domingo, novembro 30, 2008

Temos um Camisa 1!

Eu costumo me apegar muito a jogadores. Sou um órfão do Fernandão, um saudosista do Iarley e sou viúvo do Clemer. Sei que vou ser criticado por isso, mas eu sou eternamente grato ao Goleiro Múmia do Beira-Rio, que levantou todas as taças mais importantes do clube neste século. Quando o Clemer é citado em qualquer conversa entre colorados, ou não, eu sempre saio em sua defesa. Ele foi fundamental na conquista da Libertadores e fantástico no jogo decisivo contra o Barcelona, em Dezembro de 2006.

Além disso, foi líder, símbolo, guia, história. Só não soube a hora de parar. E até isso eu entendo, porque demonstra a vontade que ele tem de vestir a Camisa 1 do nosso colorado. E foi por estes motivos que eu temi quando ele foi para o banco de reservas. Já não tínhamos mais o Renan, substituto natural e de inquestionável competência. O Agenor ainda estava muito jovem pra assumir a responsabilidade de ser titular do Inter. E, pra mim, o terceiro goleiro do Cruzeiro, que tem o Fábio como titular, não seria a solução. Mas, felizmente, eu estava errado.

Lauro não precisou de muito tempo. Deve ter jogado umas 15 partidas pelo Inter, se tanto. E já demonstra estar acostumado com a titularidade. Foi na Bombonera (onde o Clemer fez feio três anos atrás) que ele se firmou. Até então era apenas um goleiro que não comprometia. Lá foi muito mais do que isso. Pegou muito, deu tranqüilidade à defesa, saiu bem em quase todos os cruzamentos e quase pegou o pênalti do Riquelme. De lá pra cá, tem estado cada vez mais seguro. Mais dono da área. Mais credenciado pra ser o substituto de um ídolo eterno do Internacional. Aja vista, que o Inter tomou apenas um gol (de pênalti duvidoso) nos últimos cinco jogos.

E assim, em pouco tempo o Lauro acabou com uma polêmica que parecia evidente. De onde viria o Camisa 1 para o Centenário do Clube? Pois ele já está no Beira-Rio, não tem um currículo vitorioso, não tem jeito de ídolo e nem status de seleção. Mas tem a segurança e a competência necessária para levantar a sua primeira taça na quarta-feira e começar a fazer história, como um dia fizeram Benitez, Manga, Tafarel e Clemer. Quem sabe o Lauro não entra nesta galeria? Pra isso precisa títulos, faixas no peito e taças no armário. E chegou a oportunidade do Lauro escrever seu primeiro Capítulo na história Colorada. É quarta-feira no Gigante e eu vou estar lá para ver de perto.

Baranga - ou não -

Quem nunca pegou uma fubanga?? , todo mundo já teve aquele momento infeliz da sua existência e no fim da noite, depois muitas geladas acabou conhecendo aquela guria que não era tudo aquilo que se mostra no BMM.

O cara aguenta no osso a gozação de todos os amigos, fazer o que ? Mas eu garanto, um dia a glória chega (Ou não). Aquela feinha, era muito magra ou muito gorda, tinha pé grande, era fora do comum ou tinha cabelo esquisito. De repente ela vira um mulherão, fica gostosa, recebe coxas torneadas, cria peitos perfeitos - com ou sem ajuda da ciência, não importa - Resumindo, A feia fica gostosa, a feia fica desejada e todos passam a querer seus encantos.

Assim considero a copa Sulamericana, quando ela começou e o Cienciano a conquistou ninguém a queria, mas com o tempo essa "copinha" foi criando força e também foi injetado muito dinheiro pelo seu patrocinador. Hoje já é uma das competições internacionais mais desejadas pelos clubes da América do Sul, mas ela ainda não é uma Juliana Paes das competições, mas também não é mais a Betty A feia. Ao contrario da sua antiga versão, a copa Mercosul, a Sulamericana nasceu para brilhar ao lado da Libertadores da América.

Portanto amigos colorados, não fiquem temerosos quando torcedores da Azenha falarem que esta competição não vale nada, porque o que não vale nada é ficar desde 2001 sem titulo algum e ainda por cima pipocar da forma mais bisonha do mundo quando estava as vésperas de conquistar algo.

A Sula vale muito e se tudo se confirmar o Beira Rio vai ver mais uma grande festa na noite de Quarta Feira.

sábado, novembro 29, 2008

Joga Bonito

Apesar de achar que muitas vezes os discursos do TT sao politicos, demasiado longos e fundados em profundos estudos antropologicos nos vemos hoje obrigados a concordar com as palavras por ele proferidas na ultima quarta pos jogo.

Quando um time tem um goleiro que passa seguranca principalmente nas saidas do gol, uma defesa bem articulada que se posiciona muito bem quando nao tem a bola e sabe trocar passes precisos nos momentos em que e importante dominar a partida.

Tem na frente da area um jogador muito contestado mas que cumpre seu papel tatico defensivo, outros dois muito bem na marcacao e com qualidade indiscutivel nas idas ao ataque, meias habilidosos que podem transformar qualquer lance em jogada perigosa e um atacante que aparece no gol em fracao de segundos.

Nos torcedores ficamos traquilos na arquibancada, sabendo que todos no time estao se doando e que a vitoria se nao certa pode acontecer com naturalidade.

Com evidencia nos ultimos jogos fora de casa pode-se observar que diferente de no papel onde o time tem tendencia a ser considerado defenciso pode ele se transformar em ofensivo ja que os tres ultimos homens do ataque junto com o sempre eficiente Magrao e o pulmao incansavel Guinazu definir a partida em alguns toques.

Me agrada a maneira que o time tem se portado ja que dificilmente erra passes e tem facilidade de abrir espacos nas areas vitais do campo.

Ganhar com merecimento foram suas palavras, merecimento dele e do grupo com muita propriedade. Ser campeao com merecimento serao as nossas na proxima quarta feira porque para quem tem maturidade e sistema eficiente de jogo as coisas nao acontecem por acaso.

sexta-feira, novembro 28, 2008

INTERnet/BV nas Eleições 2008

O nosso Movimento foi criado por torcedores comuns, sem apadrinhamento político, mas que possuem grande vontade, competência e boas idéias para contribuir com o Internacional. Essa mobilização começou na Comunidade do Inter no Orkut, depois aderiu apoio e participação de leitores e colunistas do Blog Vermelho, bem como, do Supremacia Colorada, Arena Vermelha, Beira-Rio 2014 e mais recentemente do site Nação Colorada. Agora estamos trabalhando para construir uma Chapa independente e democrática para participar das eleições.
O fato de sermos oposição não significa que somos radicalmente contrários à situação. Temos grandes críticas, administrativas e de futebol, mas isso não significa que abraçaremos qualquer grupo da oposição. A política de um Clube de futebol não é como a política de governo na qual os grupos políticos, representantes de diferentes classes e categorias, têm objetivos opostos. No Inter, de regra, o objetivo é a grandeza, o crescimento do Clube, sendo maiores as divergências quanto aos meios. Isso não descarta, claro, a existência daqueles que querem usar o Inter como plataforma para suas carreiras políticas.
Por não sermos anti-situação, mas acima de tudo pró-Inter, que não apoiamos qualquer candidatura de oposição, nem nos dispomos a integrar qualquer Chapa de Oposição, com grupos que dominaram o Inter por ANOS e além de não conseguirem fazê-lo crescer, diminuíram o Inter. Não é preciso lembrar que nossas alegrias eram vencer grenais e, eventualmente, campeonatos gaúchos. Por esse motivo, que decidimos coerentemente não integrar a Chapa 2. Não é bom para o Inter, não é bom para nós colorados. Simples.
Encarando de frente todas as dificuldades e empecilhos eleitorais, decidimos formar uma chapa própria para disputar a eleição do Conselho. Queremos construir uma alternativa para quem não se contenta em apenas votar para presidente, mas que quer também construir boas alternativas para o futuro, sem que para isso, tenha que voltar ao passado. É fundamental lembrar que caso a situação faça a maioria das 150 cadeiras em jogo no Conselho, dificilmente haverá eleições em 2010 e o presidente será escolhido em um gabinete.
Enfim, convido todos os leitores do Blog a participarem dessa campanha. Assim, teremos conselheiros acessíveis e que estão no dia-a-dia trocando idéias com milhares de colorados pelo mundo. O Conselho é o espaço do Sócio Colorado, é um direito e um dever nosso participar e construir um futuro de CRESCIMENTO CONSTANTE, jamais permitindo que se volte ao passado ou o conformismo com resultados não obtidos.
--------------------
Quem quiser se engajar nessa luta, deixa um comentário com telefone ou manda um e-mail para mov.internetbv@gmail.com que entraremos em contato.
--------------------

Conheça nosso site/blog:



quinta-feira, novembro 27, 2008

TITE DESCOBRIU A AMÉRICA !


Escutar futebol no rádio não é minha paixão, no máximo escuto alguns comentários e raríssimas entrevistas, pois não raro, os dirigentes, jogadores, treinadores falam de outro jogo não vistos pelo público em geral.

Ontem o Tite entrevistado pelos repórteres...e merecidamente elogiado pela postura tática do Internacional, a já famosa ´02 linhas de quatro` divagou sobre sua peregrinação pela Europa, principalmente Itália, e humildemente (estranhei !), disse ter finalmente aprendido como fazer...

Disse que na Europa é comum a utilização de um lateral-zagueiro pelo lado do campo, de modo a solidificar a defesa (1ª linha de quatro),fechar os lados do campo para o adversário, mas desde que tenha na 2ª linha de quatro (o meio-campo), jogadores que saibam jogar, principalmente o articulador e os volantes mais avançados ! Os atacantes tem que ter movimentação e concluirem à gol. Então AGORA, no Inter ele vem conseguindo isso....com o tempo e treinamento.

Pqp, ele perdeu a metade do tempo dele no Brasileirão fazendo m...à saber:

- 03 zagueiros, Bolivar pela esquerda;
- Diversos Ld sem a menor condição de marcação, deixando ´avenidas por ali` ;
- Meio campo grosso demais com Edinho e muitas vezes Rosinei (ele não gosta (va) do Magrão);
- G. Nery apoiando à la louca com Bolívar pela esquerda (ninguém avisou o TT desta insanidade);
- Time sobrecarregando (ainda) o péssimo Edinho;
- D`Alessandro pela direita ajudando ineficientes LD;
- Clemer no gol (nenhuma defesa fica tranquila...);
- Taison pela esquerda ou no meio-campo;
- Andrézinho muitas vezes titular com o Magrão no banco.

Parece que o Magrão declarou hoje que na Sula o Inter joga ´fora` atacando e no Brasileirão se defendendo....esta é a PEQUENA diferença !

Time grande tem que jogar para ganhar, viu Tite ?

Quando ele colocou mais jogadores em suas melhores posições o time ´encaixou`, Dale assumiu o time, Álvaro assumiu a zaga, Lauro assumiu o gol, Marcão assumiu a LE, o TT assumiu o esquema (ele disse que aprendeu na Europa) que não é sua preferência (ele adora o 3.5.2).

Tite, era só ler o ESTATUTO DO CORNETA aqui no BV, inclusive bastante de nós deram várias opiniões (mais corretas) sobre a colocação do Indio na LD, eu preferia ainda o Danny (Bolivar tem um defeito - é muito clássico, quer sempre sair jogando, além de ser muito lento...), isto é óbvio, se não tem laterais para apoiar com qualidade, coloca zagueiros para marcar com qualidade e o meio-campo fica mais liberado para abastecer os atacantes, mas como ELES complicam !

