quinta-feira, julho 31, 2008

Ledo Engano

Engano meu em acreditar que Danny já é um zagueiro tranquilo, responsável e seguro. Com as opções que temos ele não seria meu titular, mas sim um ótimo reserva. Ontem deu mostras que pode vir a ser. Mas balãozinho na frente da área definitivamente não é coisa que zagueiro responsável faça.

Engano meu em acreditar que Ângelo pode ser nossa solução para a lateral direita, vai ter que mostrar muito mais, mas muito mesmo, futebol para confirmar minha opinião inicial sobre ele... por incrível que pareça, começo a ter saudades do Uélito.

Engano meu, e de muitos que, em frente à telinha de seu PC ou TV, acha que vê o jogo com clareza. Triste notícia, NÃO VÊ!

Engano de quem culpa Nilmar, Alex... ontem nenhum dos dois estava em campo. Faltou bola parada de Alex, a velocidade e posicionamento de Nilmar.

Engano de quem culpa a arbitragem, pois, no balanço final, ela ontem mais nos favoreceu do que prejudicou.

Engano de quem acha que os jovens naturalmente resolverão os problemas do time. Tivemos Liquinho, Guto e Taison... garotos nos quais deposito muita confiança, mas que ainda tem muito o que "remar" até confirmarem as expectativas do torcedor. Taison principalmente.

Engana-se ainda quem acredita que a simples chegada dos reforços mudará nossa vida. Reforços devem entrar em um time organizado, estável... eles não serão os salvadores da pátria, até porque o tempo é cada vez mais curto, estamos a três rodadas da metade do campeonato.

Engano também de quem afirma ser a duvidosa preferência clubística de Tite o nosso problema. A preferência de nosso treinador se chama dinheiro, ou quem sabe, carreira. Ele não quer se queimar... pode ser azul, vermelho, verde ou grená, mas seus erros, como trocar lateral por lateral, volante por volante, atacante por meia, tem diversas causas, menos a preferência clubística. Tal afirmação é imediatista e simplória.

Engana-se quem acha que mandando todo mundo embora as coisas se resolvem. F9, Iarley (vai pela sombra) e Sidnei saíram, e continuamos um time inconstante. Pouco mudou.

E engana-se principalmente quem, tendo os fatos à sua frente, briga com eles, bola saídas mirabolantes para comprovação de suas teorias, na maioria das vezes furadas... e o pior de tudo, continua achando que tem razão.

Só não quero estar enganado quando afirmo que esse time ainda vai engrenar esse ano.

É esperar para ver.

Saudações preocupadas e pouco inspiradas!


quarta-feira, julho 30, 2008

VEM AGOSTO: Nabasileirão 2008



Sim jogamos com time de Junior hoje, mas mesmo assim é completamente lamentavel perder mais uma para um time MORTO. A historia se repete ano apos ano, incrivel. Sempre esperando por Agosto e os reforços, ano passado foi a mesma coisa e no fim nem chegamos na Libertadores.

Tudo bem temos agora novos nomes no time mas uma coisa é certa, temos que nos livrar das nabas! Me desculpa mas a era Edinho chegou ao fim, não dá mais. Danni Morais entregou o gol e acho um fraco zagueiro, um bom reserva no maximo. Os guris do Junior tão vendo que no Profissional eles vao enfrentar veteranos como Eller e não só guri de 16 anos, a mamata acabou! Temos que cuidar do lançamento desses jovens. 18 anos quase sempre é novo demais pra jogar profissionalmente, com quantos anos Falcão começou nos Profissionais? Assim vamos queimando jogadores que talvez com 20 anos seriam muito melhores para estreiar no Time A. Alguns criticam Andrezinho mas só os contra ataques dele que resultaram em perigo nesses jogo. Ele é um otimo reserva. Marcão tambem, como reserva seria bom. Mas temos que começar vendendo o Edinho, não dá mais.

Olha, o problema é o seguinte. Sabemos que vem ai um time melhor, mas essas derrotas vão nos custar MUITO, ou seja vai ficar pouco tempo para uma reação, perdemos os ultimos 6 pontos e agora vamos ao Rio recucitar mais um? Com esses 6 Pontos hoje estariamos em quarto lugar. Era obrigação fazer no minimo 4 dos 6 pontos. Fizemos NADA.

HAJA PACIENCIA!! Quem sabe UM DIA a gente COMECE o ANO com um time COMPLETO e não só em AGOSTO? Que tal essa ideia??

Resta agora torcer para que o NOVO time entre em campo arrasando, quem sabe umas 7 vitorias seguidas não nos coloca la em cima. Sonhar é sempre bom.

Ja são 6 derrotas em 16 jogos e so 6 vitorias. Faltam 22 Rodadas...ainda dá mas temos que acertar o time Já po! Chega de desculpas! Qual sera a proxima? As novas contrataçoes vão demorar pra entrar em forma? Vai demorar pra definir um esquema? Vai demorar pra entrosar os atletas?

CHEGA DE DESCULPAS! ENTRA EM CAMPO E GANHA. SE PERDER NÃO QUERO OUVIR DESCULPAS DE Avião, Viagem, Nervos, Maturidade, Juiz, Sorte, Azar, Infelicidade....

BOLA NA REDE PO!!!!So tem time fraco nesse campeonato!!!!

Será que não vamos conseguir nos classificar pra Libertadores nesse Campeonato De Nabasileirão 2008? 90% dos jogadores nesse Campeonato são nabas! Nosso time em Agosto no papel é SELEÇÃO comparado ao resto dos times...é agora ou NUNCA!

Eis a solução

Vocês realmente se surpreenderam com a derrota colorada pro lanterna da competição na última rodada? E desde quando é novidade que o nosso amado e incompreensível Inter adora reanimar um morto? Quando é contra os líderes do campeonato podemos até eventualmente perder, mas sempre fazemos um bom jogo.

Aí fiquei pensando se esse grupo que temos no momento realmente tem alguma deficiência psicológica que não consegue ganhar fora de casa. Pensei daqui, pensei dali, e acho que encontrei uma solução ao menos razoável: vamos jogar todos os jogos em casa!

Calma, eu sei que via de regra a gente joga uma no Gigante e uma no estádio do adversário. Mas não é por isso que não podemos nos sentir em casa no estádio dos outros. Basta levar um contingente expressivo de torcedores alvirrubros para dar esse apoio moral aos jogadores – algo como 4, 5 mil.

Difícil? Nem tanto. Não temos a campanha pelos 100 mil sócios, querendo associar torcedores do interior do estado e de outras localidades? Então diz aí, qual a grande vantagem de morar em SP e dar 20 reais/mês ao Inter, além do sentimento de obrigação cumprida e de estar ajudando o clube?



Idéia pro marketing: esse mesmo desconto de 50% para os sócios da modalidade Campeão do Mundo poderia ser repassado para os jogos fora de casa. Sim, eu sei, vai ter custos para o clube. Mas pense pelo seguinte, no caso do RJ serão 4 jogos. Considerando que o sócio gasta 240 reais em um ano, dá pro clube tranquilamente subsidiar ingressos pra esses 4 jogos. Para os outros estados então o custo seria menor ainda. Gasta um pouco com esses torcedores, faz uma baita jogada de marketing, conquista a simpatia geral, arrecada mais sócios oferecendo essa vantagem e de quebra ainda leva torcida ao estádio pra incentivar o time e ver se ganhamos fora de casa. Que tal?

++++++++++

Antes que o Alemala Milano fale, vou falar do jogo contra o Santos. =o)

Partida complicada, mas que dá pra ganhar tranquilamente. Não vamos jogar em casa? Para o trio baú, Alex não joga. E para alegria do Luis, o Nilmar não joga. Não concordo em ambos os casos, mas não vou me alongar nessa discussão. Ótima chance pra ver a resposta dos guris, lembrando que eles têm todo direito de errar, exatamente porque são guris e estão começando como profissionais agora.

Magrão fora. Ok, gosto dele, mas realmente não está rendendo no último mês. Talvez um banquinho faça bem. Porém, como volante ele é muito melhor que o Edinho, pois além de marcar sabe passar e atacar também.

Edinho no Al Jazira? Alá é pai! Se o trio de guris que vai formar o ataque hoje tem direito de errar, Edinho não. Cachorro velho não aprende truque novo. Se até agora ele não aprendeu a passar, não vai melhorar. Adoro o cara, é coloradaço, mas tecnicamente não serve pro futebol moderno e nem pra titular do Inter.

E seja bem-vindo Daniel Carvalho. Outro coloradaço. Tenho certeza que tu vai arrebentar.

E vamos que vamos, patrolar o chorão do Cuca hoje! Colorado 2x0, gol do Guto e do Taison.

1974 - 100% Colorado


No início do campeonato gaúcho de 1974, o time base colorado era: Manga; Cláudio Duarte, Figueroa, Pontes e Vacaria; Falcão e Carpegiani; Valdomiro, Escurinho, Claudiomiro e Lula. Este foi o time que entrou em campo, contra o Atlético de Carazinho, em 4 de agosto de 1974. Mas poucos presentes ao estádio poderiam supor que estavam vendo o início da melhor campanha de um campeão gaúcho em todos os tempos.
Sem um campeonato de segunda divisão organizado, o campeonato gaúcho de 1974 começou a ser montado em 1973, quando classificaram-se os 12 primeiros colocados da Copa Governador do Estado: Armour, Caxias, Santa Cruz, Atlético, Esportivo, Encantado, Novo Hamburgo, Internacional SM, São José, São Luiz, Gaúcho e Ypiranga. Pela Copa Cícero Soares classificaram-se o Riograndense RG e Pratense.

Estas 14 equipes disputaram uma 1ª fase, sem a dupla Gre-Nal, classificando-se para a fase final os 8 melhores: Caxias, Santa Cruz, Atlético, Esportivo, Encantado, Internacional SM, Gaúcho e Ypiranga. A fase final seria disputada em dois turnos, com ambos os campeões fazendo a final.

Campanha colorada no 1º turno:

04.08 1x0 Atlético - F - Lula
11.08 5x1 Santa Cruz - C - Claudiomiro (2), Valdomiro, Carpegiani e João Ribeiro
18.08 2x0 Ypiranga - F - Figueroa e Claudiomiro
25.08 4x0 Esportivo - C - Claudiomiro, Escurinho, Valdomiro e Cláudio Duarte
01.09 2x0 Encantado - F - Escurinho e Ademir (contra)
08.09 1x0 Caxias - C - Escurinho
15.09 1x0 Gaúcho - F - Valdomiro
22.09 4x0 Internacional SM - C - Claudiomiro (2), Borjão e Adílson (contra)

E chega a vez do Gre-Nal. O Grêmio estava dois pontos atrás, pois havia empatado em 3x3 com o Encantado, na estréia, em pleno Olímpico (chegou a estar perdendo por 3x0), e depois ficou no 0x0 com o Esportivo, em Bento.

29.09 Estádio Olímpico

O Internacional jogava pelo empate para ganhar o 1º turno do campeonato. Na 1ª etapa, o Grêmio pressionou mais, favorecido pelo vento, mas na única jogada de perigo que criou, Figueroa desarmou Iúra antes da conclusão. Do lado colorado, Lula desperdiçou duas chances de gol. Na 2ª etapa o Internacional tomou conta do jogo. Adiantando a marcação, Figueroa e Pontes liquidavam os ataques gremistas no meio de campo. Cláudio Duarte e Vacaria passaram a apoiar com frequência, e Falcão, o melhor em campo, comandava o time. A defesa gremista perturbou-se, e Beto Fuscão (de grande atuação) teve de pedir calma a Ancheta. Pressionado em seu campo, a única chance de gol gremista ocorreu em uma cabeçada de Dionísio, defendida por Manga. No finalzinho da partida, Escurinho aparou um cruzamento de Vacaria, cabeceando para baixo, e marcando o único gol do clássico. Foi um Gre-Nal bastante disputado, com 54 faltas e 6 cartões amarelos.

INT: Manga; Cláudio Duarte, Figueroa, Pontes e Vacaria; Falcão e Paulo César Carpegiani (Tovar); Valdomiro, Escurinho, Sérgio Lima e Lula

Técnico: Rubens Minelli

GRE: Picasso; Cláudio, Ancheta, Beto Fuscão e Jorge Tabajara; Carbone, Torino e Iúra; Zequinha (Dionísio), Tarciso e Loivo

Técnico: Sérgio Moacir Torres

Com a vaga na final assegurada, o Colorado foi para o returno, com tudo zerado. Mas Claudiomiro, às voltas com problemas de peso (estava 10 quilos acima do peso ideal) não era mais o titular. Sérgio Lima o havia substituído, mas seguidamente dava lugar a Tadeu. O Colorado não havia encontrado seu centroavante certo.

