o GreNal da semana passada. Retribuí a ligação logo apos o titulo. Até eu aqui nos EUA tive o gostinho de rir de um Gremista Domingo!

Quem roe por último roe melhor(by Geoband).

domingo, maio 15, 2011

CHUPA GAZELADA!!!!

Chupa Renatoportaluvas com sua filhinha a beira do campo!!!

Aqui quem manda é o INTER!!!!!!

Mais comentarios com a cabeça no lugar depois! Tenho que levar a mulher no aeroporto. Não vou poupar criticas, mas agora é comemorar.

Mas quase tive um ataque de coração.

Teste Final

Hoje é mais um teste do elenco para ver exatamente o grau de problemas que temos.

Todo mundo e sua mãe já sabe claramente que o Inter tá mal na defesa, na lateral direita, na idade e nas finalizações (poucos gols). Então hoje, pouco mais de novo será revelado.

Mas vale para ver se esse elenco tem a minima capacidade de reação ou se é o mesmo morto de Abu Dhabi, da Libertadores e do ultimo GreNal. Mais uma performance apática confirmaria que dessa pedra não sai leite.

E isso em especial vale do meio pra frente. Porque uma coisa é ter uma fraca defesa outra é ter um time que não sabe chegar ao gol adversário. Nisso não podemos culpar a zaga e nem tanto Nei. O Meio campo e ataque tem que deixar de amarelar quando mais precisamos deles e colocar a bola na rede.

Se fracassar alguns vão dizer que eles não tem vergonha na cara...mas sinceramente talvez o problema não seja isso, talvez seja falta de talento mesmo. Talvez nem individualmente mas em conjunto.

Será uma tarde muito interessante ... pelas razões erradas.

PS: Palavras do Iarley "Olho de Tigre" sobre a desclassificação:

"Fiquei frustrado com a saída da Libertadores...mas não culpem o Falcão, ele recem chegou, a culpa é dos jogadores. Foi erro deles."

PSS:

TUDO ISSO ao lado e pensando apenas em FINAL e GRENAL, uma conquista hoje seria historica. Epsecialmente pra colocar o Grêmio no seu devido lugar que hoje e na ultima decada é bem abaixo do Inter. Uma vitória de 2 ou 3 a zero teria um gostinho muito bom.

sábado, maio 14, 2011

Titulo ou não....

Bem rapidinho hoje pois tô de saída, duas horas e meia até Atlantic City pra fotografar um casamento.

So queria dizer:

Titulo ou não amanhã, o elenco precisa ser reformado. Precisamos eliminar alguns medalhões de mais idade e assim eliminar mais de 1 Milhão de salarios e fazer contratações de extrema importância.

Titulo ou não amanhã, Falcão tem que ficar no comando. Falcõ sair não pode nem passar pela mente dos diretores. Seria amadorismo demais. Lembrando, o Manchester United tem o mesmo tecnico a 25 anos. Vamos dar tempo ao Falcão. Sera que Falcao tem que fazer como um presidiario novo e peitar o lider da cadeia pra ganhar respeito?

PS:

- Não podemos deixar o Corinthians ganhar estadio de 1 Bilhão de graça por causa da Copa. Não seria o fim do Mundo SP ficar fora da Copa. Aqui nos EUA já tiveram 2 Olimpiadas e Atlanta uma cidade relativamente pequena já sediou e New York não. No big deal.

- Vocês acharam a entrevista do Ruy com Lulu Santos ruim? Olha essa da apresentadora Gabi com a Madonna uns anos atras. Acho que esse é pior pois ela tinha tempo pra preparar...e o Inglês então...



sexta-feira, maio 13, 2011

PODER DE REAÇÃO

Chegou a hora.

Este time atual do Inter tem domingo a chance de mudar a sua própria história.

Jogadores que nos acostumamos a ver com a camisa colorada, Bolívar, Kleber, Guinazu, Dalessandro, Tinga, Andrezinho e etc, são sim responsáveis pelos últimos títulos conquistados. Uma Sul-Americana e uma Copa Libertadores. Porém também marcam em seus currículos derrotas e fracassos: Mazembe, Penarol, Brasileirão de 2009. Todos estes fracassos marcados por uma característica, a falta de indignação, a demonstração de apatia e uma certa indiferença quanto ao resultado negativo.

Alguém lembra qual foi a última grande virada de placar do Inter? Alguma partida onde o Inter esteve atrás no placar e conseguiu reverter a situação?

Praticamente todos os triunfos tiveram o Inter saindo na frente e segurando depois, mas uma virada, uma reação colorada não vemos há tempos. Talvez a última vitória deste tipo tenham sidos as duas finais da Libertadores, mas que foram viradas mais na técnica no que na vontade, no abafa, na pressão, numa demonstração de indignação com a adversidade.

Vejamos um exemplo simples. No primeiro Gre-nal, vencido nos penaltis pelo Inter, simplesmente o Grêmio veio para o abafa e empatou o jogo quando tinhamos um a menos. Sim Falcão ajudou se encagalhando dentro do gol, mas o time da Azenha conseguiu na vontade simplesmente, alçar 50 bolas dentro da meta colorada até que uma entrou. Neste último Gre-nal, Escudero foi expulso, deixando o Inter com 1 a mais, e não conseguimos empurrar eles pra dentro do gol, o time parecia conformado, indiferente com o que acontecia. D'alessandro era o exemplo clássico disso. Assim como foi com o Mazembe, não fomos capazes de nem ao menos no abafa, no chuveirinho, na vontade, criar uma possibilidade de reação. De mostrar indignação. Vemos Dale sumir, vemos Kleber mascar chiclé, Guina correr correr, chegar na frente do gol e nada...

Neste domingo, estamos atrás, na casa deles, tudo conspirando contra. Sobis tá fora, Cavenaghi também, provavelmente vamos com o esquema que nunca deu certo, 3 meias e 1 atacante.

Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber. Bolatti, Guinazu, Oscar, Andrezinho e Dalessandro. Leandro Damião.

Vocês tem a chance de mudar este quadro. Perder e ganhar faz parte do jogo, mas como se perde e como se ganha é o que mostra a cara de um time de futebol.

No Domingo, na azenha, ou estes jogadores revertem sua própria história, e finalmente mostram poder de reação, ou serão para sempre lembrados como um time sim vencedor, mas que tinha esta triste marca de indiferença perante a adversidade.

Domingo!