Falando em corneta, no post anterior a este, fui questionado / corneteado pelo fato do Alex ter sido indicado como um dos 03 jogadores a ser escolhido como craque do Brasileirão, o que até acho justo, mas pergunto:
- Quem voces preferem no time ?
Guina ou Lucas ?
Magrão ou Lucas ?
Pois o Lucas ganhou a Bola de Ouro em 2006, nem por isto acho (ou achei) que seja um grande jogador, é um jogador mediano, não jogaria no Inter em 2006 (talvez no lugar do Alex...ehehe) nem agora...
Até escreveram aqui que a ´fama` do Alex em 2005 / 2006 era ser confundido com o Sóbis por serem bastante parecidos (rosto), e que o Alex até deu uma entrevista no Sports TV confirmando isto. Então o Sóbis, guri de 18 anos era muito mais jogador do que o ´velho` Alex de 24 anos. Também disseram que o Alex hoje é mais famoso e joga melhor do que o Sóbis, estão brincando, troco AGORA ! Alguém discorda ?
Imaginem Nilmar e Sóbis juntos ´pegando sem pipocar` os 90 min. com Dale distribuindo merengues...

Mas o que importa agora é que a Sula está muito perto, e o Inter está se tornando o Rei da Água, pode ser Marginal Pinheiros (terra dos Bambis), La Plata e Guaíba (será que é rio ou estuário ?)...

O RS vai ficar vermelho, TODOS VÃO AVERMELHAR nós e os hermanos da Azenha...

UMA LIÇÃO AOS ESTUDIANTES!



Deixe sua avaliação do jogo de hoje no Blog Score abaixo:


GRANDE GRANDE GRANDE COLORADO!!!!!! ESTUDIANTES REPROVADOS!

Depois do Susto da expulsão do guina e o que parecia um desastre acabou mostrando a força do Inter. Ah se jogassemos metade disso no Brasileirão...não canso de falar isso!!!

ALVARO caiu do ceu!! Grande zagueiro! Dalessandro o Maestro, ALEX ICE....o homem GELO!! Assasino mortal! Lauro uma Muralha!! Um grande goleiro!

Juiz mais que FDP. O Juiz foi o melhor jogador dos Estudiantes, fez de tudo pra eles empatar mas mesmo assim seguramos.

TODOS estão de parabens, uma pena o Guina não estar na final, mas bola pra frente. Temos que segurar esse time pra 2009 e não remontar!

VAMO INTER!!!

E Voce acho o que do jogo? (Não esquece de preencher o Blog Score na coluna direita)

PS:

FOX ESPANHOL da ao LAURO o premio de melhor da partida, mesmo que eles babaram ovo do Dalessandro.

PSS:

E pensar que lá por 2004/5 o Alex era famoso apenas por ser meio parecido com o Rafael Sobis. Fizeram até reportagem no Globo Esporte sobre isso, onde Alex falava que era as vezes chamado de Sobis por torcedores que apareciam no Beira Rio! Hoje dá para se dizer que Alex é mais jogador que o proprio Sobis.

PSSS:

Não posso deixar de comentar sobre a punição da CBF no Carlos Simon por ter supostamente não marcado um penalti a favor do Flamengo. QUE COISA ABSURDA! Primeiramente pelo que vi no lance é questionavel se foi penalti pois o jogador do Flamengo PISOU na bola e caiu. Segundo o Simon poderia ter sua visão bloqueada por outro jogador! Terceiro TODOS OS JOGOS tem penaltis não marcados ou marcados erroneamente. É uma VERGONHA o Flamengo reclamar e a CBF immediatamente colocar o Simon na Segundona a pedido do Flamengo. Vale tudo no Brasil!

PSSSS:

Se não estou enganado, os ultimos 3 titulos INTERNACIONAIS de clubes Brasileiros foram TODOS do Inter. Uma SulAmericana na semana que vem fara os quatro ultimos todos do Inter! Quem é Interegional? Essa lenda foi enterrada pra sempre!



E olha quem tava na Argentina...O MARCÃO DA COREIA, que tava lá no Japão e aparece no Soy Loco Por Ti Mundo e que me visitou aqui nos States em Fevereiro. Grande Marcão esse cara sabe viajar!

PSSSSS:

E vai ai uma curiosidade local. Tirei esse printscreen a 1 minuto da construção do estadio do RED BULLS aqui em New Jersey. Esse foi o ultimo ano que eles jogaram no gigantesco Giants Stadium, agora terão seu proprio estadio para 25 Mil. O Webcam é ao vivo e faz refresh a cada segundo.

http://www.earthcam.com/clients/redbullarena/



quarta-feira, novembro 26, 2008

Fazendo história?!

Além da óbvia referência que o texto sugere, referência esta que remete ao fato de hoje começarmos a decidir a Sulamericana, podendo nos tornar o primeiro clube brasileiro a obter essa conquista, hoje também começa a ser escrita a história dos próximos anos do nosso glorioso clube. Será?!

Exageros a parte, títulos são inquestionáveis: são fatos, e contra fatos não há argumentos. Na conquista dos títulos o planejamento outrora questionável se torna adequado, a política de futebol outrora descabida se torna frutífera e o futuro, este passa a ser o mais promissor possível: a chegada de outros títulos passa a ser apenas uma questão de tempo. É exatamente isso que espero que não ocorra.

Talvez o mais importante nessa efêmera vida é avaliarmos de maneira correta àquilo que se apresenta em nossa vida através de nossas experiências. O otimista vê oportunidade na adversidade, enquanto o pessimista apenas se lamenta. Maneiras distintas de encarar um mundo complexo, e que permeiam nossas decisões, nossos objetivos, nossos sonhos. E assim é nossa passagem nesse plano terreno e passageiro: somos a soma de nossas decisões.

Depois de um parágrafo que mais parece tirado de um livro de auto-ajuda ou qualquer coisa que o valha, o que peço a todo colorado, é que independente do resultado dessa final, pondere o bom senso, a coerência, e a análise dos fatos de maneira racional, e não emotiva.

Não me entendam errado. Não estou fazendo apologia a treinador A, presidente B, dirigente C, colorado XYZ. Nada disso. Apenas quero bom senso. E bom senso não aceita extremismos, não requer demasias, nem muito menos procura explicações vazias ou atribuir o insucesso ao infortúnio e à má sorte.

Por um 2009 glorioso, e por anos vindouros memoráveis, não pode haver vitória que redima os fracassos e os erros, muito menos frustração que invalide os acertos e as decisões bem tomadas.

Confio muito na conquista de mais um título, e hoje estarei conectado a cada um dos milhões de colorados apaixonados que jogarão junto e elevarão às alturas o nome de tão glorioso clube.

Mas que ninguém se engane, pois somos muito grandes para se acomodar e o que esperamos de 2009 independe dessa final.

Hoje começamos a escrever um capítulo de nossa história, mas história que se preze é reescrita a cada dia, e essa é a luta verdadeiramente importante, a luta por novos capítulos de êxito. E isso apenas ocorre, futebolisticamente falando, se baseando no planejamento e na capacidade de autocrítica.

Sempre é hora de avaliar, e apenas com bom senso para aceitar erros e acertos é que conquistaremos ainda mais.

Agora é guerra! Vamo vamo Inter!

ATÉ A FIFA AMA ALEX

Meu deus, o golpe mortal no trio corneta aconteceu. Até o site da FIFA, na CAPA, fala sobre o Alex, que foi de "ajudante a atração principal!"

É demais! É demais!!

SITE FIFA

Alex craque? Ou Maior Craque?

PS:

Daniel Carvalho: "No Inter eu não jogo mais"

Lamentável. Esse cara ganhou mais grana em 3 meses fazendo nada que provavelmente qualquer um de nos fez em anos! Jogou nada e ainda desrespeita o clube assim durante uma decisão da qual ele tá no banco. Esse se queimou no Inter. Daniel Carvalho agora faz parte do Clube seleto com Christian, Batista, Mauro Galvão e outros que jogaram fora uma historia bonita com o Internacional...só falta ele jogar no Grêmio.

terça-feira, novembro 25, 2008

Copa Sul-Americana


A primeira Copa Sul-Americana foi disputada em 2002. A Conmebol convidou alguns clubes, mais o San Lorenzo, último campeão da Copa Mercosul. O Brasil desistiu de enviar participantes, por falta de datas no calendário.


2002

O clube argentino levantaria mais uma taça, naquela temporada. Na sua estréia, já na 2ª fase, o San Lorenzo enfrentou o Monaguas, da Venezuela, e com duas vitórias (3x0 e 5x1) seguiu adiante. Nas quartas-de-final, um confronto nacional, contra o Racing. Em casa, o San Lorenzo venceu por 3x1, mas perdeu fora por 2x0. Como não havia saldo de gol qualificado, a decisão da vaga foi para os pênaltis, e o San Lorenzo venceu por 4x3. Nas semifinais, o adversário foi o Bolívar. Na Bolívia, derrota por 2x1, mas venceu em casa por 4x2 e rumou para a final. Na decisão, o adversário foi o Atlético Nacional, de Medellin. Uma vitória por 4x0, na Colômbia, praticamente decidiu o torneio. Na Argentina, bastou um empate em 0x0 para confirmar a taça.


2003

Um clube quase desconhecido, o Cienciano, do Peru, faria história. Na fase nacional, eliminou o tradicional Alianza com duas vitórias de 1x0. Na 2ª fase, goleou o Universidad Católica por 4x0, o que garantiu a vaga, mesmo perdendo a 2ª partida, no Chile, por 3x1. Nas quartas-de-final o adversário foi o Santos, que eliminara o Internacional na fase brasileira. Um empate no Brasil (1x1) e uma vitória no Peru (2x1) levaram o Cienciano às semifinais. O adversário era o vice-campeão do ano anterior, Atlético nacional, que novamente coimeçou perdendo em casa (1x2), e perdeu fora também (1x0). Na final, o tradicional River Plate. Parecia que a Argentina ia levar mais um título do torneio, mas o Cienciano empatou em Buenos Aires (3x3) e venceu em casa (1x0).


2004

O Boca Juniors estréia na competição contra o ex-campeão, San Lorenzo. O Boca perde fora (1x0), mas vence em casa (2x1) e leva a melhor nos pênaltis (4x1). Nas quartas-de-final o adversário foi o Cerro Porteño: 1x1 na Argentina, 0x0 no Paraguai, e nova vitória nos pênaltis: 8x7. A seguir, nas semifinais, o adversário foi o Internacional. Na 1ª partida, em Buenos Aires, após um 1º tempo sem gols, Rafael Sóbis abriu o marcador, mas logo a seguir Traverso, Cagna , Palermo e Cardozo marcaram para o Boca, restando apenas Diego descontar: 4x2. Na volta, no Beira-Rio, um empate em oxo. A final foi contra o Bolívar: derrota de 1x0 na Bolívia e vitória de 2x0 em casa.


2005

O Boca estreou direto na 2ª fase, empatando com o Cerro Porteño no Paraguai (2x2) e goleando na Argentina (5x1). Nas quartas-de-final, novamente o Internacional pela frente. No Beira-Rio, Fernandão marcou no último minuto, garantindo a vitória colorada por 1x0. Na volta, Palermos faz 1x0 para o Boca logo no início do jogo, mas quase na metade da 2ª etapa Rafael Sóbis empatou, o que dava o direito do Colorado perder até por 2x1. Mas Palermo e Palácios (duas vezes) fizeram a goleada do Boca: 4x1. Nas semifinais o adversário foi o Universidad Católica, e apesar do empate na Argentina (2x2), a vitória no Chile (1x0) deu a vaga na final. O adversário foi o mexicano Pumas: dois empates em 1x1 e o título na vitória por pênaltis (4x3).