06.10 4x0 Gaúcho - C - Escurinho (2), Sérgio Lima e Manga
13.10 1x0 Esportivo - F - Figueroa
20.10 3x0 Ypiranga - C - Sérgio Lima, Escurinho e João Ribeiro
27.10 2x1 Internacional SM - F - Escurinho (2)
03.11 3x0 Encantado - C - Borjão, Vacaria e Lula
10.11 1x0 Santa Cruz - F - Sérgio Lima
17.11 4x0 Atlético - C - Sérgio Lima (2), Borjão e Betinho (contra)
24.11 3x0 Caxias - F - Escurinho (2) e Sérgio Lima

E chegamos novamente no Gre-Nal. Desta vez o Grêmio também tinha 100% de aproveitamento. Se o rival vencesse o returno, teríamos uma final. Se o Colorado vencesse, seria hexacampeão gaúcho.

01.12 Estádio Beira-Rio

O Grêmio começou pressionando. Iúra caía na ponta-direita, confundindo a marcação de Falcão e Vacaria. Tarciso lançava-se na esquerda, em cima de Cláudio Duarte, apenas parcialmente recuperado de uma lesão no tornozelo. Aos 17' do 1º tempo, Carlos Alberto ficou livre, na cara de Manga, mas o goleiro salvou. Aos 29', Iúra e Carlos Alberto foram tabelando quase até o gol colorado. Aos 40', Manga fez um milagre em chute de Luís Carlos. O Colorado estava tão perdido em campo que Falcão fez 5 faltas nos primeiros 10 minutos de partida.

A única conclusão colorada foi um chute de longe, de Lula. Mas no intervalo o Internacional mudou. Falcão e Vacaria acertaram a marcação, e Carpegiani passou a apoiar, e não apenas marcar. Mesmo assim, aos 13' Carlos Alberto acertou a trave colorada. Porém, esta foi a última chance gremista. O Internacional começou a tomar a iniciativa do jogo. Aos 20', Claudiomiro, mesmo fora de forma, entrou no lugar de Sérgio Lima, melhorando o time, pois passou a tabelar com Valdomiro e Lula, desorientando a zaga gremista. Aos 25', após uma confusão na área gremista, Ancheta cortou de cabeça, mas a bola caiu nos pés de Valdomiro, que mandou um foguete para as redes: 1x0. O estádio explodiu de alegria. Sérgio Moacir Torres tentou reagir, colocando Dionísio no lugar de Iúra, mas era tarde. Carpegiani entortava os meias tricolores com seus dribles. Aos 31', Valdomiro cobrou uma falta no poste.

Poucos minutos depois, Picasso fez milagre em cabeçada de Escurinho. O tempo foi passando sem que o Grêmio ameaçasse a conquista colorada. Quando Agomar Martins apitou o final da partida, torcedores colorados invadiram o gramado para comemorar. O grande time dos anos 1970 começava a mostrar sua força, ao igualar o hexacampeonato do Rolo Compressor.

OBS: A foto de abertura é de autoria de Pedro Luiz, colorado que está fotografando matérias da revista Placar sobre o Internacional desde os primeiros números, e disponibilizando-as na internet.

terça-feira, julho 29, 2008

Projetando o futuro, parte II: O museu e a memória

Tarde de uma segunda-feira normal, 15:00. Domingo de clássico gre-nal, 13:00. Quarta-feira, dia de jogo decisivo na Libertadores. Em comum, o local de encontro, a chamada “parada obrigatória”, a visita que colorado nenhum pode deixar de fazer.

Logo na entrada, a fascinante e rica história colorada. Perfil dos fundadores, contexto histórico, ideais. Objetos como o primeiro uniforme, fotos de reuniões e de momentos importantes, vídeos, bem como qualquer tipo de registro que remonta à criação do clube.

Tal qual uma linha do tempo, década a década é registrado os fatos e as decisões que somadas, levam o clube a ter milhões de seguidores e se equiparar a muitos casos a uma religião, uma seita.

Ali, o torcedor entende como nasce uma paixão, o que motiva e o que alicerça um clube. Entende a identificação do clube, e a sua própria com o colorado.

O mesmo torcedor quase perde o fôlego quando adentra no espaço destinado aos grandes esquadrões que já vestiram o manto rubro. Timaços, verdadeiras seleções que se não foram vistas por todos, ao menos no imaginário de todos ainda desfilam no Beira-Rio. Ainda mais quando o torcedor pode ver gols como a tabela de cabeça contra o Atlético-Mg na semifinal do BR76, reviver o gol de Tinga na final da LA 2006, vibrar com o gol iluminado de Figueroa contra o Cruzeiro e muitos outros.

Documentários e entrevistas também se fazem presentes, fazendo com que a máxima de “recordar é viver” emocione e arrepie. Jornais de época estampam as paredes, e o torcedor é tomado pela singela sensação da história estar sendo originalmente escrita ao invés de meramente lembrada.

O sagrado manto colorado… Uma seção com todos os modelos assinados pelos jogadores que trajados, ostentaram nosso orgulho farrapo através daqueles uniformes. Ali o torcedor poderia adquirir uma réplica do modelo que desejasse e com seu nome e número nas costas.

A história do clube se faz através dos seus resultados de campo, suas glórias e suas jornadas memoráveis. Os atores principais, no caso os jogadores, também têm um espaço especial, com réplicas de cera em tamanho real (estilo Madame Tussaud). Ali concentra-se uma constelação de craques de fazer inveja: Bodinho, Larry, Figueroa, Carpeggiani, Falcão, Valdomiro, Tinga, Fernandão, Manga, Fernando Carvalho… O visitante inclusive vota no próximo ilustre colorado a ser eternizado.

Destaque especial também tem a imensa e reluzente sala de troféus, símbolo máximo da grandeza do clube. Nada como tirar foto com as taças e adquirir réplicas das nossas conquistas.

O torcedor feliz é um potencial investidor. Seja de uma associação ou de qualquer aquisição, por menor que seja. No final, o marketing muito bem explorado. Uma seção com DVDs de jogos históricos, souvenirs, produtos licenciados de todos os tipos, e para todos os gostos. Em dias onde não haja jogos, o torcedor pode adquirir paralelamente um tour pelo estádio, conhecendo a morada do campeão do mundo em cada detalhe, e podendo sentir a forte emoção de reviver os passos de seus ídolos, subindo do vestiário, desembocando no campo e até mesmo batendo pênaltis ou participando de qualquer promoção que o valha.

Confesso que não tenho ideias da viabilidade de tal projeto (ao menos dessa magnitude), projeto este que é o tão sonhado museu colorado. Mas não imagino um colorado que não gostaria de reviver os momentos históricos do seu clube, sempre projetando uma nova história a ser escrita, tão exitosa quanto a que já foi traçada.

A informação existente, inclusive com divulgação no site colorado, é que no ano de nosso centenário, em parceria com a Reebok, o museu sairá do papel. Mais do que uma oportunidade de fortalecimento do clube e da marca, surge também a chance de ingressar num mercado pouco explorado no Brasil e consequentemente captar preciosos recursos.

Nunca esquecendo que clube sem memória, nada mais é que um clube menor do que realmente podia ser.

Quem nunca brigou com alguem que ama?

Quem nunca brigou com a mulher amada? Quem nunca brigou com o melhor amigo? Quem nunca brigou com um irmão querido? Quem nunca brigou com a mãe? Quem nunca brigou com o pai?

Às vezes, por mais que a gente ame alguém, por mais que queira sempre o melhor dele(a), torça por ele(a), sofra com ele(a), a gente acaba brigando com ele(a).

Pode ser por ciúme ou outro motivo besta que revele, no fundo, no fundo, uma grande insegurança da nossa parte. A gente não se contém, acaba metendo os pés pelas mãos e briga com a pessoa amada. Passam-se alguns dias e fatos novos mostram que estávamos errados.

Só que às vezes quem a gente ama é que faz besteira. Daí, o jeito mais autêntico e espontâneo de mostrar o quanto a gente se preocupa é justamente colocando o dedo na ferida. E colocar o dedo na ferida não apenas mostra o problema, encosta nele e causa dor. Daí, bem, daí é briga certa.

No último fim-de-semana o meu melhor amigo pisou na bola comigo mais uma vez. Por isso brigamos. E brigamos feio!

Não sei por que motivo, mas o Inter teima nessa coisa de ficar dando sopa para o azar. Parece que se esquecem, de tempos em tempos, que o azar não costuma dar sopa pra a gente.

No futebol, muitas vezes quem apresenta mais volume de jogo não vence. Afinal, o que conta é bola na rede e uma única conclusão certa vale mais que várias desperdiçadas. Mas não é só nisso que o nosso amigo vem bobeando. A postura do time tem que ser esmagadora. Não naquela de ir “pra dentro deles”, mas no sentido de disputar cada bola e cada centímetro de grama como se fosse a última da vida! Porque o jogo é traiçoeiro, uma vacilada e já era.

Então, tô de cara contigo, Inter! Tu tá me judiando desse jeito. Ainda mais que depois de me encher de alegria e esperança contra atual campeão, me aprontaste essa decepção de perder pro lanterna no domingo.

Porra, tchê! Te liga! Fica esperto! Vê se não dorme no ponto, baralho!

No ano passado, com o mesmo número de rodadas, tu tinhas um ponto a mais e também uma vitória (primeiro critério de desempate) a mais que hoje. Mas eu não briguei contigo naquela época. Passei a mão na tua cabeça e relevei. Só que agora, meu velho, eu vou te dar essa bronca. Até porque, se eu não me preocupasse contigo, eu nem daria bola.

O fato é que eu estou muito indignado e a nossa briga foi feia, tanto que vou poupar meus demais amigos colorados dos adjetivos que proferi contra o meu próprio time nesses últimos dias. Então, me desculpe quem achar que estou errado nessa briga, pois, realmente, desta vez, eu não me contive. Mas sabem como é, quando o assunto é paixão, nem sempre é possível manter a compostura. E, além disso, atire a primeira pedra quem nunca brigou com alguém que ama.

Baita abraço a todos!


segunda-feira, julho 28, 2008

VAZA NILMAR!

EDIT:
Esse topico está sendo upado (algo raro para o BV) na recomendação do leitor Marcelo Tiarajú. Ele me passou a seguinte manchete da clicrbs:

Nilmar lamenta não ter sido negociado com o Palermo


Pois é VAZA NILMAR. Cai fora! E Não volta mais! Tu e teus golzinhos facil que até eu faria de olhos fechados. Tão loucos esses clubes Europeus querendo gastar 30 Milhões num jogador Biônico. O Empresário do Nilmar é um Mestre, deveria dar aula de tão bom que o cara é! Ele consegue vender até uma ponte num deserto. Sai logo Nilmar! Vaza!!

Esse cara entra e sai de campo pensando na Europa e não no Inter. Ele já nos deixou uma vez e tá louco da vida pra se mandar denovo. TCHAU, vende o cara logo! Não precisamos de jogador com a cabeça na Europa! O Time de 2006 estava focado no Brasil, nas competições. Poucos deles estavam jogando a Libertadores pensando em sair. Hoje não, o Inter virou um supermercado pra Europeu e Arabe. Bom pra todos eles que ficam Milionarios , ruim para nos torcedores que sofremos com jogadores com a cabeça em outro lugar. Passamos os ultimos 3 meses so ouvindo falar na saída do Nilmar e outros...isso é demais. VAI EMBORA LOGO!

PS: E para os defensores de Nilmar que acham que é tudo balela da Imprensa. A verdade é que o Nilmar deveria ficar quieto em relação ao assunto de sua possivel saída. Ficar falando pra imprensa que ficou um "pouco triste" ou um "pouco chateado" é um erro da parte dele. Isso não ajuda o TIME EM CAMPO. E ESSA DEVERIA SER O UNICO OBJETIVO DELE HOJE!!! É por isso que tem contrato e é pago mais do que todos nos somados!!
___________________________________________

POST ORIGINAL. 28 de Julho, 2008.

Por mim Nilmar pode sair, se a não saida dele atrapalhar a vinda do DALE. Inter, pega os $12 milhoes e saiam dando risada do Zaragoza que vai gastar toda essa grana num jogador problematico que mal tem força no chute. D'Alessandro seria 1000% acresimo em relação ao Nilmar que ao contrario do Dodo "O Artilheiro dos Gols Bonitos" é o "Artilheiro dos Gols Feios". Quando tentou fazer um gol bonito de letra fez o Inter perder 3 pontos (e esquecem o gol em Dubai...amistoso é amistoso!).