2006

O mexicano Pachuca estreou na 2ª fase, contra o colombiano Deportes Tolima. Perdeu na Colômbia (2x1) mas goleou em casa (5x1). Nas quartas-de-final o adversário foi o Lanús. Após a vitória por 3x0 na Argentina, bastou em empate em casa (2x2). Nas semifinais, o adversário era brasileiro: o Atlético Paranaense. Em Curitiba o Pachuca venceu por 1x0, e goleou no México: 4x1. Na final, apesar de empatar em casa com o Colo Colo (1x1), a vitória por 2x1 no Chile gagarntiu a taça.


2007

O pequeno Arsenal, da Argentina, estreou contra o San Lorenzo, empatando em casa (1x1), mas vencendo fora (3x0). Na 2ª fase, uma vitória no Serra Dourada, sobre o Goiás (3x2), e um empate na Argentina (1x1) foram suficientes. Nas quartas-de-final o adversário foi o Chivas. Novamente o Arsenal não conseguiu vencer em casa (0x0), mas conquistou a vaga no México (3x1). Na semifinal, um jogo caseiro, contra o River Plate. Após dois empates sem gol, uma vitória nos pênaltis (4x2). Na final, o adversário foi o América do México. Uma vitória fora (3x2) e uma derrota em casa (2x1) deram o título aos argentinos, que não venceram nenhuma partida em seus domínios.


2008

O Internacional busca um título inédito para o clube e para o país. Na 1ª fase, o adversário foi o rival Grêmio. No Beira-Rio, empate em 1x1, mas que serviu, somado ao empate em 2x2, no Olímpico, após o clube estar vencendo por 2x0. Na 2ª fase, os chilenos do Universidad Católica foram eliminados, também com dois empates: 1x1 no San Carlos de Apoquindo e 0x0 no Beira-Rio. Nas quartas-de-final, um adversário histórico na Copa Sul-Americana - o Boca Juniors. No Beira-Rio, dois gols de Alex derrotaram os argentinos (2x0). Na Bombonera, Magrão abriu o marcador, Riquelme empatou, mas Alex voltou a brilhar, e o Colorado venceu novamente: 2x0. Nas semifinais, o mexicano Chivas não foi páreo, perdendo em casa (2x0) e fora (4x0). Hoje o Colorado inicia a disputa das finais, contra o Estudiantes. Além do inédito título para o Brasil (os argentinos venceram 4 das 6 edições da competição), o Colorado pode ser o primeiro campeão invicto da Copa Sul-Americana.


Uma curiosidade: nas outras duas vezes que Internacional e Boca Juniors se encontraram, no torneio, o vencedor foi campeão. Esperemos que a tradição se mantenha em 2008...


Eleições

Quando pensamos em eleições no Internacional caímos de imediato em nomes para presidente. O que é normal, trata-se da grande expectativa entre os torcedores, contudo, concentramos erroneamente o pensamento na pessoa que ocupará o cargo máximo e esquecemos de outro fator determinante no controle, debate e fiscalização de qualquer gestão, seja qual for o presidente.

Para legitimar, questionar ou reprovar ações do clube existe o Conselho Deliberativo.

Deliberar
(lat deliberare) 1 Decidir ou resolver (algo) após discussão e exame. 2 Determinar-se, resolver-se consideradamente. 3 Tomar decisão consultando consigo ou com alguém.

Ou seja, o conselho não propõe, mas vota as ações em pauta, enquanto as funções administrativas ficam sob responsabilidade do presidente e seus vices. Normalmente o conselho é solicitado para decidir questões de longo prazo, além de contas e orçamento. Os conselheiros não decidem a compra de um jogador, por exemplo, mas foi por meio do conselho que se optou por destinar a verba da venda dos Eucaliptos à reforma do Beira Rio e não à caixa comum do clube.

Então o conselho decide o que lhes for levado em pauta? Sim, mas não fica só nisso. Estão a cargo do conselho também as Comissões para Assuntos Especiais, como a de Obras. Cada comissão é formada por cinco conselheiros, escolhidos pelo presidente do conselho. Existe ainda o Conselho Fiscal, também com essa formação e que se renova de dois em dois anos.

Até aí se entende que o Conselho Deliberativo é uma interface entre a presidência e o torcedor, especialmente o sócio. Seria impossível levar à votação geral todas as questões, pra isso existe um número de pessoas que devem representar o consenso no Sport Club Internacional.

Mas o que acontece quando o conselho se compõe de maioria que segue um ou dois grupos? Pode resultar em presidente do conselho que escolha comissões formadas por sua turma, ou no presidente do clube ser aclamado e o sócio nem votar. É notório que atingimos um novo patamar de time e torcida por méritos de uma gestão promissora, mas e se os próximos anos forem de insucessos, quem pode contestar diante de um conselho dominado pelos que aí estão? Enquanto isso, na oposição de hoje vigoram nomes desgastados de um lado e inexpressivos de outro.

O Inter mudou graças aos méritos já mencionados e com isso mudou também o perfil do torcedor. É preciso entender que o atual conselho está formado em minoria por torcedores do concreto que, antes de mais nada, vivem o reflexo das decisões do clube. Não se vê conselheiro torcendo abaixo de chuva fria no inverno gaúcho às margens do Guaíba, ao mesmo tempo, são mínimos os torcedores que entram no conselho. O que existe são forças políticas consolidadas e que um dia foram os que hoje anseiam por espaço. O torcedor precisa, merece e quer espaço. Um lugar no conselho é a oportunidade pra isso.

A eleição para presidente significa apoiar ou rejeitar uma gestão. A escolha do conselho representa a renovação de um ciclo fundamental para a saúde do clube. É importante germinar agora sementes que um dia se tornarão forças políticas, do contrário cairemos numa alternância de poder entre poucos. Só chegamos onde estamos porque um dia um grupo de apaixonados pelo Inter dedicou-se a fazer parte do Conselho Deliberativo. É vital que se dê continuidade ao processo de revigoramento que freia o crescimento dos vícios de poder e que injeta novas vozes. Não se pode atrelar o destino de um Clube das dimensões do Inter a um único nome. É preciso incentivar o surgimento de novas caras entre as quais este mesmo nome fez escola, com exemplo de dedicação e competência, aliando ao aprendizado o espírito de torcedor consciente e participativo. O presidente é pra hoje, o conselho, pra amanhã.

Do Peru!

Não se fala em outra coisa. Todo mundo quer saber o que vai ser do Peru. Também, não é pra menos! A suspensão da Federação Peruana de Futebol pela FIFA tem por conseqüência a exclusão dos times peruanos das competições organizadas pela Conmebol.

Nesse contexto, Fernando Carvalho e Vitório Píffero foram a Assunção, Paraguai, para debater a questão. Estão certos. Nessas horas, dirigente de clube grande têm mais é que botar o Peru na mesa. Vai que o Nicolas Leóz decide botar o Peru pra fora. Tá cheio de gente querendo entrar na vaga do Peru!

O interessante é que nessa confusão, teve gente aqui do Rio Grande do Sul que também foi ao Paraguai, mesmo sem o menor interesse de ocupar a vaga do Peru. Pelo contrário! Na verdade, acho que foram lá oferecer uma vaga para o Peru. Fazer o quê? Cada qual com suas preferências.

O fato é que, por enquanto, a Conmebol não sabe ao certo o que fazer com o Peru. O que se pode afirmar, por mais constrangedor que seja, é que tem gente satisfeita, pois até a metade de dezembro, esconderam o Peru.



Mas o que realmente interessa é que a decisão, que pode dar uma vaga na Libertadores de 2009 ao Inter, ficou para o dia 17 de dezembro. Será que virá esse presentaço de 2 anos da conquista da Copa do Mundo de Clubes? Espero que a decisão a ser tomada nessa data não seja um presente de grego, como o Cavalo de Tróia, só que este, vindo de Assunção. Por favor, senhor Leóz, Cavalo Paraguaio o Rio Grande do Sul já tem o seu, não precisamos de mais um.

Enquanto isso, na Argentina, espero que nossos jogadores estejam com a cabeça no jogo, sem se preocuparem com os problemas do Peru. Confio nisso, afinal, vaga na Libertadores motiva dirigente e torcedor, mas jogador de futebol se motiva mesmo é com outra coisa: “La Plata”. Daí, sim, com a guaiaca cheia, nossos boleiros poderão se preocupar com o que vai ser do Peru. Mas antes disso, temos que vencer o Estudiantes.

Portanto, até lá, concentração total! Esqueçam o Peru!



segunda-feira, novembro 24, 2008

É HOJE?

Será que hoje teremos uma classificação para a Libertadores? A Conmebol se reúne e deve decidir quem entrará no lugar dos Peruano se a FIFA realmente for punir eles. Há a possibilidade de que o Inter nem precise ser Campeão da SulAmericana pois eles pode dar as 3 vagas aos Vices da Sula (Inter ou Estudiantes) e da Libertadores (FLU) e tambem ao Campeão. Isso seria legal mas tiraria um pouco da Final da SulAmericana porque temos que adimitir que boa parte da tensão (e tesão) dessa final é a possibilidade de ir a Libertadores de 2009. Acredito que saberemos mais em algumas horas.

Imagina o destino cruel se o Inter se classificar pra Libertadores e o Gremio perder as proximas 2 e cair fora dela? Kkkkk

Enquanto isso o Presidente da Ferderação Paulista diz que não teremos vaga alguma pois os Peruanos vão resolver o caso hoje mesmo.

PS:

Guto não tá pronto.
Pessanha não tá pronto.
Daniel Carvalho foi lamentavel ontem, novamente.
Luis Carlos foi goleador na Serie B mas isso é serie A. O Corinthians tambem só perdeu 2 na serie B, quero ver na Serie A.

domingo, novembro 23, 2008

Ma Sorte

Estamos na final e eis que chegou a hora de mostrar para que viemos e para onde vamos. 2008 prometera muito com um elenco invejavel, com o nossa arrecadacao crescendo an cada dia e ate com algumas modernizacoes no Beira Rio.
E bem verdade que faltou planejamento ja que alguns jogadores so foram contratados no meio do ano e alguns importantes nomes deixaram a casa com o campeonato em andamento. Tambem trocamos de treinador em um momento delicado , ja que nao tinhamos muitos nomes a disposicao e quem assumisse o posto ja estaria sob pressao.
Mas oque tambem nos faltou foi sorte por conta das constantes lesoes nao conseguiamos repetir a escalacao durante muito tempo.Pontos importantes foram perdidos em infelicidades, hora do nosso saudoso arqueiro campeao do mundo, hora pela quantidade de gols contra que anotamos.
No ataque perdiamos duzias de gols a cada jogo, a bola caprichosamente teimava em nao entrar ou entao tinhamos a noite prejudicada por bisonhos erros de arbitragem.
Chegamos entao ao final do ano e estamos mais vivos do que nunca e com excecao do Sorondo temos todo o elenco a disposicao.E bem verdade que estamos improvisando em alguns setores mas estes nao vem comprometendo.
Temos um bom esquema de jogo e vamos a La Plata com forca maxima e nao me surpreendera se ganharmos em solo gringo.
Esta nao hora de completar os espacos que ainda estao vagos na nossa estante e nada melhor que ganhar alguma coisa que nenhum conterraneo tenha conquistado.

Sulamericana, Sula

Carol Miranda é um ser interessante pois é uma atriz pornô "virgem", quem não conhece a história favor jogar este nome no Google e ver as páginas relacionadas.

Para quem ainda não conhece esse mito pornô saiba que ela é sobrinha da Gretchen e é uma atriz pornô virgem. Como isso pode acontecer?? Simples. Ela amarelou na hora.