Eu não me esqueço quando Nilmar chegou ao Corinthians , beijou a camisa e disse feliz por finalmente jogar num time grande no Brasil. A unica razão que ele hoje tá no Inter é porque ralou os 2 joelhos e a MSI caiu aos pedaços. Ao contrario nunca mais colocava o pé em Porto Alegre.

Então não vamos deixar o negocio do D'Alessandro melar por causa do Nilmar. Pega os 12 Milhoes na hora, ainda mais com D'Alessandro de troco. Tem colorado por ai que ainda pensa que Nilmar é mil maravilhas , mas não é. Por mim pode sair. Temos Daniel Carvalho, Walter, Guto e Adriano que podem entrar no seu lugar.

Cansei dessas novelas todas, me acordem quando tudo for oficializado.

Nem quis ver

Depois da derrota de Sabado para o lanterna Ipatinga me deu aquela sensação chata de não querer ver noticiario esportivo, de não querer ver os jogos de Domingo, de não querer nem pensar em futebol. Perder de vez em quando é normal, mas perder para o lanterna e depois falar que a viagem foi a culpada é demais. É sempre assim com o Inter, na hora de confirmar a boa fase eles dão 2 passos pra traz. Como é que um time entra em cmpo com tão pouca vontade quando o G4 estava ali ao seu alcance?

O unico remédio é esperar até a proxima rodada e torcer que caso a gente vença eles viagem bem descansados para sua proxima partida fora. Enquanto isso DC foi confirmado pelo prorio Inter, D'Alessandro continua um misterio e a novela Nilmar começa a ser campeã de audiencia. Ou Dale vem ou não, vamos decidir isso logo e acabar com a novela.

Na terra do Tinga

Oi pessoal. Deixando um pouco de lado a constrangedora derrota para o Ipatinga, estou na Alemanha, mais precisamente em Berlin. Desculpem possíveis ausências de acentos ou cedilha, o teclado é bem diferente. Vi no blog há poucos dias uma foto do Tinga no Beira Rio, nao sei se ele ainda permanece em Porto Alegre, se sim, puxa vida, acabou com meus planos de rapto e cativeiro às margens do Guaíba...

Estive em Paris e antes de vir pra cá, Amsterdam. Duas cidades distintamente esplêndidas. Berlin eu cheguei agora e ainda vou "me espraiar" pelas ruas da cidade. Viajando assim, de lugar em lugar, descobri que andar pelas ruas é meu programa preferido. Adoro parques e pracas. Por isso vou escolhendo um museu por cidade, se vou a todos nao dá tempo pra andar sem rumo. Em Paris fui no museu do Rodin e Amsterdam, no de Van Gogh.

O museu do Rodin é incrível, num casarao onde morou o artista. No belo jardim estao dispostas suas esculturas, entre elas a mais famosa, o Pensador. Vocês que estao acompanhando de perto, poderíamos dedicar o Pensador a nosso técnico Tite? Uma homenagem ou exemplo a seguir?

O espaco dedicado a Van Gogh, em Amsterdam, é demais! Legal foi que eu terminei minha visita em Paris no Momartre, bairro onde fica o Moulin Rouge e onde morou o próprio Van Gogh, com seu irmao Teo - grande incentivador do seu trabalho. Estive em frente à casa onde habitaram e tudo mais. Parei por uns minutos em cada parte daquelas ruas e tentei imaginar a época do pintor, como era a sua vida, rotina e o quanto a passagem do tempo foi transformando a história daquelas ruas por onde ele passou. Cheguei em Amsterdam e fui no museu no primeiro dia e me deparei com aquelas mesmas ruas que acabara de ver em Paris, retratadas em suas telas, com sua visao - da época.

Descobri uma coisa importante. As obras do Van Gogh sao muito expressivas, quando vistas de uma determinada distância. Ao me aproximar pude notar que seu gesto com o pincel era bruto, intenso. Entendi como talento nato, instintivo. Outros pintores, mais técnicos, usaram de sutileza no detalhe. Van Gogh nao, é coracao na ponta do pincel .

* Nao sou crítica de arte, esta é uma observacao de admiradora. Se algum entendido estiver lendo, fica a vontade para se manisfestar nos comentários.

E o principal, ele iniciou na pintura por insistência do seu irmao, aos 26 anos. Van Gogh comecou tarde, nao é mesmo?
Pois entao, nunca é tarde pra comecar...
Vamo-le-que-vamo colorado.

Beijos internacionais a todos. Boa semana.

domingo, julho 27, 2008

VIDA QUE SEGUE...

Pode ser a desculpa que seja, o problema que seja, mas por favor era o Ipatinga né?...a minha única dúvida é de que não sei até onde poderemos chegar sem alas confiáveis, mas o fato é que torço fielmente de todos os reforços darem conta do recado com o seu virtual ou real futebol que já vimos em outros clubes e aqui mesmo e mesmo que também em outras épocas, talvez isso ainda me deixe com esperanças de algo ainda palpável esse ano, se até os resultados da rodada parecem ter "ajudado", só falta tu Inter dar conta do recado que nós certamente indignados ou não, faremos a nossa parte...e já nessa próxima quarta todos no Beira Rio confiantes ou não...grande abraço e boa semana!!!

EDIT.


FILHO PRÓDIGO ELE ESTÁ DE VOLTA!!!

http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=7183

sábado, julho 26, 2008

Vergonhoso

Deixe sua avaliação do jogo de hoje no Blog Score abaixo:


É como falei,a uns dias. Não pensam que o Ipatinga vai entregar o jogo de graça! Olha tambem o que esperar de um time com Maycon, Edinho, Orosco, Marcão e outros em campo?

Jogamos fora mais 3 pontos. Ta na hora de dispensar varios jogadores. E o Tite hoje foi CAGÃO. Jogou com medo do grande Ipatinga! Ora e tem gente que pensa em comparar o Inter dessa era com Inter do Falcão. Nos anos 70 o Inter jogava contra uma varzea dessa e tocava 5 sem correr. E agora a fama de time casiero fica mais pesado.

Porque que o time esperou até tomar gol pra correr? É sempre assim!!

E digo mais, eu não to nessa tietagem do Nilmar. Ele é o Artilheiro dos Gols que nem a Vovó perde! E ainda perde varios Gols que a Vovó faria. Hoje na cara do gol tenta fazer uma de letra. Alguem me faz um favor, faz no Youtube os Gols do Nilmar no Brasileiro...tudo facil. Mas tambem digo..TITE bota alguem lá na frente com ele de vez...esse lance de Alex la na frente não rola...e Taison não tá produzindo. Talvez seja jovem demais ainda.

E alguem me explica, porque o Inter joga no Calendario Europeu? Sempre "O TIME" chega em Agosto.

Vergonha total! Nem sei mais o que escrever.

JOE COLORADO

Joe Colorado fala dos EUA!

PARTE 1


Watch live video from blogvermelho's channel on Justin.tv

PARTE 2


Watch live video from blogvermelho's channel on Justin.tv

São tantas emoções...bixo !



Se chorei ou se sorri
O importante
É que emoções eu vivi...


Amigos colorados:

Esses últimos dias tem sido ímpares com a profusão de notícias protagonizadas em nome do Internacional, vem-não-vem, fica-não-fica, vende-não vende, qual é o time ideal, etc... que o futebol bola-rolando, às vezes acaba ficando em 2º plano. Duvido que muitos de nós não tenham experimentado os mais variados sentimentos das ´carinhas` acima, está sendo uma montanha-russa de emoções.

Iria escrever o post ontem à noite, mas li a notícia do D`Ales e fiquei atônito, mas agora após o almoço, penso ter sido um teste pros ´corações colorados`, pois o ´gringo` vem mesmo, ufa...esta já passou, tem mais uns 15 eventos importantes para serem definidos nos próximos dias.

Uma coisa é certa, diante das evidências, temos as maiores chances de sermos Campeões Brasileiros este ano, o elenco está ficando turbinado, com jogadores de apurada técnica, expressão e experiência no futebol Mundial, se ficar o Guina, pode mandar fazer as faixas. Como é bom ter treinador, apesar de ser um pouco teimoso, viu CJR ! Mas sabe ´ler bastante` futebol, diferente de outros tantos ´empacados` e ´motivadores`, alguns com ´status` de deuses que habitaram o Inter, pelo menos nestes últimos 15 anos.

Voltando à bola, temos que ganhar hoje, ocorrendo isto, na 4ª feira a vitória também será consequência, daí prá frente é só abrir a janela e deixar o ´oxigênio` puro para nós, enquanto que os adversários serão bastante ´sugados` em seus talentos pelo Euros ou petro-dólares.

Acho que é nossa hora, como disse uma grande e sempre jovem filósofa popular brasileira:
- A gente vai ser feliz na porrada ! - Dercy Gonçalves.

Vamo Inter !


D'MELOU?



Primeiro essa foto...Tinga no Beira Rio.....quem derá fosse para jogar! (so ta se recuperando).

E agora esse papo do Zaragoza (parece nome de time que o R.Severo criaria hehehe)querer melar o negocio do D'Alessandro metendo o Nilmar no meio. Que coisa ridicula. Alguem fala para o Zaragoza que o Inter é um celeiro de Ases e se se meterem a nos chantagear no futuro eles podem esquecer de ter qualquer craque colorado.

Só falta melar essa contratação dele, mas na verdade tô achando que é mais uma invemção da midia.

sexta-feira, julho 25, 2008

Time BV

Tava pensando na ideia que o Gonça teve na campanha do agasalho. Será que não poderiamos fazer mais um, mas dessa fez fariamos um jogo entre uma Seleção dos participantes do Blog Vermelho contra um outro time, talvez um time de colorados do Orkut? Eu aposto minhas fichas no time do Blog Vermelho! Eu sei que eles fizeram esses tempo um churrasco com futebol ...mas nos já fizemos 4 ou seja estamos mais entrosados!
Se vocês acharem uma boa ideia avisa aí que farei contato com o pessoal do Orkut para ver se eles topam.

Crônicas de Bar 1

Cheguei cerca de uma hora antes da partida e me ajeitei no meu tradicional local, nas fileiras de cadeiras protegidas pela marquise da superior, bem próximo ao bar de número 1 da social. Levei junto um copo de Coca-cola, um cachorro quente e um pastel de queijo, comprados no "boteco" interno do estádio, para abrandar a fome fustigada por um dia inteiro de trabalho. Fiquei ali, protegido do sereno, lendo o jornalzinho do clube e curtindo o som que tocava dentro do estádio, enquanto aguardava a chegada de algum conhecido.

Não tinha combinado com ninguém, mas ali onde fico geralmente vão algumas figurinhas carimbada do Blog Vermelho, como o Nelson, Denilson, Alemão Milano e a nossa "madrileña" Diana. Reservei uns três assentos para a possibilidade d´algum deles chegar. Cerca de vinte minutos antes do jogo e avisto os vultos do Nelson e do Denilson no corredor de acesso da social. Logo depois, se juntou o Alemão. Estavam parados, olhando pra cima, como quem procurasse lugar pra sentar. Acenei uma, duas, até que na terceira eles me perceberam e subiram. Cumprimentamo-nos e minutos depois a bola começa a rolar.

O São Paulo aperta, gira a bola de um lado a outro do campo, à procura de alguma brecha na muralha defensiva do Tite. Time de toque de bola mas pouco agudo aquele tricolor paulista. Também abusavam do artifício do chutão pra área, característica marcante dos times do Muricy. Mas tudo bem, o Colorado finalmente começa a se localizar no jogo e dá uma estocada pela esquerda. Um carinha de vermelho pega a bola, dribla um, dois, três, vai à linha de fundo e cruza forte, rasante, mas outro carinha de vermelho, aparentemente Nilmar, não alcança a bola. UHHHHH!!!

Cutuco o Denilson e pergunto: "Foi o Ramon que fez aquela jogadaça pela esquerda, né?" Depois acrescentei: "Eu falei que ele é melhor que o Marcão..." Denilson me corrige: "Cara, quem fez a jogada foi o Alex!" E eu: "Ahhhh, tá..." Mais adiante, o Colorado volta à carga mas, desta feita, pela direita ofensiva. Alguém de vermelho apronta uma correria danada por lá e tenta cruzar pra área, mas a zaga são-paulina afasta o perigo. Eu pergunto aos parceiros de blog e de jogo: "Quem fez aquela jogada? Quem fez?" Denilson me responde pacientemente em meio ao tumulto de vamos inter, dá-lhe, dá-lhes ôôô e outros gritos de guerra: "Quem fez a primeira jogada foi o Taison, depois o Ângelo."