Estou pensando nessa história, pois no vídeo que circula pela Internet com as cenas ela esta dando uma amarelada monumental. Coisa que não poderá acontecer com o Inter na final. Ela foi até o set de gravação, tirou a roupa e só faltava concluir o ato e o que aconteceu?? Na hora "H" a guria não aguentou e largou. Pediu Penico.

Acho que o Inter deve colocar os pés no chão e largar esse favoritismo que a imprensa e a time adversário estão tentando espertamente colocar. Quem não lembra no mundial o Barcelona botando 4 no América subir no salto e perder a final?? Ou do favoritismo do São Paulo na final da LA? Do Grêmio no último Grenal? E assim existem vários outros exemplos de times que quando chegaram na hora de decidir amarelaram.

Quero muito ganhar essa Sula, porque só falta esse título para completarmos todos os títulos sulamericanos - Libertadores, Recopa e Sulamericana - Hoje somente o Boca Juniors tem esses três títulos.

----

Editado: O inter trabalha na naturalização do zagueiro Sorondo, que ja tem um filho aqui no Brasil, e esta negociando com um atacante estrangeiro.

Abraço

Guilherme - Campo Bom

sábado, novembro 22, 2008

Vantagem Paulista em 2009

É preocupante ver o que pode vir a ser o Brasileirão de 2009. 3 Times Paulistas estão subindo para a primeira Divisão (MSI, Barueri e Santo André) juntando-se com San Pablo, Palmeiras e Santos. A Portuguesa (AINDA BEM) parece que vai cair, se não teriamos 7 Times paulistas no Brasileirão de 2009 o que da uma GRANDE vantagem aos Grandes de São Paulo que pouco teriam que viajar e jogos contra Santo Andre, Baureri, Portuguesa e até os grandes são praticamente jogos em casa. Imagina se o Inter pegasse Novo Hamburgo, Ulbra e Inter-SM no Brasileirão todos os anos...

Pelo jeito o Brasileirão terá 6 times Paulistas em 2009 o que mesmo assim dá um boa vantagem pra Palmeiras, Santos, São Paulo e Corinthians. O Brasileirão é praticamente um Paulistão.

Por isso não será nenhuma surpresa se mais um Paulista se sagra campeão Brasileirão em 2009. A Tabela claramente ajuda. É dever nosso torcer para que a Portuguesa caia, para o nosso proprio bem. E de bonus seria legal ver o Santos perder o resto do seus jogos, pena o Inter não ter ganho deles semana passada.

Ele sabia do que estava falando

Do ano de 2006 ainda trago muitas lembranças. São incontáveis os momentos que recordo daquela temporada mágica. Entre eles, um me veio à tona nos últimos dias. Foi uma frase proferida por um dos maiores símbolos da conquista da América. Fazia poucos minutos que o Horácio Elizondo tinha encerrado o jogo contra o São Paulo, naquela noite fria de agosto, quando o motorzinho Tinga proferiu: “cinqüenta por cento desta conquista é deles”. Ele carregava um guarda-chuva vermelho e branco, pulava feito criança e apontava emocionado pra Popular do Inter. O guri da Restinga não tinha dúvida: aquela torcida era tão impressionante quanto decisiva. E ele tinha razão.

A Guarda Popular Colorada surgiu em 2005. Não conheço muito bem a história, mas lembro que no começo existia a Popular do Gigantinho e a Popular do Placar Eletrônico. Com o tempo todos foram migrando pra trás do goleira iluminada do Beira-Rio. E esta torcida começou a fazer a diferença. Em 2006 a cada partida no Gigante, mais e mais torcedores se deslocavam até aquele local do estádio, onde não se pode sentar e nem parar de cantar. E aos poucos os cânticos da Guarda eram cantados por todos, não só no estádio. Não só por colorados. Quem pensa na Libertadores e não lembra do “Vamo, vamo Inter”? Quem não associa o título da América com o “Colorado, Colorado. Nada vai nos separar...”? A Popular tem sim, a sua parcela de contribuição naquela conquista. E depois dela a torcida tornou-se uma referência. Hoje, o Gigante é inimaginável sem aqueles “loucos” que cantam os 90 minutos haja o que houver, passe o que passar.

Claro que eu sei que nem todos são “santos”. Não gosto, por exemplo, quando o canto que vem daquele canto do estádio é do tipo: “vou matar um puto tricolor..” (inclusive, acho que a Popular faz referência demais ao Co-irmão). Também sei que tem muito interesse envolvido e sempre tem alguém que desvirtua o sentido da coisa. Tem gente ganhando dinheiro, tem gente que fuma, que bebe, que cheira. Tem sim, não sou cego, mas não acho que a maneira de evitar que estes poucos contraventores façam seus delitos seja eliminando o que há de mais bonito nas arquibancadas dos estádios.

Pois foi exatamente isso que a Brigada Militar oficialmente sugeriu ao Ministério Público, através do Coronel Mendes. Ele quer o fim das organizadas nos estádios gaúchos. No seu discurso, o Coronel disse que “não vê a contribuição destas ditas organizadas ao espetáculo”.

Não vou falar da Geral do Grêmio (aquela mesma que incendiou os banheiros no Beira-Rio, tentou quebrar o relógio do centenário, já jogou carrinho de pipoca dentro do gramado do Olímpico, já matou torcedores do Inter e agora quase se mataram entre eles). Pra mim, a Geral pouco importa. Agora, não podemos pagar pelos seus crimes. E digo não podemos, porque a “torcida que não usa armas” tem dado uma contribuição fundamental ao Inter nos últimos anos e, se ela for extinta, o Gigante vai perder muito da sua beleza. Pra quem vai ao Beira-Rio e vê o espetáculo produzido por aquela torcida existe uma certeza: o Tinga sabia do que estava falando. E se o Coronel Mendes não sabe é porque ele nem imagina quem o Gigante espera para começar a Festa.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Soy Loco Por Ti SulAmericana?

Pessoal eu tava pensando em fazer um mini-documentario da SulAmericana caso o Inter ganhe o titulo com distribuição gratuita, mas o problema vai ser falta de material (Video) já que por obvias razões não estou indo aos jogos. Eu tenho gravado alguns Globo Esportes e os jogos mas pouco alem disso. Então fica aí a sugestão para quem vai a Argentina e ao Beira Rio para levarem suas filmadoras e fazerem videos dos torcedores, jogos, entrevistas, conversas com outros colorados etc... Aí caso conseguimos juntar um material legal posso editar tudo para fazer o Soy Loco Por Ti SulAmericana. Em dois jogos dá pra gravar muita coisa boa, é só usar a imaginação. Caso você queira contribuir videos da Final entra em contato no seguinte EMAIL BlogVermelho@gmail.com

Charge Mexicano



Pra quem não entendeu é uma referencia a Seleção Mexicana que perdeu ontem nas eliminatorias mas acabou entre os 6 Classificados para a proxima fase....e o Chivas que tambem "terminou com 6"! É o Inter sendo reconhecido mundialmente. Por isso essas competiçoes valem muito!

quinta-feira, novembro 20, 2008

Torpedo by USA


´Este time sem o Edinho e com algumas bijouterias....`

Meio do jogo ontem lá no BR recebo um torpedo do Col-USA (olho na Fox) com a mensagem acima.

Pois é, acho muito engraçado os comentários da imprensa, direção, treinador e parte da torcida, tipo:
- O time agora ´encaixou` pena que foi muito tarde !

Por que encaixou ?
1 - Temos goleiro, antes não tínhamos.
2 - Temos alguém na LD que pelo menos fica ali, o Bolívar no lado esquerdo é horrível, todos DEMORARAM para perceber isto...e ninguém lá no Br foi capaz de dizer pro Tite.
3- Magrão não era o titular dos sonhos do Tite, é o Andrézinho (o dono do seu passe parece ser um ´grandão` no Inter.
4 - G Néry é ex-jogador, indisciplinado táticamente e sobra auto-estima quando ao seu futebol, pensa que joga muito mais do que joga(va), ia a à frente e dane-se o Bolivar e Guinazu, porque o Edinho consegue danar-se até num jogo como ontem.
5 - Temos um Zagueiro pela esquerda que sabe jogar ali, além de ser um orientador dos colegas no campo, este sim é o verdadeiro capitão da equipe, Álvaro, antes tínhamos o glorioso Orrorozco e Bolivar por ali, na frente do bom Danny Moraes
6 - Dalessandro é motorzinho que não deve ficar preso a uma posição, principalmente na direita onde pouco rende, ele é o Craque do time, não o Alex, (muitos, inclusive aqui no BV diziam que o Alex era superior ao Dale e que este não jogava nada... sem comentários). O Dale é um meia-articulador completo, faz todas as 04 funções, arma, chuta, desarma(divide bolas sem pipocar) e entra na área (faz gols). É o confeteiro do time, merengues é com ele.
7 - Um das bijouterias do time (podendo se transformar em jóia mais lapidada e valorizada é o Taison, mas pelo amor de Deus ! Tite, jamais no meio campo e NUNCA pela esquerda, ele na direita de 2º atacante, além de ajudar na marcação, joga em alta velocidade, o que pelo lado o caminho é mais fácil, pelo meio, sem espaço, não serve, é jogador de bola longa e espaços generosos.
8 - Com Bolivar mais preso à marcação, soltou-se mais o Marcão, fazendo com que durante os jogos o Inter jogue no 3.4.3 bem ofensivo [Bolivar, Indio e Álvaro, Edinho, Magrão, Guina e Marcão, Dale, Taison (Alex) e Nilmar] sem dar chanche de contra ataque para o adversário.

Só nós resta torcer e rezar que o Edinho não consiga nos tirar a Sula, pois se derem chance...

Ano que vem, tirando a naba-mor do time, colocando o Sandro ou Derlei, e se possível manter o Nilmar (ou contratar um equivalente), contratador uma boa ´biju` para a LD, aposto que o time ´encaixa` desde o início, com a espinha dorsal completa: Lauro, Indio (Danny) Álvaro, Guinão Magrão, Dale e Nilmar.

Vamo, Vamo Inter....

Eles combinam

A essas alturas a Sul-Americana tem a cara do Inter e vice versa. A competição teve início em meio de temporada, o colorado parece que começa por aí também. A princípio não tinha graça, igual a nossos empates pouco motivadores, que só não foram de jogar a toalha porque dois deles, ao menos, enalteceram a rivalidade doméstica.

Então a fase foi esquentando e o vermelho, se empolgando. Os galanteios ainda não eram convincentes, apesar de alguns lampejos. E a copa seguiu de escanteio pelos demais pretendentes brasileiros. Contudo, pra malandro e não mané, raspas e restos interessam.

Do caseiro à latinidade, Alex calou algumas Bocas, D’Alessandro chamou no tango e não é que Nilmar resolveu liquidar a tequila? Pô Golden Boy, não faz isso com a gente, lei seca (isso sim) é um porre. Pra amenizar a chatice, o garotinho embebedou quarenta mil pessoas num belo gol de cobertura em passe preciso de Taison, que fez grande partida. Magrão e Guiñazu correm os absolutos noventa minutos. Álvaro tem uma segurança que lhe afirma jogo a jogo.

Tá certo que Chivas não foi um concorrente assustador, mas Colorado e Sula já mostraram que podem render mais do que se imagina. Que casal! Ele brinca no verão, ela só chega por outono. Ele sofre no inverno e ambos se encontram com força total na primavera. Agora é quente. É final. Lá estaremos pelo bem do romance, cá pra nós, eles rimam.

É final e lá estaremos, mais uma vez, para garantir que seja feliz.

quarta-feira, novembro 19, 2008

CHIV4S!!!!


Uma partida perfeita. Correram até o ultimo minuto, mesmo ganhando de 4 a 0 e já classificado. A Torcida foi perfeita. A Homenagem a Dalegrave perfeita. A Fox Espanhol ficou de boca aberta com a dedicação do time.

O primeiro time Brasileiro a disputar a Final da SulAmericana. Agora temos que entrar contra os Argentinos sem sapato e com 100% dedicação. Vamos ganhar esse trofeu e ser o unico Brasileiro a tê-lo.

Lembrem a missão é colecionar titulos Internacionais. Quero ver o Inter como o maior clube da America do Sul e pra isso só acumulando trofeus de Libertadores, Recopa e SulAmericana.

Faltam 2 Partidas para um titulo inedito!

PS: So errei minha previsão dessa vez por 1 gol. Eu tinha previsto 3 a 0.



QUEM SOU EU?

Nesta altura da vida já não sei mais quem sou...

Vejam só que dilema!!!

Na ficha da loja sou CLIENTE, no restaurante FREGUÊS, quando alugo uma casa INQUILINO, na condução PASSAGEIRO, nos correios REMETENTE, no supermercado CONSUMIDOR.

Para a Receita Federal CONTRIBUINTE, se vendo algo importado CONTRABANDISTA. Se revendo algo, sou MUAMBEIRO, se o carnê tá com o prazo
vencido INADIMPLENTE, se não pago imposto SONEGADOR.

Para votar ELEITOR, mas em comícios MASSA , em viagens TURISTA , na rua caminhando PEDESTRE, se sou atropelado ACIDENTADO, no hospital PACIENTE.

Nos jornais viro VÍTIMA, se compro um livro LEITOR, se ouço rádio OUVINTE.

Para o Ibope ESPECTADOR, para apresentador de televisão TELESPECTADOR, no campo de futebol TORCEDOR.

Se sou baêêêêa, SOFREDOR. Agora, já virei GALERA. (se trabalho na ANATEL , sou COLABORADOR ) e, quando morrer... uns dirão... FINADO, outros... DEFUNTO, para outros.... EXTINTO , para o povão... PRESUNTO... Em certos círculos espiritualistas serei... DESENCARNADO, evangélicos dirão que fui... ARREBATADO...

E o pior de tudo é que para todo governante sou apenas um IMBECIL !!!

No entanto, uma certeza eu tenho. Sou tudo isso, mas também sou COLORADO!

E hoje é dia de atropelar o Chivas. Todos ao Beira-Rio, fisicamente ou espiritualmente. Apoiar, cantar, torcer. Os 90 minutos!!!!!

O Beira-Rio vai rugir!!!!!


terça-feira, novembro 18, 2008

Baiano não entende

Hoje eu tava na academia aqui perto de casa. Fui usando a jaqueta da Seleção Brasileira na Copa de 1998, onde tá escrito atras BRASIL. Só tinha umas 3 pessoas lá quando cheguei. Meia hora depois um cara chega pra mim falando em Ingles "Amanhã o Brasil joga contra Portugal" e eu respondi tambem em Ingles "Sim ... eu sei" aí ele fala que é Brasileiro e eu falo pra ele que eu tambem nasci no Brasil. Ele é da Bahia.

Aí ele me conta os seus planos pra ir na FERRY STREET (bairro em Newark a 20 milhas daqui onde há uma enorme população Portuguesa e Brasileira) para assistir o jogo. Ele me contou isso claramente com um baita enthusiamo, provavelmente porque é contra Portugal (os Gremistas para nos Brasileiros aqui). Mas aí eu falei pra ele já em Portugues "Mas tu sabe né amanhã tem um jogo MUITO mais importante que esse amistoso da Seleção" e ele me perguntou "Qual?". Eu falei "O Inter joga a semi final da SulAmericana contra o Chivas, jogo bem mais importante que amistoso da Seleção". Ele me olhou com um cara de confusão misturado com decepção não conseguindo entender porque eu não tô nem aí pra jogo da Seleção...ainda mais que eu tava usando uma jaqueta da Seleção. Ele tava de saída já e praticamente saiu pela porta da academia sacudindo a cabeça não entendendo que eu to mais preocupado com o Inter que a SeleNike.

E francamente tô nem aí pra Seleção mesmo, acho que parei mesmo de torcer por ela em 98 e 2005 só reforçou meu desgosto pela CBF. A Copa de 2006 então nem se fala. Vergonha total. A Seleção tem que se ferrar e se por acaso não se classificar pra Copa de 2010 eu não perderia 1 segundo de sono. Acho que até seria bom em muitos aspectos...como a seleção de Basquete dos EUA que andava apanhando tanto em competiçoes que finalmente decidiram levar a serio as Olimpiadas e jogaram pra valer na China.

Falando em academia. Essa que eu vou chama-se "Anytime Fitness" e tá aberto 24 horas por dia o que é bem legal pois as vezes eu vou as 10 da noite...as vezes detarde, normalmente procuro ir quando tem menos gente lá. Se quisesse poderia ir as 3 da manhã. Mas o incrivel é que depois das 8 da noite a academia fica sem supervisão, nenhum empregado lá, tu entra com uma chave eletronica, as vezes tu é a unica pessoa lá. O local tem cameras gravando e tudo mais mas todo equipamento fica praticamente exposto a pessoas mal intencionadas. O Dono deixou até um Laptop a 3 metros da Porta (com um pequeno cadeado) para mostar um video que fica rodando lá...o Laptop tá lá a 1 mês. Até agora que eu saiba não tiveram nenhum problema. Existe uma academia no Brasil que fica aberta 24 horas por dia com parte dela sem supervisão? Seria possivel algo assim?

PS:
Acabou-se o estoque de Livros de Fotos do BV no Mundial do Japão 2006 que meu Pai tinha em Porto Alegre. Hoje alguem levou a ultima copia (interesante é que era um Gremista comprando para sua namorada Colorada). Agora se alguem quiser so comprando direto da Editora no link da coluna direita do Blog Vermelho. O torcedor do Gremio até levou um DVD Soy Loco Por Ti Mundo e encomendou um SLPTAmerica que meu Pai não tem. Por sinal quem quiser um DVD do Soy Loco Por Ti Mundo em Porto Alegre meu Pai ainda tem com ele umas 20 copias do Filme em DVD (Manda Email para detalhes).

PSS:
Troquei o horario do Blog para bater com o horario de Brasilia em vez do horario local aqui nos EUA.

O Gênio da Lâmpada

Parabéns! Você acaba de encontrar o gênio da lâmpada do futebol! Como recompensa por tê-lo libertado de sua clausura neste pequeno artefato de metal, ele lhe concederá três desejos relacionados ao esporte bretão. Contudo, algumas regras deverão ser observadas, sob pena de se ter todos os pedidos desconsiderados.

Primeiramente, os pedidos devem respeitar os fatos ocorridos até o presente momento. Não se pode querer mudar aquilo que já aconteceu até agora. Portanto, não adianta pedir que o Inter seja Campeão Brasileiro de 2008. Lembre-se, você está falando com um gênio, não com o Luiz Zweiter.

Outra condição é que os pedidos digam respeito a um fato determinado, isto é, você pode pedir um título para uma determinada equipe, mas não pode pretender que essa conquista se repita todos os anos. Se até a seqüência de títulos gaúchos de 69/76 foi interrompida, você não vai querer que o gênio estrague a emoção do futebol, fazendo um time ganhar tudo para sempre, não é mesmo?

Mais uma condição a ser observada é que o seu pedido não pode conter outros implícitos. Assim, não se pode pedir simplesmente que o Juventude caia para a Série D em 2010. Para que isso aconteça, primeiro ele tem que ser rebaixado para a C em 2009. Então, não tente enganar o gênio fazendo dois pedidos em um. Para cada mudança futura, um pedido deve ser feito.

Agora, pense bem, aproveite esta oportunidade com sabedoria e faça os seus pedidos. Os meus, são os seguintes:

1°) Que a Conmebol conceda uma vaga na Libertadores de 2009 ao Campeão da Copa Sul-Americana de 2008 (óbvio);

2°) Que o Inter seja Campeão da Copa Sul-Americana deste ano (óbvio ululante);

3°) Que o São Paulo seja Campeão Brasileiro de 2008 (hehehe).

E você, que pedidos fará ao gênio?


Dessa Vida

Cada qual com sua filosofia. Eu não consigo me imaginar morando numa casa muito grande, ou tendo um iate, acho que nunca terei um iate. Mas eu posso me imaginar com filhos criados e viajando uma vez por ano pra qualquer lugar pitoresco. Eu não me imagino rica no futuro, se não almejo outras conquistas como, sei lá, reconhecimento, é porque tenho a resignação de pobre e nem sei. Pra falar bem a verdade, nem me apetece muito aquele tipo de prato pronto com molhos fortes e adornos visuais. Adoro um feijãozinho.

Jogador de futebol nos tempos modernos troca de clube por um principal motivo, o salário. A gente entende, não condena e deseja sorte. Mas quando um sujeito opta pela camisa, ambiente e torcida, conquista um respeito de ídolo que não há como comprar. Eu prefiro Guiñazu a Jorge Wagner.

A gente escolhe o que vai sendo na vida, embora não tenhamos toda consciência disso em cada atitude. Daí tudo se mistura, o que desejamos, sonhamos, com o que somos e não percebemos que somos. E segue o baile, num compasso entre agir e reagir.

No fim a gente conclui algo que deve estar presente nas próximas eleições coloradas, é mais importante produzir que possuir. O legado é mais importante que o indivíduo. E o seu foi grande, Arthur Dallegrave. Que os mais moços entendam a velha frase marcada em sua trajetória, dessa vida nada se leva. Melhor pensar no que fica.

Vá em paz. Grata por tudo que nos deixou.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Morre Arthur Dallegrave


Morreu o ex-Presidente Colorado Arthur Dallegrave. O nome dele é um dos primeiros que lembro da diretoria como torcedor colorado. Quando comecei a torcer pelo Inter Asmuz era o Presidente e pouco tempo depois entrou o Dallegrave. Ele tinha 78 anos e ao menos pode ver seu clube chegar ao titulo da Libertadores e Mundial algo que muitos colorados não tiveram tempo pra ver. Força a toda familia dele.

Dallegrave, 78 anos, sócio colorado desde 1947 e conselheiro desde dezembro de 1950, foi diretor de futebol juvenil em 56, vice-presidente de futebol amador em 64 e vice-presidente de futebol do Inter em duas ocasiões: 1966/67 e em 1976/77. Presidiu o clube em 1982/83 e foi 1º vice-presidente de 2002 a 2006. Atualmente presidia a comissão do Centenário do Clube.

Não tá nada ganho

Muita gente já tá cantando vitória contra o Chivas na Quarta e já tão sonhando com a Libertadores 2009. Acho que vale lembrar que o Chivas não irá a Porto Alegre para fazer passeio e que nunca deve se entrar em campo com a mentalidade de já ganhou. Nem os jogadores, nem a torcida. Vamos ficar atentos.

Quanto a Libertadores é como noticia de compra e vendas de jogadores, até for oficializado pela entidade que manda é tudo conversa fiada. Teria sido bem mais simples o Inter ter entrado na Libertadores pela Copa do Brasil ou pelo Brasileirão. Falhamos em ambos. O Importante é focar em ganhar a SulAmericana e mais um titulo Internacional. Colecionar titulos Internacionais é o que temos que continuar fazendo, isso ajudará o Inter a chegar ao Status na America do Sul (e Mundo) que todos nos desejamos...um de respeito como um tal de Boca Juniors. Ganhar um Mundial foi otimo mas temos que repetir titulos de peso para mostrar ao mundo que estamos aqui pra ficar.