O Inter volta de novo pela direita, o cara arrisca o chute, a bola sobra pra outro cara de vermelho e, putz, É GOL!!!! ARGGGGGGHHHHH!!!! É GOL, caralho!!! É GOLLL!!! Abraços, berros, catarses coletivas rolando soltas e finalmente pergunto: "Quem fez o gol?" Depois, passada a tensão pré-gol, a torcida se solta e energiza o estádio. Só pude perceber de soslaio o Nelson olhando o jogo e acompanhando timidamente o coro "Não é os puto do Gaymio, é o rolo compressor..." E ainda tínhamos o segundo tempo pela frente. A noitada futebolística prometia...

Segundo tempo com os homens de branco com mais posse de bola e os de vermelho mais agudos, mais perigosos. Alguém rouba a bola de forma limpa do atacante paulista e sai jogando com extrema categoria. Eu digo: "Puta que pariu, mas como joga esse Danny Moraes!" Denilson me corrige novamente: "Não foi o Danny, foi o Índio!" E segue o baile. Bola roubada na defesa, esticada para Alex ou Guiñazú, não identifiquei, encaminhada para a ponta, até o Andrezinho, acho, e rolada com açúcar para o Taison. "Golaço! Que jogada coletiva! Que golaço do Taison! Esse guri vale ouro!" Mas o Denilson novamente corta meu barato: "Cara, não foi o Taison, foi o Nilmar, tu não viu?"

A partir de então, calei-me até o final da partida, abrindo a boca unicamente pra cantar junto ao povo vermelho e pra pedir um café preto para um vendedor que passava quatro fileiras abaixo da nossa: "Ô do café! Ô do café! Me traz um café aqui..." Mas o maldito Denilson tinha que intervir de novo, ele não se aguentava: "Cara, esse daí não é o cara do café, é da cerveja!" Daí me irritei e fui seco: "Que seja! Ô da cerveja, me dá uns três copos desses aí..."

Terminado o jogo, despedi-me dos amigos com um abraço e disse. "Denilson, esse foi o melhor jogo do ano." Ele respondeu: "Tudo bem, concordo contigo. Mas meu nome não é Denilson, é Rubens!" Eu: "BÃ!" Então resolvi pelo menos me despedir do Nelson e do Alemão. "Tchau, Nelson! Grande jogo, hein?!" Sim, mas eu não me chamo Nelson, meu nome é Alex!" Eu, dirigindo-me ao terceiro elemento: "E tu, só falta tu me dizer que não é o Alemão?!" "Prazer, Nêgo Zé!"

Depois fui saber: em verdade, aqueles não eram meus estimados amigos, mas sim estranhos e tampouco o local onde me encontrava era o Bar 1... eu estava no Bar 8 da arquibancada superior, se é que esse lugar existe. Das duas uma, ou eu tomo vergonha na cara e troco meus óculos de uma vez ou eu paro de encher a cara com a cerveja sem álcool vendida no estádio durante as partidas. Isso faz um mal danado...

Além do mais, não quero perder um lance sequer quando o Colroado tiver essa configuração, com esses nomes: Renan, Ângelo, Bolívar ou Índio, Sorondo, Gustavo Nery, Magrão, Guiñazú, Rosinei ou Alex, D´Alessandro, Daniel Carvalho e Nilmar. Eu, hein?! Não sou louco de perder isso.

Ah, e pra entrar na onda pró-Guiñazú, uma pequena homenagem ao Cholo.



quinta-feira, julho 24, 2008

Subindo!

Buenas, animadora a noite de ontem einhô...

Acabou-se o tempo de amontoados de jogadores. O que vimos contra o SPFC foi a vitória de um Time, uma equipe compacta, bem treinada, bem postada, com o meio campo povoado e com qualidades individuais capazes de decidir uma partida.

Hoje só não somos líderes deste embolado campeonato porque ainda pagamos, com juros e correção monetária, pela falta de comando técnico que nos assolou no início deste Brasileirão, diria até, que nos assolou desde dezembro de 2006, mas hoje não é dia de provocações.

Tudo começou certo, uma vez que, tendo em vista os jogadores disponíveis, o único equívoco de escalação foi resolvido logo aos 5min. de jogo, quando R. Lopes saiu de campo machucado (e espero que assim continue por mais uns 15 dias) para a entrada de Ângelo, que, se tiver a oportunidade de fazer uma sequência de jogos, acredito que virá a confirmar as expectativas criadas quando da sua contratação.

Portanto, enquanto Ângelo não embala e Gustavo Nery não me desmente (fui e sou contra ele vestir o manto), nossas carências continuam sendo as laterais do campo. Ramón ontem fez mais que Marcão, mas isso atualmente não é tarefa das mais difíceis.

Tite quando assumiu o Inter falava em arrumar o time "a la Jack", por partes... e vem conseguindo. A defesa, acertadamente a primeira preocupação, já não toma gols com bola andando há bastante tempo. Índio retoma o bom futebol dos velhos tempos e Danny é uma afirmação, indiscutível, elegante, tranquilo, joga de cabeça em pé. Enfim, um ótimo substituto para nosso excelente Sorondo, que, para minha tristeza, vive bixado. Isso sem falar no General Bolívar que ainda nem estreou.

Nosso meio está ajeitado, mordedor e rápido. Edinho, possivelmente de saída para o futebol alemão, vai deixar saudade por toda sua dedicação, garra e vontade, mas acredito que será naturalmente substituído.

E o ataque, que é a preocupação do momento, começa funcionar. Enquanto não se confirma a repatriação, mesmo que temporária, de D. Carvalho, temos Taison, Adriano, Liquinho e Guto. Todos eles muito bons jogadores de futebol e cheios de vontade.

E ainda tem o cara aquele que é pior que o Iarley (sic), Nilmar. Escancaradamente diferenciado, agudo, valente, vai pra cima dos zagueiros sempre. Vice-artilheiro do campeonato, nos últimos 03 confrontos 04 gols. Tenho até medo dessa média, pois se continuar jogando assim são grandes as possibilidades de ele não estar por aqui no Centenário, quem sabe até (toc, toc, toc) nem no final deste ano.

A atuação de Alex ontem botou muitas teses, inclusive minhas, pelo ralo. Fez um ótimo jogo, e foi contra o São Paulo. Marcou, correu, driblou e armou. Sumiu um pouco no 2º tempo, quando o time inteiro deu aquela natural e indesejada tirada de pé.

Todavia, na minha opinião, Alex vem fazendo uma temporada atípica, mostrando um futebol nunca antes apresentado por ele no Inter. E por isso está valorizado, portanto, acho uma excelente hora para ser vendido, principalmente em se confirmando a contratação do D'alessandro.

E falando em idas e vindas, fica aqui meus parabéns a todos que estavam ontem à noite onde eu também estaria não fossem as limitações geográficas. A festa toda foi bonita, mas o "fica Guiñazu" foi de arrepiar. Se eu, no conforto de casa, já balancei, imagino O cara, dentro de campo, com 40.000 vozes gritando.

Pois bem, acho que todos já leram/ouviram, nosso Presidente afirmar que "não somos um clube vendedor". Muito bem Sr. Píffero, hora perfeita de mostrar que não foi da boca para fora.
Quando esta frase foi dita, afirmei aqui que o querido presidente havia se esquecido de um detalhezinho, uma tal de multa rescisória.

No caso de Guiña tal argumento não vale. Fala-se em U$ 20 mi de multa e é conhecida a política pouco ética dos clubes árabes, oferecendo rios de dinheiro para o jogador forçar a saída do clube. Portanto, uma vez que é certo que o valor da multa não será alcançado, El Cholo só deixa o Inter se quiser, e ainda, se o Clube deixar.

Sugestão de torcedor, chama o Guiña e o empresário para comer uma picanha, renova o contrato mais uma vez, deixa uns 25% da venda do Edinho na mão deles e estamos conversados.

No mais era isso, campeonato longo, mais três pontos na tabela. Uma rodada boa para nós, onde até Iarley e Gil fizeram gols e os postulantes ao título tropeçaram.

Estamos subindo e vamos chegar.

______

ps1.: A banca paga mas cobra. O gol anulado do Dagoberto, na minha opinião, foi legal. Por isso não choro muito contra a arbitragem, mídias e demais "forças do mal". Deixo aqui o comentário feito ontem pelo meu amigo Alexandre, o qual eu assino embaixo:

"Temos que parar com o xororô e trabalhar sério , na adm, no mkt, dentro no campo, nos bastidores da cbf, na imprensa (azul, verde, tricolor ou cor-de-rosa) e com certeza colheremos ótimos resultados, passando por cima de sweiteres, globos e outros interesses escusos."

ps2.: Faço coro à reclamação do Louis. Fica aqui minha nota de indignação contra a atitude nojenta dos homens do PFC que colocaram o microfone exatamente no local onde os únicos 20 bambis estavam ontem no estádio. Lamentável!

ps3.: Direção, quero minha camiseta numerada do centenário, sem adereços carnavalescos e de preferência em vermelho sangue, com um 11 de Daniel Carvalho nas costas... ou um 10 de D'alessandro, ou um 9 de Nilmar, ou um 7 de Wálter...

ps.4: Abaixo o resultado da Campanha do Agasalho do BV, organizado pelo nosso amigo G.G., vulgo Gonça. Parabéns para nós.


PRESTANDO CONTAS...


Hoje pela manhã fiz a entrega dos agasalhos e mantimentos recolhidos no dia 12 passado no nosso do futibas do BV, a entrega foi feita no Colégio Estadual Jussara Ma. Polidoro, onde minha mãe está fazendo estágio e de onde me contou tempos atrás daquele acontecido de uma aluna estar na secretaria diante do fato de tremer de frio por conta de não estar com uma roupa adequada a temperatura daquele dia.

A escola se localiza no bairro Guajuviras em Canoas, consegui entregar às mãos da vice diretor Marilise também colorada , lá me relataram que faz falta também materiais esportivos e jogos ocupacionais para distrair as crianças, não precisa ser nada de novo, pode ser usadinho em bom estado (quem sabe algo a se pensar para o nosso próximo encontro), transmito os agradecimentos feitos a mim , do qual faço um reforço agradecendo à todos vocês que me ajudaram e abraçaram essa idéia, ok?...abraço!!!

GUINAZU PRECISA FICAR

Mesmo com todas essas novas contratações eu penso mais e mais que precisamos do Guinazu no meio.O cara tem uma raça que precisamos e sem ele perdemos parte da ALMA e o D'alessandro perde o unico outro Argentino no time, algo que pode ajudar o D'Alessandro a se adaptar melhor. Mas o mais importante é a garra e raça que ele traz. Ele é o Tinga 2.0 ou mais!

Mais e mais acho que deveriamos dar um aumento salarial a ele pra ele ficar de qualquer maneira. Com Guinazu no time com DC e DALE aí seriamos uma maquina mesmo.

FICA GUINAZU! Não perca essa chance de se tornar uma especie de "Figueroa" pra torcida atual do Inter. Você ganhará mais um pouquinho aqui (que já não é nada mal) e com uma conquista do Brasileirão entrará para a historia, isso sem falar no Centenario. No Oriente Medio você desaparece.

O Que vocês acham?

D'ALE NILMAR!



Os 2 Clubes mais organizados do Brasil se enfrentaram novamente e mais uma vez o Inter saiu por cima. Agora a luz no fim do tunnel está bem maior, é quase um clarão. Pela nossa frente vem o lanterna Ipatinga. Vamos deixar o saltinho em Porto Alegre e vamos entrar em campo domingo para arrasar! Não podemos pensar que o Ipatinga vai entregar o jogo. Eles até já mostraram algumas vezes que sabem complicar a vida dos adversarios. Pergunte ao San Pablo.

Foi uma boa partida, quando a bola rolava. Em alguns instantes foi truncado demais. Gostei bastante do Angelo, achei que ele entrou com personalidade. O Alex jogou bem, os criticos deles tem que ficar quietinhos hoje porque ele jogou bem. Guinazu o melhor em campo, muita raça. Indio bem denovo. Clemer seguro. Nilmar chegou a me irritar depois de perder mais um gol feito no primeiro tempo, depois fez um facil e mais tarde fez um gol um pouquinho mais dificil que ele tinha que acertar e acertou. Agora talvez ele deixe aquela ma fase pra tras. O Ramon e Edinho foram os pontos fracos do time. Taison foi um pouco melhor do que nas ultimas oprtunidades mas não por muito.

Mais 3 pontos e 3 a menos para o San Pablo. Otimo! Flamengo não ganhou novamente o que foi bom e agora uma secada basica amanha para que o Inter fique nessa distancia do lider.

Agora imagina Bolivar, Rosinei, Gustavo Nery, Daniel Carvalho e D'Alessandro no plantel. Se não perdermos Alex e Guina, melhor ainda. Agora sim...TEMOS GRUPO!

PS: Não deixam de dar suas notas no Blog Score acima.

PSS: Lamentável foi a GLOBO botando Microfone na torcida do São Paulo. No Inicio do jogo so se ouvia os Uuuss e Ahhhs da torcida deles. Lamentável. Cleber Machado como sempre torcedno para o San Pablo.

ESTATISTICAS ATE AGORA EM 2008

Ultimo Resultado:

Inter 2 x 0 São Paulo
Gol 1: Nilmar (Assistencia: Angelo BVCG: 6-4-16).

Gol 2: Nilmar (Andrezinho BVCG: 2-7-11-10-16)

Nilmar passa Fernandão e agora é o segundo mais ofensivamente produtivo jogador do Inter em 2008. Andrezinho incrivelmente so perde para o Alex em assistencias, Andrezinho já tem 9 em participação limitada.


JOGADOR GOLS - ASSISTENCIAS - PONTOS
(2 Pontos por Gol, 1 Ponto por assistencia)

Alex 21 - 15 - 57
Nilmar 9 - 5 - 23
Fernandão 8 - 7 - 23
Marcão 5 - 6 - 16
Iarley 7 - 2 - 16
Indio 7 - 1 - 15
Andrezinho 2 - 9 - 13
Adriano 6 - 1 - 13
Magrão 4 - 5 - 13
Gil 4 - 1 - 9
WM 1 - 5 - 7
Guinazu 2 - 3 - 7
Bustos 1 - 4 - 6
Sidnei 2 - 1 - 5
Ramon 2 - 1 - 5
Danny 2 - 0 - 4
Guto 1 - 1 - 3
Edinho 1 - 0 - 2
Clemer 1 - 0 - 2
Angelo 0 - 1 - 1
Jonas 0 - 1 - 1

quarta-feira, julho 23, 2008

IMAGEM É TUDO OU QUASE TUDO

Uma coisa é certa. A Imagem do Inter como um clube está cada vez maior pelo Brasil e pelo mundo.

As contratações do D'Alessandro, Daniel Carvalho (ainda não totalmente confirmada vale-se dizer) alem de Rosinei, Bolivar e Gustavo Nery são de uma grande ousadia. Algo que um clube Brasileiro não faz a não ser que tenha uma MSI ou Parmalat no meio. O Inter tem uns investidores aqui e ali mas é algo completamente differente do que uma MSI que chega pra ser dona do Clube.

A saída do Iarley e até do Fernandão agora começa a fazer sentido. Os dirigentes estavam fazendo espaço ($$) para essas novas contratações. Me parece que tudo já estava planejado. Com isso jogadores como Gustavo Nery se derretem para jogar no Inter. Antes era apenas o São Paulo que passava essa imagem, hoje o Inter passa uma imagem de sucesso e força cada vez mais.

A vinda de cada um desses jogadores pode até ser considerada "apostas" pois cada um vem de uma novela differente mas são grandes nomes e tudo vindo ao mesmo tempo. Imagina, normalmente ficamos felizes com UMA boa contratação...mas agora são no minimo 3 otimas contratações. O Inter agora é uma referencia.

A Torcida tem sua mão nisso. 80 Mil socios! 80 Mil!! E com certeza chegaremos a 100 Mil em pouco tempo. Quantos socios tem o Flamengo? Pois é nem estadio eles tem! E o Corinthians quantos socios tem? E Estádio?

Agora só falta UMA coisa. Confirmar tudo isso NO GRAMADO. Temos que nos virara até esses caras tudo estrearem e depois temos que detonar tudo que é clube que vem pela frente! Com certeza o Daniel Carvalho vem com seu Coloradismo e vai fazer de tudo pra arrebentar. D'Alessandro tambem verá que a coisa é seria aqui e vai ver que o Inter pode ser a ressureição de sua carreira (com certeza ele ainda pensa em um dia voltar a Europa).

As peças estão tudo aí, FC e Piffero fizeram seu dever de casa. O Status do Inter no futebol Brasileiro em Teoria agora está cada vez melhor. So falta a confirmação em campo. Agora cabe a Tite e o plantel completar o trabalho.

PS:

Hoje no Globo Esporte versao que passa aqui nos EUA (que acho que é do Eixo) deu noticias do San Pablo e nada do Inter. É por isso que temos que nos firmar de vez...a midia ainda não nos respeita.

PSS:

E voces sabem o que é "Diving"?



Barbaridade máxima

Faço coro com o Luis, que (re)postou essa semana sobre a barbaridade que são as arbitragens e no que esses erros têm nos custado. Pra quem ainda não se deu conta do tamanho do absurdo, eis a tabelinha que saiu na ZH de terça:

Vamos só deixar uma coisa bem clara – troque-se a palavra “cometeram” por “assinalaram”. Como o tal do pênalti vai da interpretação do juiz, não quer dizer nem que nossa zaga é imprudente nem que as outras são santas.

Dessas seis penalidades máximas contra nós, na melhor das hipóteses duas não foram. Casualmente em jogos fora de casa. Às vezes dá nojo ver campeonato brasileiro por esse tanto de falta que os juízes marcam. Não quer jogo de contato, joga vôlei.

Agora, vamos fazer a nossa parte também e parar de pedir pênalti em tudo quanto é lance. Pra dar um exemplo, no último jogo, não foi pênalti no Marcão. Se ele tivesse ido com disposição pro lance ou teria feito o gol (deu medo de bater de pé direito?) ou teria sofrido efetivamente a falta. Mas começou a dobrar o joelho antes...

Aí que na mesma edição de ontem da ZH, teve esse baita texto junto:



Assinado embaixo. A culpa dessa avalanche de erros tem que ser igualmente repartida entre torcida, imprensa, jogadores, arbitragem e cultura popular. A mesma cultura popular do famigerado jeitinho brasileiro. Se não der pra ganhar jogando bola, quem sabe a gente ganha com um golzinho de bola parada? Por que vou arriscar chutar e errar quando eu posso cair e tentar cavar? A torcida que cobre do juiz, que não quis dar o pênalti “claríssimo” que eu sofri.

Ah, vai tomate cru! Levanta e vai jogar bola, cagão! Tenho verdadeiro pavor dos Valdívias da vida, quero é jogador que lute, não desista e corra atrás do lance. Alguém já viu o Guiñazu ficar parado com a mão na cintura reclamando que o juiz não marcou falta?

E é por isso que tenho várias restrições ao Sr. Gustavo Nery. O Rosinei já saiu em defesa: “É um jogador experiente, que já passou pela seleção e tem bastante qualidade. É um atleta de grupo, e isso é muito importante. Um clube precisa de jogador bom de grupo. O Gustavo é assim, com grande caráter, e vai contribuir com sua qualidade e sua força”. Assim espero, porque de mau caráter já chega nossa classe política. No meu clube, não!

Tomara que eu esteja errado Rosinei, porque senão vai sobrar pra ti também.

++++++++++

PS: Luis, meu voto vai para dois árbitros dentro de campo, cada um responsável por metade do gramado. Creio que assim eles teriam obrigação de acompanhar o lance de perto e também evitaria que um marcasse algo e o outro mandasse o jogo seguir. E já que estamos nessa idéia, porque não quatro bandeirinhas, cada um marcando as faltas e impedimentos do seu lado do campo?

Breno Melo - O Orfeu Negro


Hoje peço licença aos camaradas colorados para tratar de um assunto que apenas tangencia o Internacional, mas não dis respeito ao clube, diretamente.


Apesar de não ter tido muito destaque a notícia, morreu na sexta-feira, dia 11.07, em Porto Alegre, Breno Melo, jogador gaúcho que fez nome no futebol e no cinema.Breno Melo começou a carreira no São José, mas em 1953 já estava no Renner, onde seria um dos principais nomes do time que foi campeão metropolitano e gaúcho em 1954, único título que fugiu da dupla Gre-Nal entre 1940 e 1997.Em 1957, com o Renner já apresentando os graves problemas financeiros que levariam ao seu fechamento, no ano seguinte, Breno Melo foi negociado com o Fluminense. Na equipe carioca, jogou de 1957 a 1959.Em 1959 foi descoberto pelo diretor francês Marcel Camus, que o convidou para representar o papel principal no filme "Orfeu Negro", baseado na peça de Vinícius de Moraes, que transferia para uma favela carioca o drama da mitologia grega.O filme não foi muito bem recebido no Brasil, mas fez sucesso na crítica internacional. Venceu a Palma de Ouro de Cannes, em 1959, e o Globo de Ouro e o Oscar de melhor filme estrangeiro em 1960. Recentemente, em sua autobiografia, Barack Obama elogiou o filme, um dos preferidos de sua mãe, Stanley Ann Dunham.Depois do filme, Breno Melo saiu do Fluminense para ter uma rápida passagem pelo Santos de Pelé (algumas fontes citam que também teria jogado no Corinthians). Mas logo a seguir, com 30 anos, Breno Melo abandonou o futebol para dedicar-se ao cinema.

Para homenagear este atleta gaúcho, vamos relembrar a campanha de 1954, quando o “Papão” Renner conseguiu superar o forte time do Internacional.

Logo na largada do campeonato, Internacional e Grêmio marcaram passo, ao empatarem, respectivamente, com Flamengo (1x1) e Cruzeiro (1x1). Enquanto isso, o Renner vencia o Aimoré, em Passo Fundo, por 3x1. Seus adversários, neste início de campeonato, pareciam ser o Juventude e Floriano, que tendo jogado já duas partidas, tinham 100% de aproveitamento. Mas no jogo seguinte o Floriano vencia o Juventude, em Caxias, e o time da Serra já começava a ficar pelo caminho. Na rodada seria o Floriano que seria derrotado em casa, pelo próprio Renner.

Na 5ª rodada, um jogo decisivo: o Renner bate o Internacional por 3x1, acabando com a invencibilidade colorada. Na 6ª rodada o Renner perde os 100% de aproveitamento, ao empatar em Caxias do Sul com o Juventude (2x2).

O 1º turno encerrou-se com o Renner liderando, com 17 pontos, tendo o Internacional em 2º, com 14, e o Juventude em 3º, com 13. O Grêmio ocupava as últimas colocações, com apenas 6 pontos.

No returno, o Grêmio ensaia uma recuperação, e o Internacional tenta aproximar-se do Renner, mas o time do estádio Tiradentes (conhecido como Waterloo, porque lá os grandes eram derrotados), no bairro Navegantes, não deu chances para ninguém. Apenas Nacional e Floriano conseguiram arrancar pontos do Renner, com empates.

No dia 08.01.1955, com uma goleada de 9x2 sobre o Juventude, o Renner conquistou o título metropolitano, de forma invicta. Depois, bastou bater o Ferrocarril de Uruguaiana e o Brasil de Pelotas, para conquistar o título gaúcho.

Jogos do Renner e da dupla Gre-Nal:
1º Turno:
Flamengo 1x1 Internacional
Grêmio 1x1 Cruzeiro
Aimoré 1x3 Renner

Aimoré 2x1 Grêmio
Internacional 5x1 Cruzeiro
Renner 2x0 Flamengo

Aimoré 0x4 Internacional
Grêmio 1x1 Força e Luz
Floriano 0x2 Renner

Renner 6x0 Força e Luz
Internacional 2x1 Floriano
Juventude 3x1 Grêmio

Internacional 1x3 Renner

Internacional 6x0 Nacional
Juventude 2x2 Renner
Floriano 2x3 Grêmio

Internacional 8x0 Força e Luz
Grêmio 0x1 Renner

Renner 2x1 Nacional

Nacional 4x2 Grêmio

Grêmio 1x1 Internacional
Renner 4x1 Cruzeiro

Grêmio 1x1 Flamengo
Juventude 1x4 Internacional

2º Turno:
Flamengo 0x1 Renner
Força e Luz 0x5 Internacional
Grêmio 4x2 Aimoré

Grêmio 1x1 Nacional
Cruzeiro 4x5 Renner
Internacional 5x1 Flamengo

Grêmio 4x1 Juventude
Internacional 4x0 Aimoré

Força e Luz 0x5 Renner
Nacional 1x1 Internacional

Cruzeiro 1x2 Internacional
Renner 3x0 Grêmio

Renner 6x1 Aimoré
Cruzeiro 2x6 Grêmio
Floriano 3x2 Internacional

Grêmio 2x1 Floriano
Nacional 3x3 Renner

Renner 9x2 Juventude
Internacional 2x1 Grêmio

Internacional 3x2 Juventude
Flamengo 0x2 Grêmio
Renner 0x0 Floriano

Renner 2x0 Internacional


terça-feira, julho 22, 2008

Abrindo a Guaiaca

Notícias recentes dão conta de que o Inter, em três anos, estará completamente livre de dívidas, isto é, livre para investir no futebol e no patrimônio os milhões arrecadados mensalmente. O incremento no número de sócios e a venda de jogadores fez com que o Inter tenha obtido o maior lucro dentre os clubes de futebol do Brasil em 2007: quase R$ 19 milhões. A fonte é uma auditoria realizada pela empresa Casual Auditores Independentes. Claro que a venda de Alexandre Pato (R$ 38 milhões) explica tamanho sucesso financeiro, mas também o aumento do quadro social ajudou.