Veja aqui a lista dos maiores campeões Internacionais. Milan e Boca tem 18 cada...nós temos 3 (Dubais, Gampers etc... não conta) então temos queacumular e acumular. Uma SulAmericana e Recopa ano que vem já nos levaria a 5 e logo mais estariamos aparecendo nessa lista.

É a era Internacional do Inter. TEMOS que ganhar essa SulAmericana, com ou sem Libertadores!

PS:

Tão sabendo que ontem o Al Ahly se classificou novamente para o Mundial? É a terceira vez em 4 anos. Vou torcer pra eles! A Torcida do Al Ahly nos ajudou na final contra o Barcelona, junto com a torcida do America do Mexico. Eles gritaram e cantaram com a gente. Merecem nosso apoio.

PSS:

O ridiculo do Mundial desse ano é que dos 8 times, 2 serão da Oceania, 1 da Australia e outro da Nova Zelandia. Tudo porque um time do Japão (Gamba...que nome...já pensou se o Al Garrafa e Pinga tivessem lá?) foi campeão da Asia abrindo uma vaga para o Vice da Oceania entrar em vez de mais um time Japones (como representante local).

domingo, novembro 16, 2008

Sede

Estamos acostumados com ela ,alem disso ouvimos todos os dias comerciais de bebidas e afins que prometem sacia-la. Nao e incomum tambem ouvirmos a expressoes "morrendo de sede" e " minha sede e insaciavel''.

Mas o mais curioso que ja ouvi a respeito foi " castigue sua sede ate nao aguentar mais pois quando a sacia-la percebera a importancia da agua e quanto podem ter valor as pequenas coisas''.

Emcaixa-se perfeitamente no nosso contexto ja que para nos o ano ja estava perdido e a sede de titulos parecia que nunca seria saciada. Eis que temos a chance de matar a sede em um rio de aguas internacionais que corre por toda a extencao das Americas.

Pode ser ate o primo pobre do rio LA, mas quem tem sede nao espera, quem tem sede a bebe ate o ultimo gole , aproveitando ao maximo seus sabores, refrescando-se e mantendo viva a maquina que nunca pode parar.

Muitos podem ate dizer que o rio esta poluido, esperando estes beber de aguas mais profundas e com ate mais sabor , esquecem-se estes que talvez nao tenham pernas para alcancar a margem, o provavel e que cansen a poucos metros e nao tenham a agradavel sensacao de beber uma so gota de agua alguma.

Facamos desta agua que estamos prestes a beber a fonte da forca para alcancarmos margens ainda mais profundas e aguas ainda mais cristalinas. E como precavidos que somos teremos conosco alguns recipientes e neles faremos reservas que poderao ter muita importancia em um futuro nao tao distante. Seja como for de sede nao morreremos e para os vivos e precavidos a vida sempre reserva boas surpresas.

sábado, novembro 15, 2008

E vamos Inter só te peço este campeonato...

Passei mais de 20 anos saboreando o que não experimentei. Quase que toda a minha vida me orgulhei do que não vivi. Minha história era a história dos meus antepassados. Eu quase nem tinha história. Torcer pelo Inter sempre foi um dos meus maiores prazeres, mas era um prazer meio amargo, com um gostinho de vencido. Sempre sonhei em ver o verdadeiro Colorado das Glórias e este dia teimava em não aparecer. Em toda minha infância e adolescência minhas alegrias e conquistas eram baseadas num passado que eu não presenciei.

Mas o mundo girou e quando percebi nós éramos o Dono Dele. Vencemos a América e o Planeta e todos os sonhos de criança se tornaram realidade. Porém, o mundo não parou, ainda temos ambições, queremos ser cada vez maiores. Ainda queremos ver o Colorado em vôos cada vez mais altos. Queremos ser reconhecidos em todos os cantos da Terra. Queremos que o Sport Club Internacional continue sendo aplaudido por todos. E parece que a sorte resolveu sorrir outra vez para o Inter.

Quando muitos achavam que 2008 seria um ano em branco, estamos prestes a ver a América em branco e vermelho, outra vez. Pela terceira vez em três anos. E pra todos que acham que não tem o mesmo sabor, digo com convicção: eu não perdi a humildade que me fez enxugar as lágrimas e partir para outra durante duas décadas. Eu que vibrei com tão pouco por muito tempo, tenho muito orgulho de ouvir: o Internacional é o Brasil na Sul-Americana.

E se somos o Brasil vamos representá-lo bem, como temos feito nos últimos anos. Não podemos esquecer que os últimos quatro títulos conquistados por brasileiros em competições internacionais são do outrora chamado, com menosprezo, de Sport Club Regional.

Vencer a Sul-Americana pode salvar o nosso ano sim. Só faltam três jogos e já somos quase finalistas. Voltamos a fazer história. Vencemos em dois dos maiores estádios do continente. Passamos pelo Co-irmão, pelo todo poderoso Boca Juniors e voltamos a ser notícia na imprensa internacional. Chega de ranço e choradeira. É hora de voltarmos a nos ver como o Orgulho do Brasil e fazermos com que nossas vitórias sirvam outra vez mais de Modelo a toda Terra. Afinal, eu daria a vida por um Campeonato, uma Taça a mais...

sexta-feira, novembro 14, 2008

A Dinastia

Em decorrência do pleito colorado de que o Campeão da Sul-Americana ganhe uma vaga na Libertadores, surgiu mais um fato que facilitaria a inclusão do nosso Clube no principal campeonato do Continente de 2009: uma punição à Federação Peruana. Motivo: intervenção do Governo. Por qual motivo a FIFA não aceita esse tipo de "intervenção"?

O governo de um país, quando democrático, representa o seu povo, porque é eleito por ele. O que há de tão errado em o presidente de uma federação esportiva, de qualquer esporte, ser indicado ou regulamentado pelo Governo? O motivo é evidente: contraria o mecanismo de Poder das Federações.

A FIFA têm uma imagem bem melhor no inconsciente coletivo do que a CBF, mas a história de poder de ambas é intimamente ligado. João Havelange, o Presidente de Honra da FIFA, é o patriarca das duas. Ele foi presidente da antiga CBD, depois foi eleito presidente da Federação máxima do futebol, em 1974. Dizem que assumiu a FIFA com 20 dólares em caixa, e a deixou com 4 bilhões. Quando cansou, cedeu lugar para Josef Blatter, que era secretário-geral de Havelange desde 1981. Blatter venceu a disputa de Lennart Johansson, que tinha apoio do Pelé (que até hoje tem relações ruins com Teixeira).

Quem vota na escolha do presidente da Federação são as confederação nacionais. E quem vota nas entidades nacionais? Os clubes, que sabemos, nem todos são democráticos.

E como, enfim, funciona o mecanismo de pressão? Ora, vota-se no Novelleto, porque ele foi indicado pelo Perondi, o vice da CBF. Ricardo Teixeira também foi “rererereeleito” com voto do Inter. Motivo para nos revoltarmos contra nossa diretoria? Não. Se tu vota contra os "donos" das Federações, tu corre sérios riscos de represálias por parte de "instituições" de controle e pressão política: STJD, Paulo Schimit, Zveiters, Globo e deverivados. Teixeira conseguiu fazer a Globo “ganhar” a “concorrência” para transmitir a Copa de 2010 e 2014 juntas. E a Globo, por sua vez, aproveita-se da “vitória” sobre a concorrência e cala-se em críticas à CBF. Alguém viu criticarem a CBF pela Fonte Nova, por exemplo? Alguém viu o sistema Globo criticar o Zveitão 2005?

É assim que nem ouvimos falar sobre votações, eleições e debates sobre a FGF, CBF, Conmebol e FIFA. Elas tem donos e pronto, não é? Noveletto está lá e continuará por muito tempo, Teixeira ficará até cansar, Nicolas Leoz, idem, Blatter também. Mas parece que ele já tem data para sair.

DIZEM QUE EM 2015, APÓS A COPA, SAI BLATTER E ENTRA RICARDO TEIXEIRA, EX-GENRO DO JOÃO HAVELANGE, O REI.

Enfim, o futebol é uma monarquia. E viveremos sob a dinastia Havelange por muitos anos. Sempre pensei que o "Governo" deveria criar uma lei regulamentando eleições nas federações esportivas, limitando as reeleições, mas as notícias da questão da Federação Peruana fez eu perceber a minha ingenuidade.

---------------------------------

Para ler um pouco mais sobre a eleição Blatter x Johansson em 1998, clique aqui.

Nelson

12-Nov-2008 23:59
Não jogou nada, mas blá... Quarta-feira lá no Beira Rio.


Eu ia te escrever um comentário. E porque não publicá-lo aqui, né? Começo na noite (quase fim) anterior e te respondo: Sim, quarta lá.

Seguindo, esse time foi fraco no Brasileirão, mas com tempo encaixou. Sofreu bastante com a lesão do Guiñazu logo após o grenal, mas soube suportar e com a volta do argentino, se soltou. Acho que o Lauro contribuiu sensivelmente pra isso, Clemer estava o retrato daquele time inseguro e cansado. Outro que veio no mesmo clima do atual goleiro foi Álvaro, que é bom.

Pois é, a questão das qualidades individuais na zaga & um conjunto esquisito me intriga também. Gostei da idéia do Índio no lugar do Bolívar e vice-versa. O Índio marca de cabeça, tem sete gols no nacional, acho até que o vacilo dele no último jogo foi ter se atirado pro ataque, daí o porquê de eu ter escolhido Álvaro como grande atuação da noite, nos livrou de tomar pelo menos dois gols iminentes. Mas acho que deveriam escalar o Danny Moraes pra essa posição no time reserva, que joga o Brasileirão. E assim vamos de Bolívar e Marcão até o fim da Sulamericana, ainda que o primeiro troque de lugar com Índio. Eu nem trocaria Edinho por Sandro. Gostem ou não, ele usa a braçadeira de capitão e mandá-lo à reserva forçaria uma decisão que não precisa ser tomada agora, quem seria o capitão? Sandro pode fazer companhia ao Danny, esse Brasileiro ainda pode render bons jogos, então, bota pra correr.

Andrezinho tremeu, mas não comprometeu. Os demais é isso, incontestáveis: Magrão, Guiñazu, D’Alessandro, Nilmar e Alex. Pô, se nos falta na lateral, sobra do meio pra frente. Também não sei por que essa equipe deslanchou tão tarde, mas quando jogam, dá gosto de ver. Foram dois golaços ontem e D’Alessandro nem em campo estava. Teve quase gol do Chivas, mas também uma na trave do teu amigo Delírios Tremens, outra do Magrão que passou por fora, pertinho e mais um gol do Nilmar, mal anulado.

Hoje revi a campanha de Alex, marcou muitas vezes no Gauchão. Prova de que não é perda de tempo o nosso campeonato, Alex tem 31 gols na temporada e alguns destes em cobranças iguais às do último confronto. O cidadão de Cornélio Procópio calibrou a canhotinha no estadual e a essas alturas gasta a bola.

Não vou comentar a declaração do Fernando Carvalho, não ouvi o contexto em que foi dita.

Abraço e até quarta.

Lembra do Grenal dos Banheiros Quimicos?

Me desculpem mas a justiça Brasileira é uma píada de mal gosto. Pelo jeito os Banheiros Quimicos magicamente entraram no estadio se jogaram no Gramado e botou fogo em si mesmo. Pelo jeito a justiça Brasileira não tem Video cassete player pra passar a fita com os vandalos claramente fazendo a baderna. Que píada, da nojo.