Segundo Pedro Affatato, Vice-Presidente de Finanças do clube, mensalmente, o Inter arrecada R$ 2,7 milhões só com o quadro social. O valor banca toda a folha de pagamento do futebol profissional e permite investimentos fortes nas categorias de base, para manter o ciclo de lucro e investimentos. Isso indica que o quadro deverá continuar sendo animador ao final deste ano, haja vista que mais de 30 mil associações já foram feitas apenas no primeiro semestre de 2008.

Contudo, embora tais números devam ser comemorados, de nada adiantarão se não se traduzirem em resultados dentro de campo. Afinal, é o jogo de bola a atividade fim do clube, e não o equilíbrio financeiro puro e simples. Pois está mais do que na hora de abrir a guaiaca mesmo.

Alentadoras são as notícias de que o Inter está, de fato, se coçando nos pilas. Ao que tudo indica, depois da vinda de Bolívar e Rosinei, além do goleiro Ricardo, de passagem muito boa pelo Caxias, o clube está mesmo trazendo o castelhano D’Alessandro e repatriando o colorado Daniel Carvalho. Fala-se, ainda, na contratação de um lateral esquerdo e mais um centroavante, provavelmente em atividade no exterior.

Para um clube que teve suas feridas internas expostas ao grande público numa capa de jornal exibindo um cofre rapado, imagem simbólica, mas que tocou fundo na alma colorada, no início da gestão Jarbas Lima/Fernando Miranda, as notícias da hora são muitíssimo animadoras.

Passamos por maus bocados ainda no início da gestão de Fernando Carvalho, mas o clube foi sendo saneado financeiramente, o patrimônio recuperado e, de quebra, dentro de campo, fomos aonde ninguém antes havia ido. Cravamos nossa bandeira na América e conquistamos o mundo, literalmente e com selo de qualidade.

Diante disso, por mais que tenha havido trapalhadas em 2007 e também nos últimos meses, e por mais que se tenha alguma rejeição em relação ao atual Presidente do clube, há que se reconhecer os méritos do movimento político que se mantém no comando da instituição desde 2002.

E para que não se diga que estou parado no tempo, vivendo ainda o incomparável ano de 2006, cabe frisar que em 2007 vieram para o Inter Sorondo, Magrão, Guiñazú e Nilmar, dentre outros. Neste ano, mais alguns nomes já desembarcam e outros estão em vias de pisar em solo sagrado, às margens do Guaíba.

Agora nos resta torcer. Torcer para que os contratados cheguem e correspondam às nossas expectativas. Torcer para que a zaga continue sem sofrer gols de bola rolando, como nos últimos seis jogos. Torcer para que os árbitros parem de enxergar pênaltis inexistentes contra nós e, por fim, torcer para que nossos atacantes consigam fazer a bola cruzar pela linha de fundo por entre as traves adversárias. Para que tenhamos mais o que comemorar ainda este ano, e para que, em 2009, estejamos com números ainda melhores, dentro e fora de campo.

Baita abraço a todos!


segunda-feira, julho 21, 2008

E a Coleção aumenta

Comprei essa bela foto do centro de Porto Alegre em 1937. A foto foi feita no processo "photogravure" que é uma maneira antiga de fazer fotos de alta qualidade bem antes da era dos Negativos. A qualidade da imagem é muito boa. O Mesmo site que comprei essa tem umas dezenas de imagens feitas no Rio e em outras cidades do Brasil em 1930-37. Uma imagen do Rio é incrivel; O Pão de Açucar com poucos edificios na região so predios pequenos. Só posso imaginar a tranquilidade daquela epoca.



Pão de Açucar 1937





Comprei o "Media Guide" (guia dos Meios de Comunicação) na Internet da Copa Do Mundo de Clubes de 2006. Nem sei certo que informações tem dentro, mas são 156 paginas e é da Copa que o Inter ganhou, então acho que já vale a pena ter na coleção! Agora tenho que aguarda-lo no correio. Vem lá do Japão mesmo.

Estatisticas e Blog Score

Deixe sua avaliação de cada jogador no novo BLOG SCORE do Blog Vermelho. Clique no jogo Nautico 1 x 1 Inter para deixar suas notas.





ESTATISTICAS ATE AGORA EM 2008

Ultimo Resultado:

Nautico 1 x 1 Inter
Gol: Nilmar (Assistencia Guto rebote. BVCG: 5-7-11-16-17-18).


JOGADOR GOLS - ASSISTENCIAS - PONTOS
(2 Pontos por Gol, 1 Ponto por assistencia)

Alex 21 - 15 - 57
Fernandão 8 - 7 - 23
Nilmar 7 - 5 - 19
Marcão 5 - 6 - 16
Iarley 7 - 2 - 16
Indio 7 - 1 - 15
Adriano 6 - 1 - 13
Magrão 4 - 5 - 13
Andrezinho 2 - 8 - 12
Gil 4 - 1 - 9
WM 1 - 5 - 7
Guinazu 2 - 3 - 7
Bustos 1 - 4 - 6
Sidnei 2 - 1 - 5
Ramon 2 - 1 - 5
Danny 2 - 0 - 4
Guto 1 - 1 - 3
Edinho 1 - 0 - 2
Clemer 1 - 0 - 2
Jonas 0 - 1 - 1

PS:

E O LANCE RIDICULO DO DIA! Jogador leva Amarelo por dar carrinho...em torcedor!! Que isso Juiz!?!


domingo, julho 20, 2008

Seios apresenta

A Bunda Branca Produções já havia conquistado prêmios, era sucesso de crítica quando perdeu Monique, sua estrela. Carlos Roberto, que não é bobo, passou a buscar novos caminhos, talvez alguma outra iniciativa.

Foi quando um dia, sem querer, esbarrou na colega do outro setor, Glória. A ela jamais mostrou suas produções, não sabia se ela sabia, sabe? Nunca usou seu prestígio de bem sucedido “cineasta alternativo” para chegar mais perto. Diante dela, o astro lembrava mesmo era de seu stile champignon proferido por Monique. Se em raros momentos cogitou a hipótese de que nem todas vêem “as coisas” do mesmo jeito, a imagem do fracasso lhe causava tanto sofrimento que era melhor não arriscar.
- Desculpa, disse um nervoso Carlos.

- Eu é que peço, respondeu a sorridente Glória.

E pra surpresa do sujeito tremilico, ela disse:

- Carlos, tá quase no fim do expediente, eu quero muito tomar uma cerveja de fim de tarde, vamos?

- Ccclaro.

Foram pra um bar muito próximo às casas de ambos, eram vizinhos, pra alegria platônica de Carlos Roberto, que pediu uma Xingu. Ela quis uma Polar. Conversaram por um tempo até que Glória virou-se para Carlos e disse com olhar tranqüilo e franco:

- Carlos, eu sei da Bunda Branca, todo mundo sabe. Não tenho opinião formada sobre o trabalho, mas sei que sem a Monique tu deves estar procurando uma substituta.

- Mas Glória, eu pensei que...

- Antes que te empolgue, não quero me candidatar.

- ô...

- Eu quero te propor algo novo, que não tem a ver com o atual enfoque. E não é necessário abandonar os filmes “para adultos”.

Carlos parou por um instante, com olhar longínquo, mirando a fileira de lâmpadas que iluminavam, suspensas, o balcão do bar. E respondeu:

- Um selo.

- Exatamente.

E assim nasceu o Seios Anatômicos, um selo da Bunda Branca Produções. A proposta seria lançar filmes sobre histórias de vidas privadas, ou seja, cada Seio Anatômico lançado no mercado tem um formato exclusivo. Pouco tempo depois o nome acabou encurtado pra Seios, uma espécie de rendição – cada Seio é, por natureza, Anatômico.

Glória tinha o primeiro roteiro, inspirado em Luis Fernando Verissimo, que no livro Traçando Madrid cria uma espécie de fábula, contando seu encontro com o fantasma do Goya – pintor espanhol. Na versão da aspirante, uma arquiteta colorada encontra em Barcelona o fantasma do Gaudí.

video

QUEM NÃO FAZ TOMA

ESTREIANDO NO BLOG VERMELHO O BLOG SCORE

Deixe suas avaliações aqui. Só clicar em Nautico 1 x 1 Inter:



Nilmar consegiu errar 3 ou 4 gols feitos no primeiro tempo antes de desaparecer no Segundo Tempo. Depois fez um gol que qualquer um de nos faria então nem vou lhe dar muito meritos para esse gol.

Não ganhamos a partida simplesmente porque Nilmar deixou de decidir o jogo no Primeiro tempo. Podiamos ter saido no Intervalo com uma facil vantagem de 2 a 0 mas em vez disso fomos para o vestiario com um 0 a 0. Aos pouco o time começou a dormir em campo e o juiz começou a perder o juizo. O maior erro dele foi ter dado esse penalti inexistente contra o Inter, o jogador do Nautico simplesmente simulou, o juiz mal colocado não viu e decidiu na duvida dar o penalti. Afff...

Ainda bem que Guto entrou e num leve toque numa bola que muitos achariam perdido deu um gol feito para o Nilmar que quase bateu tão fraco que o goleiro quase pegou num gol aberto.

Depois do Gol deixamos o Nautico vir para cima e quase perdemos. Empate com gosto de derrota (curiosamente a Globo diz que foi gosto de vitoria). Lamentável. Mas até é lucro considerando que tinhamos em campo ao mesmo tempo jogadores como Jonas, Maycon, Danny (que jogou nada), Tite e outros.

Mais uma chance jogado fora de realmente dar um salto pra frente.

BLOG SCORE: Sua Avaliação de cada jogador

OK está ai uma versão quase pronta do Blog Score feita pelo Rodrigo Araújo. Depois vou colocar na coluna direita do Blog mas pra começar estou colocando dentro desse topico para que todos possam ver. Depois do jogo de hoje volta aqui e da suas notas a cada jogador que participou da partida.

Como vocês podem ver o sistema já existe a um tempo mas eram dadas apenas umas 5 availiações por jogo no Blog VVI, espero que aqui no Blog Vermelho esse numero aumente bastante. O Rodrigo deu um New Look e novo nome para ele aqui no Blog e ainda falta algumas outras mudanças que logo virão tambem.

Essa é uma baita novidade aqui no Blog que vai fazer o Blog mais interativo ainda. Muito obrigado ao Rodrigo por compartilhar isso com nós.



SOBIS: SEJA PUNK MAS NÃO SEJA BURRO

Pra dizer a verdade me faz pouca diferença se Rafael Sobis for jogar no Grêmio como andam dizendo por aí, e quem sou eu pra dar conselho a milionário, mas mesmo assim vai aí meu conselho a ele.

Não seja burro e acaba logo com esses rumores que você pode vir ao Grêmio!

Ele acaba de falar politicamente correto na Gaúcha que estuda propostas de todos os clubes e que outros jogadores já passaram pelos 2 times como o Tinga.

Bom Sobis deixa eu te avisar, um jogador muito melhor que você, um jogador de Copa Do Mundo, que era o Pulmão do Colorado na maior fase do Clube hoje é um ex-atleta sem identificação com torcida alguma porque decidiu ir para o Grêmio depois de uma boa carreira no Inter. Falo do Batista. Um cara desprezado não so por Gremistas mas tambem Colorados. Você quer ser o proximo Christian? Quem sabe o proximo Mauro Galvão, parte do Tri do Inter e hoje odiado por colorados.

Existem dezenas, talvez centenas de clubes no Mundo que serviria como uma luva pra ti e você vai deixar rolar esse papo de Grêmio? Depois de 2006 você virou idolo entre muitos colorados, você atingiu um status dificilmente atingido por um jogador,talvez até um status maior que a propria bola que você joga. Vai para o Grêmio e joga tudo isso fora! Pra que, pra dinheiro? Dinheiro você pode ganhar em Portugal, na Espanha, na Alemanha, no Rio ou em São Paulo e prestigio e idolatria você pode perder no Grêmio.

Se um Fabiano Eller fosse para o Gremio seria normal, um Hidalgo, um Jorge Wagner mas pergunta ao Fernandão se ele jogaria no Grêmio. Acredito eu que o Fernandão é inteligente demais e sabe as consequencias disso.

Então Sobis não seja burro e acaba logo com esse papo. Voce teve essa chance hoje na radio Gaúcha e deixou passar e a cada dia o nome Sobis perde um pouco de brilho com Colorados. Agora se teu objetivo é esse mesmo de um dia ser um jogador sem identificação clubistica como o Batista que tinha tudo pra estar ali ao lado do Fernandão e Falcão, então vá logo para o Grêmio. Terei prazer de vaia-lo um dia no Beira Rio.

Nas palavras de um musico Gaúcho (e infelizmente Gremista) vai aí o meu conselho: Seja Punk mas não seja Burro!

sábado, julho 19, 2008

DANIEL CARVALHO!

Segundo a Radio Guaiba Daniel Carvalho está confirmado. Meu deus é Natal no Verão (ou inverno pra vocês)!!

Será possivel??

Agora TETRA é obrigação. É um time de nivel Europeu!

Vem aí o "BLOG SCORE"

Pessoal um recado rapida (depois nao deixam de ler a nova coluna do Nelson logo abaixo). Logo mais vamos estreiar no Blog Vermelho o "BLOG SCORE" que coincidentemente nasceu de uma ideia do proprio Nelson e do Rodrigo Araujo que antigamente escrevia aqui (mas teve que sair por compromissos profissionais). O "BLOG SCORE" (antigo SAVVI) será uma novidade no Blog onde você dá sua nota (ou score) a cada jogador do Inter apos a conclusão de uma partida. O BLOG SCORE depois calcula as medias de cada jogador de jogo em jogo, assim podemos ver ao longo do ano como estão cada jogador no conceito do leitor do Blog Vermelho. Vai ser uma grande novidade de grande utilidade. O Rodrigo está ajustando o novo software e logo deve estar no ar aqui no Blog Vermelho!

Tite: O Alexxx não é o Marcelinho Paraíba !



Cacoete do Tite: 3.5.2
- Ele começou muito bem...contra o Bota mesmo com 01 expulso, sempre tivemos 04 jogadores no meio-campo, 02 atacantes (Nilmar e Adriano) e não demos chance ao Botafogo. Com a volta do 3.5.2, perdemos o meio-campo nos jogos contra os péssimos Atléticos, no caso do MG, bastou o ´Gallo tirar 01 zagueiro e colocar um meio-campo, o Inter sumiu, só reaparecendo com a entrada do Valter, ficando então 02 atacantes e 02 meios-campo que marcarm muito e chegam no ataque, Taison e Magrão.

Cacoete do Marcão - Preferir e jogar como zagueiro no 3.5.2
- Ele é bom jogador se simplificar, o problema é que no 3.5.2 não tem agilidade suficiente para fazer a cobertura na lateral do campo, não sabendo se é zagueiro ou ala, impondo uma ´amarra` ao Guina, pois o outro jogador canhoto do time nem aparece por ali, pois o ´deserto é muito grande para percorrer`, então enfia-se ali o Taison que perde toda a naturalidade para jogar, pois é um jogador de centro de campo ou lado direito. Também em função disto às vezes se coloca o péssimo Ramon que tem sobra de vontade, mas falta de neurônios e qualidade para jogar futebol.
No 4.4.2 o Marcão fica mais postado e sobe ao ataque em menor quantidade, porém com melhor qualidade e condição física, daí aparece bem na parte ofensiva, pois o meio-campo fica mais ´recheado` ocasionando mais compactação do time. Quem foi na 5ª feira pôde perceber os imensos furos no meio-campo colorado, pois só estavam ali o Guina e Magrão (herança abeliana). Só que mesmo no 3.5.2 o Tite tem méritos e sabe arrumar a defesa ao contrário do treinador anterior.

Cacoete do Danny Morais: Estilo clássico de jogar
- Excelente jogador, joga fáci, sério, compenetrado, praticamente estabiliza a ´empolgação` muitas vezes fatal do Índio em ir ao apoio. Como 1º volante também é muito bom jogador, tem inteligência para fazer o simples, é um jogador muito eficiente que pouco aparece, prá mim é um novo Mauro Pastor, regularidade e frieza perfeitas para um zagueiro. Excelente na bola alta ! E pensar que ficamos ano passado e metade deste ano vendo o Orozco jogar...isso é inaceitável e imperdoável !

Cacoete do Alexxx - Passivo, falta de vibração.
- Li estes dias aqui no BV, num chat um tal de Dr. Pau, depois fiquei sabendo ser psiquiatra, que afirmou ter o Alexx um palavra até então por mim desconhecida: ´distimia`, procurem-na no Google e verão que ´fecha`... O temperamento é totalmente apático, falta de alegria, vibração para jogar futebol, lembram Michel e Gabirú, parecem estar em outro lugar que não o campo de futebol. Total ausência ! Alexx é tido como o melhor jogador do Inter na atualidade e talvez por isto sua postura e comprometimento é muito diferente de um jogador operário como o Kaká ! O dia que ele der sua alma pelo time, nem precisa jogar muito bem, terá o meu respeito, mas isto não irá acontecer, é uma questão de cacoete, temperamento, medo, sei lá o que....

Cacoete do Nilmar - Incansável, Indignado
- Mesmo não fazendo gols, errando gols fáceis, jogando contra 03 adversários é admirável o ´esforço` do Nilmar nos 90 min, leva pau e levanta...leva pau e levanta ! É o melhor jogador do Inter e tem a postura e dedicação de um cabeça-de-bagre ! Com o Nilmar em campo o adversário não tem descanso. Se batesse os penaltis e faltas que sofre muito mais elogiado, pois apareceria muito mais para a imensa maioria da torcida colorada que só assiste os jogos pela TV.

Meu cacoete - Não aguento mais ver o Edinho jogar ! Que coisa mais pornográfica....deve ser um tremendo cara, pois só isto seria um explicação ´inexplicável` para aindar vestir a camisa colorada, ainda como capitão, não merecemos...e isto tem preço. Por que nas ´coletivas` os repórteres não questionam a presença do Edinho ?

Lembro do Lúcio ex-Inter, hoje Bayer Munich, era criticado por ser meio nervoso e ia sempre ao ataque, o que às vezes gerava contra-ataque fatais contra o Inter, muitas vezes ia expulso por ser empolgado demais, na verdade o time era muito ruim e ele fica ´indignado` com as derrotas, coisa que até hoje acontece, isto é ter garra, amor à camisa que veste, à profissão, é querer melhorar, sempre preferirei o jovem brigão, contestador ao jovem ´molengão, passivo, pois o jovem brigão podemos canalizar sua energia para o bem comum, ele vai sózinho e arrasta os companheiros, também o tempo ajuda a equilibrar. Pior é o homem / mulher sem paixão / tesão, desses nada se pode esperar. Lembro o temperamento do Gallo aqui no Inter, totalmente ´fora do contexto`, vibração = zero, futebol é paixão, energia e vibração, além da técnica e estratégia, quem não tiver isto não vence....vejam o Abel tem as 03 primeiras e conseguiu muito com o futebol.

D`Alessandro é ´sanguíneo`, ali no meio-campo não se pode ser ´boneca` .....deixem o ´cara` vir, fazemos uma grande recepção e se tudo correr bem é time para Campeão Brasileiro.

sexta-feira, julho 18, 2008

APOSTANDO TODAS AS FICHAS

Depois de ler e ver algumas coisas sobre o D'Alessandro na Midia tá claro que ele não vem como Salvador e ele não está nos fazendo um favor em vir ao Beira Rio. A verdade é que ele anda em baixa nos ultimos anos passando por times perdedores. É o Inter que talvez salve o D'Alessandro e ao mesmo tempo salvará a si proprio. Pés no chão gente, não esperem Maradona não...o cara vai ter que se recuperar no campo depois de muito tempo de futebol medio. Quem sabe ele é o proximo Fernandão que veio ao Inter desconhecido e saiu idolo deixando titulos no historico.

Mas fatos são fatos. O guri joga bola mas é um cabeça quente. Há videos no youtube dele brigando com companheiros em campo e em treinos, tambem há videos dele jogando muita bola. O Bom é que ele tem 27 anos, o que normalmente é o AUGE da carreira de um jogador de futebol (e tambem a idade preferida de morte de Rock Stars). Quem sabe compra-lo agora não foi a compra do seculo, mas tambem pode ser o desastre do Seculo.

O que vai ter que acontecer é que o D'Alessandro vai precisar de alguem dentro do Inter para manter-lo focado na carreira, no futebol e não em brigas e "egotrips". Se o Inter conseguir controlar a cabeça de D'Allesandro ele poderá trazer imensas alegrias a torcida, mas se o Inter não conseguir controla-lo isso pode ser um problema. Acredito que o Inter saberá lhe dar com ele.

Como falei, pés no chão, está chegando um otimo jogador, mas um que anda devendo MUITO para a bolinha. Ele terá que ser trabalhado e muito bem.




__________________________________

D'ALESSANDRO CONFIRMADO!!

Parece que D'Alessandro tá confirmado segundo um noticia circulando as radios gauchas e internet. Tomara. Nem pensei muito no assunto nesses ultimos dias pra não me decepcionar, mas agora parece ser verdade. Se realmente confirmar pode ser uma das contratações de maior impacto na história do Inter. Depois só falta confirmar em campo, é claro!

E se for verdade essa de mais um craque vindo acredito que esse seja Daniel Carvalho pois ficou obvio que ele quer vir para o Inter, mesmo que seja só por 6 meses.

E a escalação como ficaria? Bom, tirar ALEX do time sem mais seria impossivel, o cara é a estrela de 2008 e de longe acima de qualquer outro. A unica maneira de tirar Alex sem criar conflito interno é vende-lo. Se não ele tem que jogar, mesmo se for deslocado para a lateral esquerda, onde não teve muito sucesso. Não consigo ver Alex no seu auge colocado no banco. Nem ele aceitaria isso e eu não o culparia.

Então estariamos vendo a seguinte escalação.

Clemer (Renan depois das Olipiadas)
Ricardo Lopes (por enquanto)
Bolivar
Sorondo (ou Indio)
Marcão (ou Alex)

Guinazu
Magrão
Alex (O problema aqui é que Alex e D'Allesandro são canhotos)
D'Alessandro

Nilmar
Daniel Carvalho

Olha fazendo uns ajustes aqui e ali, quem sabe um ou dois Laterais de verdade e esse time é imbativel no Brasileirão. O que vocês acham?

Se essas contratações se confirmarem Aí SIM, é disso que estamos falando desde a final da Libertadores 2006, que o Inter não podia se apequenar perdendo jogadores sem substitui-los a altura. Serão grandes contratações a altura de um clube que quer continuar a ter importancia Nacional e Internacional. Um ano de gloria não basta, qualquer clube grande sempre quer uma dinastia de 3 , 4 anos seguidos de grandes vitorias. Em 2007 dormimos e quem sabe ainda há tempo de salvar 2008.