DECISÃO TIRADA DA PÁGINA DO TJ

Absolvidos, por falta de provas, os acusados
de baderna durante Gre-Nal no Estádio Beira-Rio em 2006

A 4ª Câmara Criminal do TJRS manteve a absolvição de dez torcedores acusados de baderna e queima de banheiros químicos em 30/7/2006, durante o Gre-Nal disputado no Beira-Rio. A decisão é desta tarde (13/11) e foi unânime. O colegiado entendeu que não é possível a condenação, por falta de provas, mantendo a sentença da Juíza Kátia Elenise Oliveira da Silva, então na 1ª Vara Criminal do Foro Central da Capital.

“Quando o crime é obra de uma multidão, não sabemos como encontrar os verdadeiros culpados e não podemos puni-los”, disse o relator, Desembargador Gaspar Marques Batista, citando Scipio Sighele.

Fato

Em 30/7/2006, entre 16 e 18 horas, os acusados teriam causado incêndio, expondo a perigo a integridade física e o patrimônio de outras pessoas. Outro grupo de denunciados teria destruído e inutilizado coisas alheias, os banheiros químicos. Ambos os clubes colaboraram com a Polícia Civil na fase de Inquérito Policial.

O Juízo da 1ª Vara Criminal do Foro Central julgou improcedente a ação penal para absolver os acusados por falta de provas suficientes para que fossem condenados.

Tribunal

Para o Desembargador Gaspar, “tudo indica ter havido crime de multidão, isto é, daqueles acontecimentos onde é impossível responsabilizar alguém, sob pena de cometer-se injustiça”. Para o magistrado, os fatos ocorreram “muito mais por omissão das autoridades, que deixam de exibir a força policial com antecedência, demonstrando que o estado-polícia não titubeará em agir com dureza, se for preciso”.

Prosseguiu o Desembargador-relator: “Nessa modalidade criminosa, é comum que incitadores participem de forma a não serem flagrados pelas câmaras de vídeo, que só captam a ação dos que intervém diretamente no fato criminoso, levados pela paixão ou pela emoção”. E continua: “Outras vezes, o sentimento é tão forte que a ação de alguns desencadeia uma incontrolável euforia, levando outros de roldão, envolvidos na torrente emotiva”.
“A sentença de primeiro grau captou bem essa realidade, quando diz que não se pode desconsiderar que em multidões, como no caso em tela, a ação de uma pessoa, obrigatoriamente, produz em outro indivíduo uma reação”, afirmou o julgador. “No caso dos banheiros que foram jogados, como consta nas fotos e nas filmagens, foram lançados contra um grupo de pessoa, que possivelmente para se defenderem, os empurraram em outra direção, e assim, sucessivamente”, concluiu.
Acompanharam o voto do relator os Desembargadores José Eugênio Tedesco, que também presidiu os trabalhos, e Aristides Pedroso de Albuquerque Neto.
Proc. 70026687814
----------------------------------------
----------------------------------------
EXPEDIENTE
Texto: João Batista Santafé Aguiar
Assessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arend
Publicação em 13/11/2008 16:13
LINK
http://www.tj.rs.gov.br/site_php/noticias/mostranoticia.php?assunto=1&categoria=1&item=73799
Envolvidos no incêndio dos banheiros químicos
João Fernando Pacheco Brum
Alexandre Rodrigues Falci
Marcelo Falci Rodrigues
Gabriel Castro da Silva
Cristiano Roballo Brum
Luciano Prestes da Silva
Alexandre Lima
Juliano Franczak
Carlos Eduardo Crivellaro
Diego Manoel Correa Brum
Simone Menezes de Paula
Agressores do FERNANDO CARVALHO
Rodrigo Marques Rysdyk, o Alemão
André Zimermann
Ney Martins Neto


quinta-feira, novembro 13, 2008

Chivamos, chivamos Inter


Pois é, depois daquele primeiro tempo horroroso, desencantamos...

Como é difícil ver um time da qualidade do Inter, perder os 45 minutos de ontem e digamos assim um ano todo (ou 02 anos), jogar como se parecesse um time vegetativo, sem vontade, etc... (isto também aconteceu no jogo da Bombonera) e repentinamente, colocar a bola no chão e jogar.

Por que uma defesa de jogadores individualmente bons, às vezes parecerem uns velhos balofos que qualquer criança de 15 anos passa voando ?

Ontem o Marcão e Edinho pareciam estar jogando nosso já tradicional futibas dos Blogueiros, passou por mim, deixa assim, afinal estamos nos divertindo. Índio parecia um zagueiro iniciante marcando a bola ao invés de marcar o atacante, os que se salvaram foram o Lauro (calmo, atento, confiante, etc...), como é bom ter um goleiro, nada excepcional, mas um goleiro, Álvaro, excelente, seguro, experiente, raçudo. Bolívar tem razão em querer ser zagueiro, pois na lateral dá sono no apoio e susto na marcação.

Neste atual contexto de final de ano, está caindo de maduro Indio na LD, Bolivar, Álvaro e Marcão.
Edinho, sem mais palavras para tanta ruindade e injustificável braçadeira de capitão.
Magrão e Guina como sempre ´carregando o piano` do time, bem ou mal, dependemos deles para ganhar o meio-campo, ontem foram razoáveis, mas o razoável deles é ótimo comparado com o ótimo do Andrézinho, que ontem até foi bem, mas não é jogador pro Inter (no máximo um reserva de um time regular, que não é o que desejamos pro Inter em 2009). O Andrézinho tem uma movimentação corporal ´delirius tremens`, ou seja o que parece tão simples fica complicado e vice-versa, mas ontem foi importante, no 2º tempo, pelo menos correu, combateu, querer que ele jogue é querer demais...

Nilmar é o mesmo de sempre, não tem bola perdida, ontem pareceu mais consciente nos chutes, o gol injustamente anulado e o gol feito foram chutes certeiros, rasantes, o alucinante ritmo de jogo dele muitas vezes atrapalha no momento decisivo, mas com ele no time nenhuma zaga ´descansa`, aliás, aquele zagueiro do Chivas parecia um ´barril de chope` ou de ´carvalho`.
Alex, primeiro tempo, sonolento, no 2º tempo um pouco melhor, bateu rasteiro um escanteio da direita e demorou ´horas` para volta a aparecer na tela, caminha em campo, mas quem somente olha no compacto, verá que ele participou de quase todos os lances ´perigosos` e tem acertado o pé como nunca ´dantes neste país`...ehehe, portanto, bom prá ele, ótimo para nós.
Se tudo correr bem, vamos à final da Sula, se tivermos muita sorte e influência, vamos à LA2009.

Não gostei nadinha da campanha eleitoreira do FC nas rádios, oportunista e desleal...condicionando sua permanência no futebol só se o Pífero ficar...

Chivas on the Rocks

2 a 0

Nilmar
Finalmente
Alex
Seleção

Craque
Final
SulAmericana
Eleição

Centenário
Libertadores?
Cicinho
Fernandão

Timaço
Bi
Tetra
Campeão

quarta-feira, novembro 12, 2008

Vergonha do... Brasil

Um dos colegas e frequentadores de BV, a qual peço desculpas mas não lembro o nome, postou um dia desses referência a um ótimo texto escrito nas páginas da globoesporte.com. O texto encontra-se no blog do torcedor do Vitória e é de autoria de Fábio Monteiro.

Para quem não sabe, cada time tem um blogger (ou bloguista) que é responsável por escrever sobre seu time do coração. A página do nosso ilustre colorado até ano passado era escrito pelo nosso prezado colega Malafa, e atualmente o posto é ocupado pelo Mateus Reck, que pode ser acessado aqui.

Apenas para contextualizar, no jogo entre Vitória e Flamengo, no Barradão, algumas semanas atrás, uma grande parte das arquibancadas foram tomadas pela torcida rubro-negra, que como é de conhecimento de todos, tem muitos seguidores no Norte e Nordeste do país. Como vocês podem verificar na foto abaixo, uma faixa foi estendida ao lado da parte tomada pelos flamenguistas, o que causou revolta e mereceu repúdio pela imprensa carioca. Uma forte crítica foi feita no blog do torcedor do Flamengo gerando grande repercussão na rede.



Reproduzo aqui, na íntegra e sem formatação a réplica elaborada pelo Fábio, texto que eu me referi no início do post. A leitura é bastante extensa, mas coerente e digna de elogios. Repasso também o link para o texto original.

Segue:

"Ao contrário da forma agressiva do blog do Flamengo. Venho por meio desta, rebater, sob o ponto de vista do Marketing, Comércio, Mídia e Políticas Públicas, às críticas e os posicionamentos equivocados da torcida flamenguista naquele espaço como a todo time que tem grande torcida na região nordestina e que viraram uma “arara” com a faixa “Vergonha do Nordeste” exposta no jogo Vitória x Flamengo, na última quarta-feira.

Para o Flamengo e Corinthians, especificamente, será muito ruim que os nordestinos parem de torcer para estes respectivos clubes. Pois perderão receitas com venda de produtos oficiais, expansão de assinaturas de TVs no meio cibernético específicas como a FlaTV e a similar corintiana; perderão força nos estádios nordestinos, já que não haverá tanto torcedores em seu favor e por fim a mídia que os propagam perderão audiência em detrimento dos times locais.

Se no discurso deles reinam a defesa da democracia, do livre arbítrio de torcer para quem quer que seja e que não há manipulação da mídia em escolher o time que o povo tem que torcer. Eu queria saber por que Grêmio e Internacional, ambos campeões mundiais, brasileiros, de Libertadores não possuem uma grande torcida no resto do Brasil?

Por que a maioria das transmissões enfatiza apenas o rubro-negro carioca e o alvinegro paulista? Só existem estes dois clubes no país? Só eles merecem ser “incentivados” a aumentarem o número de torcedor-consumidor? Por que o São Paulo Futebol Clube, o maior time brasileiro da atualidade (em títulos, gestão administrativa e financeira), não tem tanto espaço e valorização na mídia como os outros dois têm?

Por que a transmissão regionalizada encontra tanta resistência nos bastidores das principais emissoras do nosso país? Porque sabem que regionalizando as transmissões futebolísticas aumentará o interesse dos nordestinos em agarrar seus times locais e isso gera receitas, crescem os sócio-torcedores e conquistas de melhores patrocínios aos times daqui em detrimento dos times do eixo RJ-SP. Pois, a empresa que percebe que tal time de tal região tem um grande potencial de consumo e lucro, com certeza irá se interessar em patrocinar e elevar tal time, de tal região.

O interior da Bahia, mesmo em pleno século XXI, só possui transmissão do RJ, ou seja, com todo apoio das emissoras abertas e fechadas de TVs, que optam em incentivar a torcer pelos times cariocas e paulistas, principalmente ao Flamengo e Corinthians. É bastante comum encontrar nordestinos que torcem pelos dois clubes ao mesmo tempo.

A torcida do Flamengo é a maior torcida do Brasil apenas por isso, não por terem boa estrutura, ou ser um Clube competente, afinal, é o que mais deve no Brasil, frutos de seguidas administrações ridículas e amadoras.

A faixa colocada foi neste sentido. De chamar à atenção dos torcedores do Nordeste em abraçar seus times, pois ao valorizarmos nossos times iremos contribuir para o crescimento do mesmo em médio e longo prazo. Pois passaremos a comprar produtos do time e ser consumidor do mesmo – Gerando renda, que gera lucro, que gera investimentos na formação do elenco e infra-estrutura.