Bunda Branca Produções (Parte 2)


Pra quem não acompanhou minha postagem da semana passada, informo que esta postagem de hoje é a continuação daquela. Então, pra não perder o fio da meada, recomendo a quem tiver interesse e paciência que vá à minha postagem da sexta passada e dê uma lida antes de prosseguir nesta.
(continuação) Mesmo com algumas críticas, os vídeos da Bunda Branca Produções tornaram-se sucesso absoluto entre a gurizada da repartição, pelo ineditismo e ousadia da iniciativa de Carlos Roberto. Assim, observações de detalhes técnicos eram pura provocação dos estagiários para com o autor e sua "obra". Os estagiários apenas diziam: "Tu é foda, Carlos, mas essa cena tá uma merda!" Carlos Roberto nada retrucava, apenas desdenhava com um sorrisão superior de orelha a orelha e curtia tal um pachola o súbito reinado.
De canto de olho, Carlos Roberto viu passar ao fundo da sala a deliciosa Monique, a estagiária que estava sumida desde o segundo parágrafo da primeira parte da história. Sem o menor pudor, Carlos Roberto chamou-a: "Monique, vem cá! Quero te mostrar uma coisa!" Monique carregava uns processos e respondeu de onde se encontrava que agora estava ocupada demais pra ficar vendo baixarias. Mas Carlos Roberto insistiu: "Vem cá, gata! Tenho algo interessante pra te mostrar." Monique revirou os olhinhos, dissimulou uma carinha de impaciência mas por fim cedeu aos apelos do colega e foi lá conferir o que, no fundo, ela morria de curiosidade de ver desde os primórdios dos acontecimentos.
Ela já sabia o que iria encontrar, pois os outros estagiários já haviam lhe escancarado ao ouvido o que se passava no monitor do Carlos Roberto. Monique mal chegou e Carlos lascou de primeira: "E aí, quer contracenar comigo?" E virou o monitor na direção dela. A gostosuda silenciou por um momento. Carlos Roberto julgava ter abalado a beldade e esperava uma atitude intempestiva como resposta. Tudo o que ele queria era chocar. Alguns segundos depois, aparentemente refeita do impacto causado pelo atropelo do colega, Monique foi de uma frieza avassaladora: "Olha, faltam muitos centímetros aí pra que eu atue contigo. Digamos que tu não tens o instrumental adequado, nobre colega."
Aquilo desmontou a autoconfiança de Carlos Roberto, deixando-o nitidamente desconsertado. Ele não tinha resposta à altura para aquela tonelada de avacalhação que a colega lhe impôs. Não restou outra alternativa a Carlos Roberto senão remendar a situação: "Que isso?! É meio "cotoco" mas o "cabeção" é descomunal, parece um bolo inglês. Dá uma olhada!" Mas Monique era destrutivamente espirituosa e deu números finais à conversa: "Sim, de fato, curtinho com uma cabeça desproporcional, parece um champignon. Sim, um championzinho!" Carlos Roberto se enfezou: "Cretina, sai daqui!" Monique retirou-se rebolante dentro de sua calça jeans coladíssima ao seu corpão violentamente monumental.
Depois, revendo as imagens, na solidão de seu apartamento, Carlos teve que concordar com o veredito impiedoso de Monique. E chegou à triste conclusão de que deveria contratar atores anatomicamente aptos, mas que aceitassem um lanche, um suco e dois vale-transportes como pagamento.
Primeiramente, precisava fazer testes de seleção. Pensou em seus colegas de repartição, os estagiários João Pedro e Túlio. "São novos, meus fãs, certamente vão adorar fazer parte dessa putaria toda. É só eu contratar umas boas putas pros testes. A gurizada não vai arregar. Não tem erro!" Pensava Carlos Roberto.
Carlos chamou João Pedro e lhe fez o convite, mas esse recusou, alegando timidez. Com a recusa do primeiro, falou com Túlio no dia seguinte e esse topou o desafio. Combinaram horário e local, após o expediente. Carlos Roberto esperaria com a garota, bastando ao Túlio mostrar competência na hora H. Tudo foi feito conforme o combinado, mas Túlio não conseguiu manter a ereção em frente à câmera, mesmo que esta estivesse escondida na estante da sala do apartamento do Carlos Roberto. Fiasco. As alternativas tornavam-se escassas e não restou outra saída senão recorrer aos estagiários "especiais" do setor: Ralph, Pelêga e Bolacha. "Desses três um tem que vingar." Lucubrava Carlos Roberto.
Testes marcados, os três compareceram pontualmente, como o faziam em dia de expediente. Putas a postos, câmera estrategicamente posicionada... os especiais não negaram fogo e logo mandaram ver. Dos três, Ralph, o mulato dos olhos esbugalhados se sobressaiu e mostrou fôlego de ferro e um "talento" fora do normal. Os outros não empolgaram, mas Carlos Roberto decidiu que os manteria como equipe de apoio e para as cenas de suruba. A Bunda Branca Produções dava um salto em suas atividades.
Com a nova equipe, Carlos Roberto produziu uma duzia de filmes, todos com muita repercussão não só dentro da repartição, mas sucesso que se alastrava para outros departamentos do órgão público em questão. Muita gente boa já requisitava as intrépidas aventuras da Bunda Branca Produções. Tanto sucesso não passaria encólume por Monique, a qual surpreendeu Carlos Roberto enquanto esse trabalhava, numa manhã de expediente. "Carlos, preciso falar contigo. Tu poderias me mostrar alguns trechos do teu último filmezinho?" "Ah, tá curiosa, hein? Eu sabia! Eu sabia!" Carlos Roberto buscou um de seus arquivos salvos no "C" de sua máquina, apertou o play e atendeu ao inesperado pedido da moça. Ela mal piscava. Apenas observava com olhos fixos na tela. "Assim tá bom, Monique?" "Tá legal, deixar rolar que eu quero ver mais um pouco..."
Uns cinco minutos foram suficientes pra estagiária. Ela pediu que Carlos Roberto fechasse o arquivo e teceu o seguinte comentário: "Tuas idéias são legais, os guris atuam direitinho, mas as tuas putas são muito barangas e não atuam com a desenvoltura adequada." "Monique, elas são garotas de programa e nem sabem que estão sendo filmadas, do contrário não topariam." "Aí é que está o grande problema dos teus filmes, Carlos." "Tu precisa de profissionais da sétima arte, não de profissionais do sexo." "Mas como? Quem se habilitaria? Tem alguma sugestão? Conhece alguém?" A resposta da Monique mudaria definitivamente os rumos da Bunda Branca Produções e dessa história.
Monique respondeu assim ao Carlos Roberto: "Eu faço! Tu sabe que eu sou porra-louca mesmo. Faço sim, sem problema! Mas não me vem com essa palhaçada de suquinho, lanchinho e vale-refeição como pagamento." De queixo caído, ainda desnorteado pelo baque, Carlos Roberto só teve forças pra perguntar: "Tá, mas o que tu quer, então?" A moça foi taxativa: "Fama!"
Tudo bem, Monique era uma das mulheres mais gostosas que Carlos Roberto conhecia, tremenda potranca, desenvolta pra cacete e tinha todos atrativos pra se dar bem na Bunda Branca Produções, mas isso não impedia que antes fizesse um teste, pra saber se ela realmente tinha a pegada exigida pela sua produtora. Por isso, lá estavam reunidos Monique, Carlos Roberto e o Nêgo Raph pra uma noitada de testes. O Nêgo Ralph adotou essa alcunha artística a pedido de Carlos Roberto. Ele era o ator destaque da produtora e logo Monique sentiria nas entranhas o "tamanho" do poder do negão.
Ele faria o teste com Monique, que acabara de vir do quarto de banho, vestindo a lingerie para o aguardado teste. Gostosíssima, potranquíssima. Desta vez, nada de câmera escondida. Carlos Roberto poderia atuar livremente graças à fabulosa Monique. Carlos liga a câmera e pergunta se Monique ensaiou sua fala. Ela responde positivamente com a cabeça. Para o Nêgo Ralph não tinha fala específica, pois ele era incapaz de decorar duas frases que fossem. O negócio dele era "ferro na boneca", como definira o diretor.
Então, Carlos Roberto põe a cêmera pra rodar e diz que tá gravando. A cena vai fluindo, amassos preliminares rolando e o Nêgo Raplh tira a cueca. Monique leva um "cagaço" com o que vê. Nunca tinha visto uma "benga" com aquelas dimensões. Aquilo iria lhe arrebentar por dentro, com certeza. Ela reluta um pouco, teme por sua integridade física no início, mas por fim resolve encarar o "pacotão" do Ralph. Era mais monstruoso ao vivo do que pelo monitor do Carlos Roberto. Mas ela precisava superar aquele doloroso desafio.
Apesar de ser destaque da Bunda Branca Produções, o Nêgo Ralph ainda era meio "verde", cheio de energia, é verdade, mas Monique notou que ele não dominava todas as mãnhas daquela "arte". Depois, passado o trauma inicial, mais solta, ela relaxou e a dupla barbarizou frente à câmera digital de Carlos Roberto. "Bravo, bravo!" Gritava Carlos Roberto após a bateria de testes protagonizada pela gostosuda e pelo "talentoso" Ralph. "E aí, o que achou?" Perguntou Monique ao "diretor". "Bah, guria, sem palavras... tu nasceu pra isso!" "E que tal meu ator principal?" Indagou Carlos Roberto à moça. "Olha, o que eu posso dizer... ele tem um "talento" enorme e praticamente me arrebentou, mas com um pouco de coragem dá pra encarar. Ele é um cavalão e eu acho que sei como domá-lo..." Daquela data em diante, o nome artístico do Nêgo Ralph virou Corcel Negro e o nome do primeiro filme protagonizado pelos dois chamou-se "A encantadora de Cavalos."
Esse filme em questão teve estréia bombástica no órgão público em que trabalhavam e os pedidos de cópias se multiplicavam absurdamente dia após dia. A presença de Monique foi um marco na história da Bunda Branca Produções, um fenômeno de popularidade. E assim os filmes foram se multiplicando e a demanda aumentando. Os servidores do órgão público tornaram-se comsumidores ávidos pelas novidades fresquinhas produzidas pela incensada Bunda Branca Produções.
Novos filmes foram feitos, como o fantástico "Assédio Sexual e Safado", onde Carlos Roberto inovou mais uma vez e convidou seu próprio chefe, Reginaldo, pra fazer par com sua estrela máxima, Monique. Detalhe: a locação foi a própria gráfica do órgão público em que trabalhavam. Reginaldo subornou os seguranças e conseguiu com que fizessem as gravações num final de semana. Bem, esse filme teve um apelo fenomenal e extrapolou a esfera do órgão público em que trabalhavam para outros órgãos públicos do estado, seja do executivo, seja do legislativo e até do judiciário.
No entanto, não acabou bem essa história, pois a gravação foi parar nas mãos do Ministério Público, que resolveu investigar o que julgava ser um verdadeiro escândalo. Resultado: Reginaldo foi demitido a bem do serviço público. Consta que até o Governador da época havia solicitado uma cópia de "Assédio Sexual e Safado", mas as investigações não avançaram nesse nível e foram convenientemente arquivadas. E a Bunda Branca Produções? Teve toda a equipe afastada da gráfica do órgão público estadual em questão. Mas quem ligava? Ela já era auto-sustentável e só fez crescer e desenvolveu-se ainda mais após o escândalo.
Monique se transformara na estrela maxima da Bunda Branca Produções. Ela era a cara da Bunda Branca Produções e vice-versa. Deu tão certo que em dois anos a BBP comprou a Brasileirinhas, famosa produtora nacional de pornografia e já voltava seu foco para o mercado externo, sempre tendo Monique como atração principal. Larry Flint, dono da Hustler, gigante da pornografia norte-americana, abriu o olho e inicialmente quis comprar a BBP. Não obtendo êxito, propôs uma sociedade com a finalidade de criar um conglomerado pornô que dominasse as três Américas, de cima a baixo. Carlos Roberto também não topou, pois estava nos seus planos justamente adquirir a Hustler.
No entanto, Larry Flint pegou Carlos Roberto no contrapé e adquiriu o "passe" da insubstituível Monique. Na verdade, ela saiu porque já achava que estava mais do que na hora de brilhar nos EUA. Era seu momento de mudar de ares e encaminhar sua aposentadoria na terra do Tio Sam. Ela se julgava nesse direito, pois já havia feito muito pela BBP. Segundo a Deusa da Sacanagem, a BBP devia seu reinado na putaria sulamericana fundamentalmente a ela, Monique. Então ela bateu asas e se foi... A Bunda Branda Produções acabou depois desse abalo terrível? Que nada! A BBP balançou um pouquinho, levou um tempo pra se recuperar do golpe e se estabilizar, mas finalmente Carlos Roberto viu que sua BBP podia andar sozinha, explorar novos rumos e buscar novas musas. Tudo isso sem abdicar do seu poder.
Tchau, Monique, obrigado por tudo! Beijo na bunda!
-----------------------------------------------------------------------------------------
Essa semana fez um mês que o eterno capitão Fernandão se foi para as "Arábias". E parece que o Colorado finalmente está aprendendo a se virar sem ele. O desejo em contar com nomes como D´Alessandro e Daniel Carvalho demonstra essa vontade do clube em seguir sua vida e voltar a ser feliz. Que assim seja, amém!