Quem é baiano e conhece a região do Barradão sabe como este bairro passou por diversas melhorias pela prefeitura da cidade ao longo dos anos, justamente pelo crescimento do Vitória. Escolas e creches foram construídas, melhorias no asfalto, transporte, saneamento, eletricidade e segurança melhoraram muito no bairro da Canabrava, que hoje se chama Nossa Senhora da Vitória.

Recriminamos sim a alienação que faz um cidadão pegar mais de 500 km de estrada para torcer contra o time de sua terra natal e que ainda hostiliza o recinto esportivo e a cidade-sede do clube baiano. Somos um povo maltratado. Historicamente, sofremos com desenvolvimento econômico pífio e necessidade crescente de buscar o eixo de maior desenvolvimento do nosso país como referência de sucesso, porém somos tratados como seres inferiores, dotados de deficiência mental e outros absurdos verdadeiramente xenófobos e preconceituosos.

A oportunidade que temos de fortalecer nosso povo e nossa região se apresenta em inúmeras esferas, entre elas o esporte. E é histórico a constante transmissão de jogos dos times cariocas e paulistas em todas as semanas; incentivando com comentários tendenciosos quando esses jogos incluem clubes nordestinos; dando praticamente 100% do tempo de seu telejornal esportivo nacional para os clubes do eixo. Isto tudo é o que se pode afirmar dentro da esfera da legalidade.
Não podemos afirmar nada em relação ao obscuro.

A vocês que se julgam defensores da democracia, que democracia é esta que não oferece ao cidadão do interior nordestino a oportunidade de conhecer os clubes de forma igual e decidir por quem quer torcer? Para quem você torceria, meu caro, se assistisse jogos do Palmeiras, por exemplo, todas as quartas e domingos desde sua infância?

A escolha dos nordestinos menos favorecidos pelo Flamengo não é democrática, posto que esta é imposta. É fácil defender a democracia quando se está no topo, não é? Ou você acha que Hitler não se julgava justo?

Aí você cita as “glórias” do Flamengo e de outros clubes do eixo, como argumentos para a escolha do time. Você analisou os títulos do clube antes de escolhê-lo? Se o fez, aconselho a procurar um psicólogo. A escolha do clube de coração está para além de derrotas e vitorias, está ligada a identidade, a elementos que te fazem sentir parte daquela agremiação, daquela forma de encontrar no futebol - características do seu Estado, do seu íntimo, do seu povo e pessoas do seu convívio.

Ser torcedor é muito mais que querer ganhar sempre, é se unir a elementos que o configuram como indivíduo socializado detentor e defensor de uma determinada cultura. Aqui existe torcida sim, e se não atingimos um grau de projeção nacional e internacional é porque existem pessoas que ficam assistindo o “time do coração” pela TV.

Tudo isso é uma colonização nefasta que assola muitas cidades (principalmente) do interior dos estados do norte e do nordeste. Por tudo isso, a torcida nordestina do flamengo e de outros times do eixo é sim, a vergonha do nordeste: não por eles em si, coitados alienados, mas por serem a prova física da manipulação antidemocrática da mídia nacional.

Graças a Deus, isso está mudando e atitudes como esta da torcida do Vitória mostram que em breve os nordestinos darão um basta a esta imposição midiática. Como é de costume, quando revoluções estão em curso, aparecem os reacionários como os de agora: os torcedores dos times, as emissoras de televisão e os presidentes dos referidos clubes.

Saudações Rubro-Negras Baianas!"

-----

Sinceramente fecho 100% com o texto acima reproduzido. Chega a ser frustrante ver o quão pequeno é o espaço destinado a nosso clube na mídia nacional (seja em programas esportivos, transmissão de jogos ao vivo, contratos publicitários). Falo isso porque residindo em Angola, vejo que a Globo Internacional prefere transmitir Vasco x Náutico do que Inter x São Paulo, isso pra ficar numa breve exemplificação de onde quero chegar.

Não foquem o texto no conceito de que um torcedor não pode torcer para o time que quiser; não é esse o ponto em questão; cada um torce para quem convém, para quem se identifica, não importa a distância. No entanto, com tanta imposição midiática, a escolha passa muito mais por uma coerção dos meios de comunicação do que propriamente uma identidade. E é esse ponto que quero tocar.

A pergunta que faço, e repasso a você, leitor do BV, é como o Inter pode mudar esse quadro? Como o Inter pode projetar sua marca, aumentar sua visibilidade na mídia, seu número de torcedores e sua popularidade? Com a palavra, você, torcedor.

Vaga na Libertadores??

A Zero Hora escreveu hoje que dia 25 a comnebol vai anunciar que o Campeão da SulAmericana disputará contra o Campeao da Libertadores uma vaga para a Libertadores 2009, ja que supostamente o Campeão da Libertadores não terá mais entrada direta na competição do ano seguinte. Seria então a disputa durante a Recopa?

Vamos ver agora quanta credibilidade tem a Zero Hora. Se for uma noticia falsa será lamentavel circular tal noticia. Agora todos os colorados tem mais uma esperança pra ir a libertadores em 2009. O que até assusta porque o Inter tem feito de TUDO pra NÃO chegar a Libertadores, entregamos a Copa do Brasil para o Sport e entregamos as vagas no Brasileirão para times com Obina, Gil e Leo Limas da vida. Vamos ver se não jogamos essa fora tambem. Se é que ela realmente é verdade.

História: ZÉ RIOS



Uma historia desconhecida pela maioria dos Colorados com menos de 35 anos de idade, mas que nunca consegui esquecer é a historia do Zé Rios. Lembro bem, era o campeonato do Tri Invicto, meu primeiro campeonato como Colorado. O jogo era no Beira Rio contra o Desportiva do Espirito Santo. Num cruzamento pela direita (talvez escanteio) o centroavante colorado Bira subiu para cabecear e acertou a cabeça do Lateral da Desportiva Zé Rios. Rios caiu e não se levantou mais.

Depois disso lembro que o Inter havia prometido fazer um amistoso para arrecadar dinheiro para ajudar Ze Rios e sua familia, mas a partida nunca foi realizada. Achei esse comentario do nosso Raul no Orkut sobre o caso:

"Apesar da imprensa divulgar isso seguidamente, Zé Rios não morreu poucos dias depois do jogo (para ser sincero, nem sei se realmente ele já morreu). Em 1980, quase um ano depois, Valdomiro ainda se esforçava tentando organizar um amistoso do Internacional com a Desportiva, para ajudar o Zé Rios. E isso que o Valdomiro já não jogava mais no Colorado.

Em dezembro de 1983, a Seleção dos Atletas de Cristo jogou contra a Seleção Capixaba, em benefício do Zé Rios, que ainda vivia.

Depois disso eu não tenho mais referências a ele, mas 4 anos depois do acidente ele ainda estava vivo."



Muitos momentos tristes naquela epoca. Benitez alguns anos depois quase morreu no gol do Inter. Adilson centroavante reserva (do Bira) em 79 morreu com a esposa dirigindo até São Paulo, ponteiro Direito nordestino Adavilson que havia passado pelo Inter (para substituir Valdomiro) tambem morreu em acidente de carro. Adavilson tinha um canhão no pé direito mas nunca deu certo no Inter. Lembro que o acidente foi muito violento. O Lateral Carlos Alberto Barbosa que passara tambem pelo Inter (e tambem a seleção) morreu em campo jogando pelo Sport nessa mesma epoca.

O que será que aconteceu com o Zé Rios?

Scan do Pedro Luiz

PS: Passamos pelos 3 anos de Blog Vermelho semana passada e esqueci de comentar. Parabens a todos que participam e fazem esse blog!


terça-feira, novembro 11, 2008

A HORA DO DC?

Com a saída do D'Alessandro do time por causa do seu mal estar, não seria a perfeita hora do Daniel Carvalho mostrar porque veio? Se o Tite der chance a ele, espero que ele aproveite e acabe logo com as duvidas quanto ao seu futebol.

O Daniel Carvalho teve um bom começo no Beira Rio mas tambem não passou tempo suficiente no Beira Rio pra se estabelecer como craque ou idolo. Se não me engano ele jogou talvez 1 ano como titular e olhe lá. Teve umas boas partidas mas tambem não fez o suificiente no Beira Rio pra fazer um DVD...pra ser sincero não me lembro de muitos grandes momentos do DC com a camisa do Inter. Quando começou a embalar saiu e foi pra Russia que na minha opinião não é lá grandes coisas. A Russia não é a Italia, Espanhã, Alemanha ou Inglaterra. Acho que nem uma França é. E de lá ele nunca saiu.

Seria esse o verdadeira Daniel Carvalho, esse dos ultimos 3 meses? Ou será que realmente tem um craque em potencial ali? Acho que Tite deveria coloca-lo no time porque tá mais que na hora dele mostrar serviço de verdade.

Mexicanos

Na Libertadores de 2006 enfrentamos os mexicanos do Pumas na primeira fase. Duas vitórias, ambas de virada, foram fundamentais para a classificação em primeiro do grupo e com a segunda melhor campanha geral da primeira fase. O Pumas era o vice-campeão da Sul-Americana, tendo perdido o título para o Boca Juniors na Bombonera. Foram partidas difíceis para o Inter, especialmente a do Beira-Rio, na qual o time protagonizou uma das viradas mais emocionantes que já tive o privilégio de assistir.

No ano seguinte, enfrentaríamos outro mexicano, o Pachuca. Este, não apenas vice, mas campeão da Copa Sul-Americana, razão pela qual se credenciou para disputar a Recopa. Dois jogos bastante distintos marcaram aquela competição, com uma derrota por 2 a 1 em solo mexicano e uma arrasadora vitória de 4 a 0 no Beira-Rio. Mais uma vez o Inter superava um time mexicano em busca de um título oficial da Conmebol.

Mas também na Copa do Mundo de Clubes de 2006, embora não tenhamos jogado contra nenhuma equipe mexicana, é inegável que a participação do América, enquanto campeão da Concacaf, ficou marcada e será sempre lembrada quando se falar do título mundial colorado. Alguns torcedores até sonhavam com a possibilidade do América eliminar o Barcelona na semifinal, vislumbrando a possibilidade de uma final menos dramática para o Inter. Contudo, a goleada sofrida pelos mexicanos diante do time catalão só aumentou a dramaticidade da finalíssima.

Bueno, eis que estamos em busca de mais um título internacional inédito e, de novo, nos deparamos com um time mexicano: o Chivas Guadalajara. Eu já torci para o Chivas. Foi em 2006, na semifinal da Libertadores, contra o São Paulo, mas eles não fizeram frente. Eu gostaria que o Inter fizesse a final conta os mexicanos pois, além de teoricamente mais fracos que o tricolor paulista, mesmo em caso de um indesejado vice cameponato colorado naquela competição, representaríamos o continente no Japão. Hoje, olhando para trás, vejo que tudo que ocorreu só valorizou ainda mais as conquistas coloradas.

Esse Chivas de hoje tem uma campanha curiosa na Sul-Americana: três empates, todos em casa, e três vitórias, todas como visitante. Tomou gols em todas as partidas e, nas que venceu, o fez sempre por apenas um gol de diferença. Pelo pouco que pude ver dessa equipe, é um time leve e ofensivo, mas não chega a ser um primor técnica e taticamente falando.

No jogo de amanhã, espero que o Inter mantenha a postura com a qual jogou na Bombonera. Jogando com maturidade e inteligência e, também, sempre com o regulamento de baixo do braço. Digo mais, esse time do Inter, que muitas vezes passa a impressão de que só joga quando quer e que, quando quer, joga muito, tem plenas condições de voltar do Estádio Jalisco com alguma vantagem. É o que quero e é o que espero.

Baita abraço a todos!